Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

6 de maio de 2009

Seriam dois golpes?


Visitando dois sites - "Alerta Total" e "Claudio Humberto" - nos deparamos com duas informações preocupantes, pois se tratam de verdadeiros golpes institucionais nas regras previstas para as eleições do ano que vem. PT, PMDB, DEM, PPS e PC do B querem aprovar o voto em lista fechada, e já para a eleição de 2010. Viria aí, sem dúvida, o esquema de venda de legendas e a conseqüente corrupção, usando os partidos políticos como balcões de negociatas, tudo com a colaboração de Lula;

A proposta é para que o eleitor passe a votar numa sigla e não mais no candidato. Os deputados vão assumir a vaga conforme uma hierarquia previamente elaborada pelo partido. Par
a facilitar a mudança da regra, a mudança não requer alteração constitucional, dependendo apenas de maioria simples do Congresso para aprovação;

A alteração seria incluida no projeto que regulamenta a fidelidade partidária, ficando claro que o mandato pertence ao partido, e não mais ao eleito. O troca-troca partidário só seria permitido caso venha a ocorrer 30 dias antes do término do prazo para a realização de convenções partidárias;

Já os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, José Sarney e Michel Temer, tiveram uma importante conversa a sós com o presidente Lula, consultando-o sobre eventual terceiro mandato. O presidente não respondeu diretamente, devolvendo a pergunta a eles: “O que vocês acham disso?” A mudança significativa é que, até agora, o presidente Lula vinha negando a hipótese, em público e em conversa privadas;

Parece no entanto que Lula foi picado pela mosca azul, segundo um ex-presidente da Câmara dos
Deputados, notando que o elogio de Barack Obama, afirmando “Esse é o cara”, reacendeu o brilho no olhar de Lula. No Senado - sempre lá, para variar - já se contavam votos favoráveis a uma eventual emenda constitucional prevendo um terceiro mandato presidencial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário