Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

22 de maio de 2009

Deputado quer prorrogar mandatos


Os parlamentares brasileiros a cada dia se superam. O deputado Sandro Mabel (PR-GO) apareceu com proposta que permite ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficar no cargo até 2012. O deputado justifica sua proposta com o argumento de que, ao invés da realização de eleições majoritárias em 2010 para governadores, presidente da República, deputados e senadores, a eleição seja realizada em 2012, junto com a escolha de prefeitos e vereadores;


Se a mudança proposta vier a ser aprovada, o presidente Lula fica no cargo até 2012, da mesma forma que os senadores e deputados federais e estaduais. Para atenuar o impacto, Mabel propõe que a mudança seja submetida à população por meio de um referendo, o que poderia viabilizar a alteração constitucional até setembro deste ano, prazo máximo para mudanças na legislação eleitoral antes da disputa de 2010;


Acontece que líderes partidários do governo e da oposição descartaram hoje colocar em votação proposta do deputado, que integra a base aliada do Governo na Câmara dos Deputados. Vários deles se pronunciaram totalmente contrários à proposta;


Era só o que faltava. O deputado Mabel é mais que parece estar “se lixando” para o eleitorado ao propor ficar mais dois anos no mandato que não lhe foi dado por seus eleitores. Na maior cara-de-pau, ele justifica que havendo unificação das eleições haveria uma economia considerável de cerca de R$ 10 bilhões;


Mais logico seria prorrogar o mandato dos atuais prefeitos e vereadores, que estão em início de mandato e não andam tão encobertos pelo mar de lama que anda afogando deputados e senadores. Mas ainda tem muita coisa a ser discutida numa possível reforma política, e a pior delas é a tentativa da tal lista partidária, excluindo totalmente o eleitor do processo de escolha de seus representantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário