Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

27 de maio de 2009

"Guerra" da CPI da Petrobras começa 3ª feira


O líder do DEM, José Agripino Maia, recebeu nesta terça a visita dos líderes governistas Renan Calheiros (PMDB) e Gim Argello (PTB). Agripino havia negociado com eles, na semana passada, um entendimento que acomodaria o senador democrata ACM Junior na presidência da CPI da Petrobras;


O acerto foi desfeito depois que Lula interveio após reunião com Renan. Para O líder do DEM, Lula agiu porque tem medo da investigação e acha que a CPI é “um elemento perturbador para 2010”. A oposição, como consequência, ameaça um bloqueio do plenário;


Na maior desfaçatez, Lula negou ter feito sugestão a Renan para não ceder a presidência da CPI ao senador ACM Junior tem a coragem de afirmar: "Não pedi para tirar o Democratas nem para os tucanos não serem nem para o PT não ser. É um problema do Senado";


Porém, depois de garantir aos líderes do DEM que o PMDB apoiaria a indicação de ACM Junior para a presidência, "coincidentemente" depois do encontro com Lula, o líder do PMDB informou que os governistas ficariam com os dois principais cargos da CPI;


O troco dos oposicionistas já está sendo dado. Na sessão de ontem no Senado houve obstrução à aprovação da Medida Provisória do fundo soberano, que tem prazo até segunda-feira para ser aprovada, sob pena de perder sua validade. Na CPI das ONGs, o novo relator é Artur Virgílio (PSDB-AM), que certamente vai apurar as doações suspeitas feitas pela Petrobras;


Resta-nos aguardar a próxima semana, quando a CPI da Petrobras será oficialmente instalada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário