Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

31 de julho de 2010

Pelo Ibope, Marina também decide

Como se sabe, o Brasil tem 135.804.433 eleitores, segundo informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tendo por regiões os seguintes os totais de eleitores:

Centro-Oeste - 9.695.987;
Nordeste - 36.727.931;
Norte - 9.990.917;
Sudeste - 58.936.436; e
Sul - 20.252.770.


Distribuindo-se os percentuais da última pesquisa do Ibope por região, as votações dos três principais candidatos seriam assim distribuídas:

Sudeste:
Dilma (37%) - 21.806.481;
Serra (35%) - 20.627.752; e
Marina (9%) - 5.304.279.

Sul:
Serra (46%) - 9.316.274;
Dilma (31%) - 6.278.359; e
Marina (5%) - 1.012.639.

Nordeste:
Dilma (49%) - 17.996.686;
Serra (25%) - 9.181.983; e
Marina (5%) - 1.836.397.

Norte e Centro-Oeste:
Dilma
(40%)  - 7.874.761;
Serra (33%) - 6.496.678; e
Marina
(8%) - 1.574.652.

Se o quadro apresentado pelo Ibope vier a acontecer em outubro, somando-se as votações da regiões brasileiras, seria o seguinte resultado da eleição:


Dilma - 53.956.287 (49,36%); 
Serra - 45.622.687 (41,74%); e
Marina - 9.727.967 (8,90%).



Da mesma forma como os cálculos feitos com base na pesquisa do Datafolha, teríamos também o segundo turno, continuando Marina Silva como o fiel da balança. E ele, mesmo saido do PT teria deixado de ser petista?

Os futuros desempregados

Há no Brasil o costume de se espalhar e-mails com os mais variados assuntos, desde correntes para ganhar dinheiro fácil (?) até pedidos de contribuição para salvar crianças de doenças horríveis ou coisas semelhantes. Em ano de eleição, uma verdadeira chuva de mensagens trazem casos algumas vezes interessantes. Outras vezes aparecem assuntos polêmicos e noutros mentiras fáceis de serem descobertas. No caso a seguir, a informações que precisam ser checadas, mas não custa nada lê-las e e comentá-las.

Estamos vivendo, mais uma vez, um momento muito importante e de grande responsabilidade em nosso país: escolher os governantes que o conduzirão nos próximos  quatro anos.
o texto é de interesse de todos nós e, deve ser lido até o final.
Material para reflexões profundas em torno do que queremos para nós e para todo o povo deste país.
Procurem passar para o maior número de pessoas e, pensem bem antes de colocarem os seus votos nas urnas.

Vejam isto e a que ponto estamos!!!!!!!!!

O QUE SERÁ DELES SE A DILMA NÃO FOR ELEITA??? 

Os privilegiados: ação entre amigos.

No Brasil, uma nova maneira de governar foi criada. Em Brasília, há passe livre para os egressos dos movimentos sindicais, principalmente se forem ligados ao PT. Para essas pessoas parece que as portas são mais largas e os caminhos menos sinuosos. Criou-se na capital federal a casta dos integrantes da República sindical brasileira. "Nunca antes na historia desse País" tantos ex-dirigentes sindicais ocuparam postos chaves no destino da Nação Brasileira. É sobre essas pessoas, o que faziam e o que estão fazendo agora que nós iremos falar:

Jair Meneguelli - torneiro mecânico e ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC? Alguém lembra dele? Pois bem, ele sumiu. Fomos procurá-lo. Sabe onde o encontramos? Hoje ele se encontra em Brasília. É Presidente do Conselho Nacional do Sesi e comanda um orçamento de R$ 34.000.000,00. Salário atual:R$ 25.000,00. Salário anterior (no tempo de sindicalista) R$ 1.671,61.

Heiguiberto Navarro - ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Encontramos também. Sabe onde? Em Brasília. Sabe o que ele faz hoje? É assessor do Secretário Nacional de Estudos e Políticas da Presidência da República. Gostaram do nome? Salário atual: R$ 6.396,00. É ele quem articula os eventos do Presidente Lula quando ocorrem fora do Palácio do Planalto. Recordando, ele é ferramenteiro e na época tinha um salário de R$ 1.671,61.

João Vacari Neto - bancário, ex-presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo. Também o encontramos. Adivinhe onde? Brasília? Certa a resposta! O que ele faz atualmente? É membro do Conselho Nacional de Itaipu. Ajuda a decidir sobre a alocação do orçamento de Itaipu, cerca de R$ 4.500.000.000, 00. Salário R$ 13.000,00. Antes o seu salário era de R$ 4.909,20.

Paulo Okamoto - fresador, ex-tesoureiro da CUT. Está sumido do noticiário, mas nós o encontramos. Sabe onde? Em Brasília? Certa a resposta! O que ele faz hoje? Presidente do SEBRAE. Salário R$ 25.000,00. Comanda um orçamento de R$ 1.800.000.000, 00. Salário anterior, quando era pobre: R$ 1.671,61.

Luis Marinho - pintor de veículos - ex-presidente da CUT. Lembram dele? Um doce para quem disser onde fomos encontrá-lo. Em Brasília? Certa a resposta. Estou devendo um doce para milhões de pessoas. O que é que ele está fazendo? Virou Ministro da Previdência Social. Salário R$ 8.363,80. Comanda um orçamento de R$ 191.000.000. 000,00. Anteriormente o seu salário era de R$ 1.620,40.

Wilson Santarosa - operador de transferência e estocagem, presidente do Sindicato dos Petroleiros de Campinas. Está no Rio de Janeiro. É gerente de comunicação da Petrobrás e membro do Conselho Deliberativo da Petros. Salário atual R$ 39.000,00 comanda um orçamento de R$ 250.000.000, 00. Salário anterior era de R$ 3.590,90.

João Antonio Felício - professor de Desenho e História da Arte e ex-presidente da CUT. É outro que está no Rio de Janeiro. É atualmente membro do conselho do BNDES, salário R$ 3.600,00 por reunião da qual participa, com direito a transporte, hospedagem mais ajuda de custo. É um dos responsáveis pela aprovação do orçamento do BNDES de R$ 65.000.000.000, 00. Tem sob sua responsabilidade opinar sobre sua destinação e acompanhar a execução. Salário anterior R$ 1.590,00.

Sergio Rosa - escriturário e ex-presidente da Confederação Nacional dos Bancários. Também se encontra em Brasília. É atual presidente do Previ, Fundo de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil. Salário atual de R$ 15.000,00. Comanda um orçamento de cerca de R$ 106.000.000, 00. Salário anterior R$ 4.500,00.

José Eduardo Dutra - geólogo, ex-presidente do Sindiminas de Sergipe, atual Sindipetro. Hoje, graças a Deus, se encontra em Brasília, onde é presidente da BR Distribuidora, com um mísero salário de R$ 44.000,00. Comandará, entre 2008 a 2012, um orçamento de R$ 2.600.000..000, 00. Salário anterior era de R$ 10.000,00

Wagner Pinheiros - analista de investimentos. Diretor da Federação dos Bancários de São Paulo. É outro que faz parte da Nova República. É presidente da Petros, Fundo de Pensão dos Funcionários da Petrobrás. Salário atual apenas R$ 44.000,00. Comanda um patrimônio de R$ 32.400.000.000, 00. Salário anterior: R$ 5.232,29. É bom frisar que o salário anterior era o salário percebido como dirigente sindical.

Como se não bastassem esses que aqui foram citados, outros estão lá, levados que foram pela força do voto popular. Vide casos: Vicentinho, professor Luizinho, João Paulo Cunha e outros menos ou mais cotados. Num País onde vivenciamos a cada instante a falta de empregos e de oportunidades, mesmo para aqueles que lutaram e conseguiram fazer um curso superior, tivemos oportunidade de ver como para determinadas pessoas os caminhos são menos íngremes e as oportunidades parecem bater-lhes às portas. 

O momento é de reflexão. É esta a Republica que nós queremos? A República que nós queremos nós a construiremos com o nosso trabalho, com as nossas atitudes e com o nosso voto. 

Queremos as oportunidades como um direito de todos e não como um privilégio, como monopólio de uns poucos.

'Fichas Sujas" fogem da Lei da Ficha Limpa

Levantamento divulgado pelo site Congresso em Foco mostra que alguns candidatos preferiram renunciar às suas candidaturas diante da possibilidade de ficarem inelegíveis por conta da Lei da Ficha Limpa. Entre eles está o  deputado distrital Júnior Brunelli, aquele da oração agradecendo pelo recebimento de cota do Mensalão de Brasília.

A lista completa dos que já desistiram de suas candidaturas para não enfrentar a Lei da Ficha Limpa é a seguinte:

Acre
Francimar Fernandes de Albuquerque (PT), dep. estadual
José Juarez Leitão dos Santos (PT), dep. estadual

Bahia
Misael Aguilar Silva Junior (PMDB), dep. estadual

Distrito Federal
Rubens Brunelli (PSC) a deputado federal

Espírito Santo 
Carlos Oliveira Galvêas (PSDB), candidato a suplente de senador

Maranhão
Graciete Maria Trabulse Lisboa (PMDB), candidata a deputada estadual

Pará 
Everaldo França Nunes (PPS), candidato a deputado estadual

Piauí
Carlos Henrique Nery Costa (PT), candidato a deputado federal

Paraná
Alceni Angelo Guerra (DEM), candidato a deputado federal

Rondônia
Paulo Moraes (PR), candidato a deputado estadual

Santa Catarina
Abel Schroeder (PMDB), candidato a deputado estadual
Giliard Reis (PMDB), candidato a deputado estadual

São Paulo
José Benedicto (PMDB), candidato a deputado federal

Existem muitas outras impugnações e certamente o número de desistências poderá ser ainda maior. Resta-nos esperar que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não aprove decisões de alguns tribunais regionais como o do Maranhão, que está aprovando o inscrição de candidatos "fichas sujas", como  são os caso de Sarney Filho e outros candidatos daquele estado, autêntico "curral" da família Sarney.

30 de julho de 2010

"Logo da Copa 2014 é um pesadelo"




  • A afirmação é de um Designer dos EUA. Ele descreve logo da Copa 2014 como "um pesadelo", conforme matéria esportiva publicada nesta data no site da UOL Esporte. A notícia descreve que foram necessárias apenas duas horas e meia para que um designer norte-americano, Felix Sockwell, que mora em Nova Jersey e se auto-rotula como “um texano teimoso” e “futboler” criasse uma nova versão do logo da Copa de 2014;

  • Sockwell afirma que esteticamente as mãos do desenho não parecem humanas, que "mais lembram a forma de sapos". Além disso, ele argumenta que o fato de os dedos estarem grudados pode gerar problemas de impressão em tamanhos menores. Sobre o “2014” inserido no logo, questiona: “Os números aqui? Por quê? E por que em vermelho?” Ele ressalta que seria melhor empregar apenas duas ou três cores, e não adicionar uma quarta. “O Brasil é verde, azul e amarelo. Tirem o vermelho”;

  • Na ilustração acima, pode-se comparar a ideia de Sockwell com a logo oficializada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e apresentada ainda no decorrer da Copa da África do Sul e que que recebeu muitas críticas tanto de designers com até de torcedores comuns. Alguns viram até uma semelhança com a posição em que ficava o médium Chico Xavier enquanto psicografava cartas sua famosas cartas, segundo ele ditadas do Além;

  • O americano também condena o vermelho da logo da CBF, cor que nada tem a ver com as cores nacionais, mais parecendo algum tipo de conotação política com a utilização da cor que representa o partido do presidente Lula e de outras entidades ligadas às hostes petistas. Vai ser difícil, mas não custa nada esperar que o Comitê Organizador da Copa 2014, entenda o ideia do designer norte-americano e nos livre do pesadelo que ele aponta na logo oficial, principalmente pela presença do desnecessário vermelho.


29 de julho de 2010

Marina poderá ser decisiva

O Brasil tem 135.804.433 eleitores, segundo informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dividindo o País por regiões, o TSE informa que são os seguintes os números de eleitores:

Centro-Oeste - 9.695.987;
Nordeste - 36.727.931;
Norte - 9.990.917;
Sudeste - 58.936.436; e
Sul - 20.252.770.
No exterior, também estão habilitados a votar 200.392 eleitores;

Na divulgação das pesquisas de intenção de voto, os institutos e a mídia mostram com destaque os percentuais globais apurados. Na que foi recentemente divulgada pelo DataFolha, José Serra (PSDB) aparece com 37%; Dilma Rousseff (PT), com 36%; Marina Silva (PV), com 10%; Zé Maria (PSTU), com 1%: e Arruda Sampaio (PSOL), com 1%. Os demais não pontuaram;

Levando-se em conta os percentuais do DataFolha em cada região, as votações seriam assim:

Sudeste:
Serra - 23.574.547;
Dilma - 19.449.023; e
Marina, 7.723.723.

Sul:
Serra - 9.113.747;
Dilma - 6.480.886; e
Marina - 1.822.749.

Nordeste:
Dilma - 15.058.451;
Serra - 10.651.099; e
Marina - 3.305.514.

Norte e Centro-Oeste:
Dilma - 7.874.762;
Serra - 6.496.678; e
Marina - 1.968.690.


Se o quadro apresentado pelo DataFolha acontecesse em 3 de outubro, somando-se as votações da regiões brasileiras, a eleição apontaria, o seguinte resultado final:

Serra - 49.836.098;
Dilma - 48.863.122; e
Marina - 14.820.676.

Os demais candidatos teriam votações irrisórias, pouco influindo no final. Tal resultado significaria a necessidade do segundo turno. Aí, Marina seria decisiva, pois tanto Serra como Dilma não teriam alcançado e muito menos ultrapassado a maioria absoluta.
Viria, então, a grande dúvida em relação à candidata do PV. Para qual lado ela penderia e pediria votos? Seu passado de petista faz muita gente crer que Marina logicamente iria ficar com Dilma, talvez diante de uma promessa de algumas coisa para compensar sua volta aos braços de Lula. A outra hipótese fica por conta do quanto ela estaria realmente magoada com Lula & Cia. Aí estaria Marina valendo muito na Bolsa Eleitoral. Só o futuro dirá quem ela é.

28 de julho de 2010

Essa é a 'seleção' da Dilma

José Dirceu;
Marco Aurélio Garcia;
Antonio Palocci;
Ricardo Berzoini;
Delúbio Soares;
Michel Temer;
Fernando Collor;
José Sarney;
Renan Calheiros; e
outros Aloprados.

Para controlar sua pressão!

Não tem nada pior do que ser hipocondríaco num país que não tem remédio.
Eu tomo remédio para controlar a pressão.
Cada dia que vou comprar o dito cujo, o preço aumenta.
Controlar a pressão é mole.
Quero ver é controlar o preção.
Tô sofrendo de preção alto.
O médico mandou cortar o sal.
Comecei cortando o médico, já que a consulta era salgada demais.

Para piorar, acho que tô ficando meio esquizofrênico.
Sério!
Não sei mais o que é real, principalmente, quando abro a carteira ou pego extrato no banco.
Não tem mais nem um Real.

Sem falar na minha esclerose precoce...
Comecei a esquecer as coisas:
Sabe aquele carro novo?
Esquece!
Aquela viagem de férias?
Esquece!
Tudo o que o barbudo prometeu?
Esquece!

Podem dizer que sou hipocondríaco, mas acho que tô igual ao meu time: nas últimas.

Bem, e o que dizer do carioca?
Já nem liga mais pra bala perdida...
Entra por um ouvido e sai pelo outro.

Faz diferença...

"A diferença entre o Brasil e a República Checa...
É que a República Checa tem o governo em Praga, já o Brasil tem a praga no governo."

Luis Fernando Veríssimo

Tutela sobre Dilma?

Vale a pena transcrever aqui parte de artigo com este título escrito por Carlos Chagas no site do jornalista Claudio Humberto, visto que o fato poderá vir a acontecer, motivo de preocupação não apenas dos petistas, mas também dos brasileiros em geral pelo já conhecido e disseminado fisiologismo do PMDB:

Senão engrossar, ao menos ficar com um pé atrás o PT ficará, diante do PMDB. Com base em pesquisas abertas ou restritas, os companheiros sentem que pouco mudará a composição do futuro Congresso, em termos de representação partidária. Salvo inusitados, o PMDB continuará com as maiores bancadas na Câmara e no Senado, fator  capaz de ser  festejado pelo PT, não fosse o receio de  o partido e o novo governo virem a ser manipulados,  no caso da vitória de Dilma Rousseff. Manipulados pela figura central do PMDB, seu presidente e hoje candidato a vice-presidente da República, Michel Temer. Porque a relação da candidata com deputados e senadores é mínima, mas a de seu colega  de chapa é total.

O perigo, para muitos petistas,  está na possibilidade de Temer, instalado no palácio do Jaburu, centralizar as relações da nova administração com o Legislativo, tornando-se peça-chave para a aprovação ou rejeição de projetos de interesse do palácio do Planalto. Em outras palavras, exercendo uma espécie de tutela parlamentar sobre Dilma e, obviamente, cobrando o preço que seu partido costuma cobrar.

Michel Temer movimenta-se para desmentir  essa versão, entoando loas de lealdade e fidelidade à candidata do PT, mas não há sinais de que pretenda renunciar à presidência do PMDB.  Inexiste lei para  obrigá-lo  a tanto, registrando-se até que João Goulart, enquanto vice-presidente de Juscelino e de Jânio,  continuou  presidindo o PTB.

Em verdade, Carlos Chagas tem razão na sua abordagem, pois já está se tornando histórico o posicionamento do PMDB, que mesmo sendo o maior partido político do Brasil há várias eleições não lança candidato à Presidência da República preferindo oferecer apoio legislativo ao governo eleito, tornando-o refém do partido e com isso ganhando importantes posições na administração federal, em especial aquelas que gerenciem vultosas verbas do Orçamento da União.

27 de julho de 2010

Abaixo o terceiro mandato!

Quando pensamos nos constantes ataques à imprensa que o governo Lula já fez, com claras tentativas de controle dos meios de comunicação; quando pensamos no uso da Receita Federal para fins partidários, ignorando a Constituição para invadir a privacidade dos cidadãos; quando pensamos no “mensalão”, uma tentativa de concentrar o poder no PT comprando quase todo o Congresso; quando pensamos em várias declarações feitas pelo presidente ao lado dos piores ditadores que o mundo já viu; ou quando pensamos no abuso da máquina estatal para fazer campanha partidária, temos todo direito de questionar qual o verdadeiro apreço do PT pelo regime democrático.

A democracia jamais será perfeita. Sempre haverá conflito de interesses, necessidade de concessões e pressão de grupos organizados. Mas, se desejamos salvá-la de golpes autoritários, devemos preservar alguns princípios básicos. Quando tudo é permitido em nome do “jogo democrático”, então é porque a democracia já fracassou e está em fase de degeneração rumo à tirania. Cabe ao povo resgatá-la nas urnas, rejeitando aqueles que tentam subverter o próprio processo democrático.

Este é o trecho final de um artigo de autoria do economista Rodrigo Constantino publicado hoje em 'O Globo' e também postado hoje em seu Blog, com o título Democracia Suja. Nas palavras dele, temos um nítido quadro do comportamento de Lula na atual campanha eleitoral. É inédito no Brasil que um presidente da República, no exercício do cargo, tenha declarado que sua projeto de final de governo seja a eleição de seu sucessor - no caso dele, de sua sucessora. Já criou até "horário de expediente" para depois dele dedicar-se à campanha, como se não fosse Preisdente da República durante as 24 horas do dia;

No âmbito internacional, conforme diz Rodrigo Constantino, Lula tem estado sempre "ao lado dos piores ditadores que o mundo já viu" e ainda vive a distribuir dinheiro pelo mundo a fora tentando se firmar como grande estadista e líder mundial, fazendo generosas doações como se tais bondades estivessem sobrando nos cofres públicos e que todos os problemas do Brasil estivessem resolvidos, principalmente nas áreas de saúde, segurança pública, educação, estradas etc. Talvez Lula ache que distribuindo bolsas à rodo tenha solucionado todas as carências do País;

Agora mesmo vimos publicada no Diário Oficial da União o seguinte:

 Lei Nº 12.292, DE 20 DE JULHO DE 2010. 
 
O Presidente da República. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte
Lei: 

Art. 1º  Fica o Poder Executivo autorizado a doar recursos à Autoridade Nacional Palestina, em apoio à economia palestina para a reconstrução de Gaza, no valor de até R$ 25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais).
Parágrafo único.  A doação será efetivada mediante termo firmado pelo Poder Executivo, por intermédio do Ministério das Relações Exteriores, e correrá à conta de dotações orçamentárias daquela Pasta.
Art. 2º  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília,  20  de  julho  de 2010; 189º da Independência e 122º da República. 

Luiz Inácio Lula da Silva.

Será que esses R$ 25 milhões estão sobrando? Não seriam melhor utilizados em conserto do leito de alguma estrada federal para escoamento de produção e mesmo transporte de passageiro? Parece ser hora mesmo de mudarmos de direção, impedindo um "terceiro mandato" de Lula, que é o que ele aspira, pois só ingênuos acreditam que ele não estaria por trás de sua indica, mantendo essa mentalidade de fazer "jogo para a arquibancada" em busca de se perpetuar no Poder.

26 de julho de 2010

Quem ganha com o 'Criança Esperança'?


Sempre que a TV Globo começa a divulgar sua campanha para arrecadação de recursos (leia-se "dinheiro") para o projeto 'Criança Esperança', muita gente questiona se o total arrecadado é mesmo encaminhando à Unicef (órgão da ONU que cuida de assuntos referentes a criança). Há muita gente que divida da honestidade da emissora e ainda achando que o dinheiro serve para enriquecer alguns. Há até quem diga que o maior beneficiário seria Renato Aragão, o simpático Didi, não estaria tantos anos à frente da programação especial da Globo para lançamento do projeto anual de arrecadação de milhões de reais que seriam aplicados em programa especiais destinados a crianças carente;

A TV Globo sempre demonstra que milhares de crianças realmente são beneficiados pelo projeto Criança Esperança através de uma infinidade de inserções de 'comerciais' em que pode-se observar crianças e adultos testemunhando que hoje têm suas vidas modificadas por meio da contribuição daqueles que acreditam na campanha. Mas aí segue um desses e-mails que surgem na época da campanha da emissora. Nele, vê-se que o dinheiro é mesmo enviado para a Unicef, mas que a TV Globo é grandemente beneficiada com desconto no Imposto de Renda, como nele se explica. Eis o teor do e-mail:

REDE GLOBO TREME - VIVA A INTERNET! repassando ....fique esperto.....

Circula na Internet um e-mail cuja mensagem vem causando arrepios à Rede Globo: Criança Esperança: Você está pagando imposto da Rede Globo! Quando a Rede Globo diz que a campanha Criança Esperança não gera lucro é mentira. Porque no mês de Abril do ano seguinte, ela (TV Globo) entrega o seu imposto de renda com o seguinte desconto:doação feita à Unicef no valor de... aqui vem o valor arrecadado no Criança Esperança. Ou seja, a Rede Globo já desconta pelo menos 20 e tantos milhões do imposto de renda graças à ingenuidade dos doadores! Agora se você vai colocar no seu imposto de renda que doou 7, 15, 30 ou mais pro Criança Esperança, não pode, sabe por quê? Porque Criança Esperança é uma marca somente e não uma entidade beneficente. Já a doação feita com o seu dinheiro para o Unicef é aceito. E não há crime nenhum. Aí, você doou à Rede Globo um dinheiro que realmente foi entregue à Unicef, porém, por que descontar na Receita Federal como doação da Rede Globo e não na sua? Do jeito que somos tungados pelos impostos, bem que tal prática contábil tributária poderia se chamar de agora em diante de Leão Esperança.

Lição: Se a Rede Globo tem o poder de fazer chegar a mensagem dela a tantos milhões de televisores, também nós temos o poder de fazer chegar a nossa mensagem a milhões de computadores!

EXERÇAMOS ESTE PODER-DEVER, ENVIANDO ESTE TEXTO À LISTA DE AMIGOS

A questão fica a critério de cada um, mas em nossa opinião o texto demonstra alguma lógica que serve de motivo para se refletir antes de contribuir.

23 de julho de 2010

PT, Lula e as Farc: qual a novidade?

Chega a ser engraçada a reação da candidata de Lula às declaração do candidato a vice-presidente de José Serra (PSDB), o deputado federal Índio da Costa (DEM), falando sobre as ligações do PT com as Farc, que por sua vez tem ligações com o narcotráfico. Pior ainda é o partido de Lula mover ação contra Índio da Costa por ter trazido para a campanha eleitoral fato que todo mundo conhece. Postagem de hoje no blog Reaja Brasil diz: "Se o PT quiser processar todo mundo que os liga aos narcotraficates, vai faltar tribunal. Pois além dos pioneiros Constantine Menges, Olavo de Carvalho, Graça Salgueiro, Heitor de Paula e outros articulistas do MSM, que há anos escrevem rotineiramente das conexões entre o PT, as Farc e outros grupos terroristas e do narcotráfico latino-americano, outras pessoas já denunciaram os fatos que só agora, após anos de devastação petista, Índio da Costa, seguido pela tucanada (José Serra, Sérgio Guerra, Geraldo Alckmin) resolveu comentar.Então, considerei útil agregar alguns links, vídeos e comentários a respeito. Encontrei-os rapidamente, clicando web afora, nesta segunda (19), interessado que estava para ler a respeito" .

Para demonstrar que o PT está fazendo jogo de cena, o blog  'Reaja Brasil' traz mais o seguinte trecho de uma entrevista com ninguém menos que Raul Reyes, um dos comandantes das Farc, já falecido: "Bem, o PT já não pode mais processar Raul Reyes, o segundo das Farc, abatido pelos bravos militares colombianos numa operação que também capturou o notebook do traficante, que continha informações sobre... Bem, para não restar dúvidas, segue trecho da entrevista do ex-vice das Farc, realizada pelo jornalista Fabiano Maisonnave, lá atrás, em agosto de 2003, na não menos revolucionária Folha de S. Paulo:
Folha de S.Paulo - Vocês têm buscado contato com o governo Lula?

Reyes - Estamos tentando estabelecer --ou restabelecer-- as mesmas relações que tínhamos antes, quando ele era apenas o candidato do PT à Presidência.

Folha de S.Paulo - O sr. conheceu Lula?

Reyes - Sim, não me recordo exatamente em que ano, foi em San Salvador, em um dos Foros de São Paulo. 

Folha de S.Paulo - Houve uma conversa?

Reyes - Sim, ficamos encarregados de presidir o encontro. Desde então, nos encontramos em locais diferentes e mantivemos contato até recentemente. Quando ele se tornou presidente, não pudemos mais falar com ele.

Portanto, o comando da campanha da candidata de Lula está fazendo a mesma de comportar como atriz, também reagindo às declarações do Índio da Costa, quando muita gente sabe que o vice de Serra não caluniou nem inventou, apenas trouxe à memória do eleitorado fatos que não podem pasar esquecidos, pois demonstram o que pretendem fazer no País aqueles que ~parecem não querem "largar o osso" do Poder.

22 de julho de 2010

Lula: "Faça o que eu digo, não faça o que eu faço"

"A gente tem que ter cautela e cuidado para não sair por aí fazendo insinuações que só tendem a beneficiar alguém dentro do processo eleitoral". Pode parecer incrível, mas essa frase foi dita por Lula, com se ele não andasse por aí falando coisas que só tendem a beneficiar sua candidata à sucessão. E, o que é pior, se utilizando do cargo para fazer campanha eleitoral, tanto é que já recebeu seis multas aplicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), muitas vezes debochando delas, em total desrespeito com a Justiça Eleitoral e numa delas até diante do presidente do TSE;

O Brasil é um país que tem fama de aprovar leis que "não pegam" ou formalizadas de modo que tenham interpretações as mais varias e algumas vezes esdrúxulas. Um motorista que reincida em infrações às leis do trânsito, por exemplo, encontra dispositivos no Código Brasileiro de Trânsito que o levam a chegar ao ponto de ser impedido de dirigir. Já quem infringe o Código Eleitoral, como Lula, paga as multas e sai por aí "avançando sinal" e "atropelando" a legislação e fica só na repetição de multas irrisórias, continuando a "dirigir" como se nada de errado estivesse acontecendo;

Uma vez que o "estadista" não dá exemplo, já devia "uma procuradora por aí" usar os rigores da lei e colocar um freio nesse comportamento de quem já declarou que seu atual "programa de governo" é eleger a sua sucessora, mesmo que para isso tenha que praticar atos que resultem apenas em mais algumas multas ridículas.

20 de julho de 2010

O povo espera propostas, não bate-boca



A campanha eleitoral não está sendo aquilo que se espera num país democrático. Os principais candidatos, nos primeiros dias de campanha oficial, pouco têm dito sobre o que pretendem fazer nos próximos quatro anos. Planos de governo não foram devidamente divulgados, mesmo com a exigência legal de apresentá-los no momento do pedido de registro das respectivas candidaturas. Mais que isso, o que tem havido é um duelo de acusações que em nada esclarecem sobre o que pretendem fazer em benefício do povo;

Segundo se lê nos sites de notícias, José Serra (PSDB) acusou nesta terça-feira o PT de mentir na campanha eleitoral à Presidência da República, durante discurso feito para empresários de Goiás. Na ocasião, Serra disse que a campanha se transformou em "mentira, teatro e em processar vítimas" ao referir-se aos petistas: "O PT espalhou que eu vou privatizar os Correios, a Caixa, o Banco do Brasil e proibir concurso no Brasil. É tudo o que eu defendo. Campanha não é debate, é mentira, é teatro, é processar vítima. Tudo como máquina de intimidação. Basta olhar o programa de direitos humanos do governo, o programa aprovado pelo PT e a versão apresentada à Justiça Eleitoral";

Serra também acusou o Governo Federal de aparelhamento político, negando ter loteado os cargos públicos durante sua gestão no governo de São Paulo e no Ministério da Saúde.E enfatizou: "Hoje é tudo dividido entre partidos. Por que um partido precisa ter diretor de hospital, a diretoria financeira de uma empresa? Nós não vamos fazer isso". Serra disse que o loteamento político é a grande fonte de corrupção e de ineficiência do Estado brasileiro. "Não é de leis que o país precisa, é de política séria nessa matéria. Isso vocês terão comigo". Ao ser questionado por um dos empresários sobre o Movimento dos Sem Terra (MST ), Serra disse que a entidade é um movimento político com propostas superadas pela história. Ele disse que defende que o MST tenha liberdade para defender suas ideias, mas acusou o governo federal de financiá-lo. "Eu advogo que eles tenham liberdade, mas não para receber dinheiro do governo para financiar invasões";

Como nada fica sem resposta, Dilma Rousseff (PT) afirmou que José Serra teme perder as eleições e que esse foi o motivo para os ataques relacionando o PT às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). A reação de Dilma à crítica de Serra, que endossou ontem declaração de seu candidato a vice, Indio da Costa (DEM), sobre a guerrilha, foi feita durante entrevista ao vivo na rádio Terra AM, de Montes Claros (MG), onde a petista esteve fazendo campanha hoje. Ela disse: "Pretendo manter o diálogo e o debate eleitoral em nível elevado. Eu me surpreendo. Não esperava de maneira alguma que o meu adversário, diante da primeira adversidade, diante do fato de que ele teme perder as eleições, teme pelo seu desempenho, ao invés de debater, passe a fazer acusação";

Vê-se, por aí, que Serra e Dilma, bem como Marina Silva (PV) ainda não se concentraram em utilizar os meios de comunicação o que têm planejado para executarem em benefício do povo em particular e do Pais, de um modo geral, perdendo tempo em discussões que só servem para mantê-los no noticiário, porém não apresentando nenhum resultado prático no que diz respeito ao futuro do Brasil e dos brasileiros.

19 de julho de 2010

Dois pesos e duas medidas?

Duas cartas de leitores de 'O Globo' deste domingo (18/7) são bastante interessantes, uma vez que abordam temas diferentes, mas que se entrelaçam pelo que representam sobre o comportamento dos políticos brasileiros. Na primeira, da leitora Deborah Farah, do Rio de Janeiro, lemos: "Políticos honestos - O Brasil precisa, urgentemente, de políticos arrojados, inteligentes e, principalmente, honestos. Pessoas capacitadas para exterminar definitivamente a corrupção, essa praga que nos acompanha há mais de 20 anos, sempre culminando em assalto ao bolso do contribuinte. Políticos que não tenham comprometimentos, que não exerçam o toma lá dá cá. Estamos saturados de ver tantos parasitas com promessas mirabolantes, que se diluem logo após as eleições. Temos que lutar para que os maus políticos não se reelejam e que abram vagas para aqueles que só querem trabalhar em prol da população e não se locupletar com desvios de verbas públicas. Vamos banir os incapacitados que não nos deixam progredir e os ladrões que nos roubam todas as esperanças de um Brasil melhor";

A outra carta é de Luiz Paumgartenn, também do Rio, e diz o seguinte: "Ficha Limpa - Tudo bem, assinei o Ficha Limpa, mas tem alguma coisa errada. Ora, temos um presidente e sua candidata sendo multados o tempo todo e rindo das multas, e nada acontece? No Rio, até semana passada, eram páginas inteiras de jornais e muitos tempos de TV com propaganda dos feitos do governador candidato, que usava as inaugurações de obras (obrigação sua) para pedir votos para seu grupo político. Então, o que são abuso de poder econômico e usa da máquina pública que pensei estar restringido quando assinei a proposta da lei? Acho que antes do Ficha Limpa deveríamos ter a Justiça Certa, pois agora parece jogo de cartas marcadas, onde, aos amigos, as multas; aos inimigos, a inelegibilidade";

Tanto Deborah Farah como Luiz Paumgartenn estão cheios de razão. Seus desabafos refletem o que muitos brasileiros pensam sobre o comportamento principalmente de Lula, agora investido de "general eleitoral", com é chamado por sua candidata à sucessão. Como se sabe, o presidente da República não tem se limitado a fazer campanha no "horário do expediente", mas anda desobedecendo à legislação eleitoral e ainda rindo das multas irrisórias que recebe aplicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que já totalizam seis. Também as decisões do mesmo TSE liberando alguns políticos "ficha suja" para que possam concorrer mesmo estando devidamente enquadrados na Lei da Ficha Limpa têm revoltado muita gente;

Agora, aparece o PT ameaçando processar a Vice-Procuradora Geral Eleitoral, Sandra Cureau, que está querendo enquadrar Lula e sua candidata na Lei Eleitoral pelos abusos cometidos. Sobre isso, o jornalista Ricardo Noblat conclui uma postagem em seu blog, reproduzindo artigo publicado na edição de hoje no O Globo, afirmando: "Um discurso de Dilma faz parte de um kit produzido e distribuído pelo governo com materiais de defesa do voto em mulheres – três mil livros, 20 mil cartazes e 215 mil cartilhas. Um senador pelo Amapá e sua mulher, deputada federal, foram cassados pela Justiça Eleitoral sob a acusação de comprarem dois votos – a R$ 26,00 cada um. Anteontem, Dilma advertiu a Justiça: 'Acho que não se pode na vida ter dois pesos e duas medidas'. Ela tem razão".

18 de julho de 2010

Não custa nada lembrar

Observe os nomes em vermelho!!!...

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS, REALIZADA EM 8 DE ABRIL DE 2009 (Lavrada sob a forma de sumário, conforme facultado pelo parágrafo primeiro do artigo 130 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976). DIA, HORA E LOCAL: Assembleia realizada às 15 horas do dia 8 de abril de 2009, na sede social, na cidade do Rio de Janeiro, RJ, na Avenida República do Chile, no 65.

Item IV: Foram reeleitos como membros do Conselho de Administração da Companhia, na forma do voto da União, com mandato de 1 (um) ano, permitida a reeleição, a Senhora Dilma Vana Rousseff, brasileira, natural da cidade de Belo Horizonte (MG), divorciada, economista, com domicílio na Casa Civil da Presidência da República - Praça dos Três Poderes - Palácio do Planalto - 4º andar - salas 57 e 58, Brasília (DF), CEP: 70150-900, portadora da carteira de identidade nº 9017158222, expedida pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul - SSP/RS, e do CIC/CPF nº 133.267.246-91 e os Senhores Guido Mantega, brasileiro, natural de Gênova, Itália, casado, economista, com domicílio no Ministério da Fazenda - Esplanada dos Ministérios - Bloco P - 5º andar - Brasília (DF), CEP: 70048-900, portador da carteira de identidade nº 4135647-0, expedida pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo - SSP/SP, e do CIC/CPF nº 676.840.768-68; Silas Rondeau Cavalcante Silva, brasileiro, natural da cidade de Barra da Corda (MA), casado , engenheiro, com domicílio na S..A.U.S. - quadra 3 – lote 2 - Bloco C – Ed. Business Point - salas 308/309, Brasília (DF), CEP: 70070-934, portador da carteira de identidade nº 2040478, expedida pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de Pernambuco - SSP/PE, e do CIC/CPF nº 044.004.963-68; José Sergio Gabrielli de Azevedo, brasileiro, natural da cidade de Salvador (BA), divorciado, economista, com domicílio na Av. República do Chile, 65, 23º andar - Rio de Janeiro (RJ), CEP: 20031-912, portador da carteira de identidade nº 00693342-42, expedida pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia - SSP/BA, e do CIC/CPF nº 042.750.395-72; Francisco Roberto de Albuquerque, brasileiro, natural da cidade de São Paulo, casado, General de Exército Reformado, com domicílio na Alameda Carolina nº 594, Itu (SP), CEP: 13306-410, portador da carteira de identidade nº 022954940-7, expedida pelo Ministério do Exército e do CIC/CPF nº 351.786.808-63; e Luciano Galvão Coutinho, brasileiro, natural da cidade de Recife (PE), divorciado, economista, com domicílio na Av. República do Chil e nº 100, 19º andar, Rio de Janeiro (RJ), CEP 20031-917, portador da carteira de identidade nº 8925795, expedida pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo - SSP/SP, e do CIC/CPF nº 636.831.808-20.

Item VII: Pelo voto da maioria dos acionistas presentes, em conformidade com o voto da representante da União, foi aprovada a fixação da remuneração global a ser paga aos administradores da Petrobras em R$8.266.600,00 (oito milhões, duzentos e sessenta e seis mil e seiscentos reais), no período compreendido entre abril de 2009 e março de 2010, aí incluídos: honorários mensais, gratificação de férias, gratificação natalina (13º salário), participação nos lucros e resultados; passagens aéreas, previdência privada complementar, e auxílio moradia, nos termos do Decreto nº 3.255, de 19.11.1999, mantendo-se os honorários no mesmo valor nominal praticado no mês precedente à AGO de 2009, vedado expressamente o repasse aos respectivos honorários de quaisquer benefícios que, eventualmente, vierem a ser concedidos aos empregados da empresa, por ocasião da formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT na sua respectiva data-base de 2009;

E se "alguém disser que é boato", por favor, acesse o link abaixo: http://www2.petrobras.com.br/ri/port/InformacoesAcionistas/pdf/ATA_AGO_08abr09_port.pdf

A QUADRILHA AGORA TEM STATUS OFICIAL.. BOTANDO A MÃO NA CARA DURA, SEM ME REFERIR AOS SALÁRIOS!!! A POPULARIDADE DA GANG NÃO É DE GRAÇA

NÃO SEJA MAIS UM BRASILEIRO A VENDER SEU VOTO

15 de julho de 2010

Procuradora investiga se Lula cometeu abuso de poder

Pode não significar absolutamente nada, mas pode ser que alguma coisa venha a acontecer e finalmente a indisciplina que vem sendo cometida por Lula no afã de conseguir fazer a sua sucessora, quando ele vem para muitos debochando da legislação eleitoral e, consequentemente, do próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que vem se limitando a aplicar-lhe pequenas multas, e que, apesar de já atingirem um total de seis, vêm sendo constantemente ironizadas por Lula, bem como tem até "movimentos sociais" se cotizando para pagá-las. Em matéria publicada no site de notícias G1, a Procuradoria Geral Eleitoral parece está chegando ao seu limite de tolerância:

Na terça, em discurso, presidente atribuiu a Dilma 'sucesso' do trem-bala. Sandra Cureau disse que 'em tese' isso seria uso da administração pública. A vice-procuradora-geral-eleitoral, Sandra Cureau, disse nesta quinta (15) que abriu um processo de investigação para analisar as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dadas na última terça (13), durante lançamento do edital do projeto do trem-bala entre Rio e São Paulo. Na ocasião, durante discurso, Lula atribuiu à candidata do PT à Presidência, a ex-ministra Dilma Rousseff (PT), o "sucesso" do projeto.“A verdade é o seguinte, não posso deixar de dizer aqui de que nós devemos o sucesso disso tudo que estamos comemorando aqui a uma mulher. Na verdade, não poderia falar o nome dela por conta da campanha eleitoral, mas a história a gente não pode esconder por conta de eleição. A verdade é que a companheira Dilma Rousseff assumiu a responsabilidade de fazer esse TAV [Trem de Alta Velocidade]”, afirmou Lula.

Questionada por jornalistas na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sandra Cureau afirmou que tomou conhecimento das declarações pelos jornais e que irá "verificar as mídias" antes de decidir se vai propor uma ação por abuso de poder político.A procuradora disse que vai solicitar as gravações do discurso de Lula à NBR, emissora de TV do governo federal. "Em tese isso seria uso da administração pública em prol de uma campanha, mas eu preciso verificar as mídias para ter certeza", disse Sandra Cureau. “Isso poderia gerar uma ação de investigação eleitoral que poderia até chegar à cassação do registro da candidata beneficiada”, declarou.

Segundo a vice-procuradora eleitoral, caso seja configurado o uso da administração pública em benefício da candidata, o presidente Lula também poderia ter incorrido em abuso de poder econômico, já que o evento foi realizado “às custas do erário público”. Questionada sobre a postura do presidente Lula em relação às leis eleitorais brasileiras, Sandra Cureau explicou que as penalidades anteriores foram por propaganda antecipada. No caso de abuso de poder político, trata-se de uma falta mais grave, disse ela.“Agora é caso de uso da máquina pública, agora é uma situação mais grave que a anterior. Eu não me arriscaria em dizer que ele [Lula] está ‘peitando' a Justiça. Na verdade, ele não consegue deixar de dizer, ele acaba falando, não é? Mas eu não me arriscaria a interpretar o que vai no âmago dele, porque ele faz isso. Mas ele não consegue deixar de falar”, afirmou a vice-procuradora-geral eleitoral.

O presidente Lula já foi multado seis vezes por antecipar campanha em favor de Dilma Rousseff. No total, as penalidades somam R$ 42,5 mil. Segundo Sandra Cureau, essas condenações anteriores podem pesar num eventual julgamento sobre abuso de poder político por parte do presidente.“O conjunto da obra está muito ruim. Eu ficaria preocupada”, disse a vice-procuradora ao citar que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já até cassou governadores por usar a administração pública em benefício de candidato.

Ficha Limpa pega quem 'se lixa' para o povo

 Sérgio Moraes, o deputado que se lixa para a opinião pública, está com a candidatura impugnada


Impugnado deputado que 'se lixa' para opinião pública

Sérgio Moraes no Rio Grande do Sul, Heráclito Fortes no Piauí, José Carlos Gratz no Espírito Santo, Ivo Cassol e Expedito Júnior em Rondônia. Cresce lista dos ameaçados pelo ficha limpa

Com a entrada na Justiça Eleitoral de ações de impugnação em mais quatro estados, políticos conhecidos nacionalmente correm o risco de serem obrigados a sair da disputa por conta da Lei do Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10). Nomes como do senador Heráclito Fortes (DEM-PI), do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo José Carlos Gratz, do ex-deputado Marcelino Fraga (PMDB-ES), dos deputados Pompeo de Mattos (PDT-RS) e Sérgio Moraes (PTB-RS), do ex-senador Expedito Júnior (PSDB-RO), da ex-prefeita de Boa Vista Teresa Jucá (mulher do líder do governo no Senado, Romero Jucá), e do ex-governador Ivo Cassol (PP-RO) foram impugnados (ou seja, contestados). Agora, a Justiça Eleitoral examinará essas impugnações e confirmará ou não se esses candidatos ficarão mesmo inelegíveis.

Esta notícia está no site Congresso em Foco e demonstra mais uma vez  que a Lei da Ficha Limpa veio mesmo para promover uma depuração dessas "figuras" que infestam o quadro político brasileiro.

Não vale a pena reeleger ninguém!

Depois de vermos o a Câmara dos Deputados aprovar lei de aumento do funcionalismo público do Senado Federal em índices bastantes elevados e atribuindo vencimentos verdadeiramente absurdos, cada vez mais nos convencemos de que é necessária mais uma Lei da Ficha Limpa, também de iniciativa popular, que é o voto. Temos que utilizá-la para fazer uma verdadeira limpeza, em especial nas duas principais casas legislativas do País. Tanto deputados federais como senadores a cada dia que passa demonstram estarem "se lixando" para a opinião pública, tudo com a conivência também do Governo Federal. Para concessão de um aumento de 7,72% aos aposentados, que não lhes repõe as perdas de décadas, foi uma verdadeira batalha. Agora, somente no Senado, observamos os seguintes absurdos:

  • Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata;
  • Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores, do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage;
  • Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda um regimento de blindados;
  • Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro de um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional;
  • Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.
Por isto e muito mais, nas eleições, não reeleja ninguém. Temos o poder do nosso voto. Não elejamos ninguém parente de político. Eles não estão nem aí para a opinião pública. Renovemos todas as cadeiras postas em votação. Estirpemos o "câncer" político, estirpemos todos os políticos da continuidade de seus mandatos. Fará bem à saúde da nação.

14 de julho de 2010

Lula fere a lei e ainda pede desculpas

Lula pede desculpas por ter citado Dilma em evento do trem-bala. Isso é o que está no site de O Globo. Como tem feito reiteradas vezes, Lula mais uma vez infringiu a legislação eleitoral, dessa vez incluindo o nome de sua candidata numa cerimônia oficial e, como faz agora, praticamente dando a ela crédito de tudo que seu Governo tenha feito;

 

Certamente preocupado com a repercussão negativa de deboche à legislação eleitoral, o presidente Lula disse que não desafiou a legislação eleitoral ao citar a candidata petista à sua sucessão no lançamento do edital para construção do Trem de Alta Velocidade (TAV). Tentando se justificar, Lula disse que fez um registro histórico, reconhecendo o trabalho de Dilma para a implantação do projeto. Ele ainda e pediu desculpas, caso tenha cometido alguma falha, afirmando: "Eu não tenho por hábito desafiar nem o mais humilde dos brasileiros, quanto mais desafiar uma legislação que nós mesmos criamos no Congresso Nacional. Possivelmente eu tenha cometido uma falha e acho que era preciso que a gente não lembrasse na citação de fatos históricos como aproveitamento de questão eleitoral";


Lula disse ter quase ficado na obrigação moral de dizer que quem tinha começado a trabalhar a questão do trem bala tinha sido sua candidata. "Possivelmente não devesse ser eu a ter falado, mas um outro companheiro, o ministro dos Transportes ou a ministra da Casa Civil ou um deputado", desculpou-se. Lula enfatizou que os jornalistas sabiam que foi ela que começou, que trabalhou, que organizou e que fez todo o trabalho ele pudesse ontem publicar o edital do trem bala. Como se sabe, o presidente já foi multado seis vezes pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele se desculpou dizendo: "Então, se eu cometi um erro político, eu peço desculpas, mas a intenção era apenas fazer um reconhecimento histórico a quem trabalhou para concluir uma coisa";

Com desculpa ou não, a realidade é que Lula está a cada dia cometendo abusos no desejo de fazer sua sucessora, comportando-se de modo nada condizente com quem quer ser considerado como um verdadeiro estadista, em nada se parecendo com chefes de estado tanto do Brasil como de outros países, que se comportam como autênticos magistrados nas respectivas eleições. Mas aí é querer muito de um presidente essencialmente populista.