Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

23 de julho de 2014

Parlamentar já pode dar fuga a criminosos?

Não é possível que uma parlamentar que já está envolvida em caso de retenção de parte de salário de funcionários de seu gabinete ainda se preste a ajudar na fuga de foragidos da Justiça utilizando veículo oficial da Assembleia Legislativa de seu Estado;

Foi o que fez a deputada Janira Rocha, do PSOL. Ela foi "eleita" pela Matemática, com apenas 6.442 votos, por conta dos 177.253 votos de seu companheiro de legenda, Marcelo Freixo, graças ao famigerado sistema de votação proporcional;

Para piorar, ainda aparece um grupo de parlamentares, alguns do partido dela, obviamente, defendendo os ativistas (nova denominação para terroristas) e endossando a ação de Janira. E como ficam as conversas gravadas, amplamente divulgadas, que não deixam dúvidas quanto ao que fariam e já fizeram com atos violentos que resultaram até na morte de um inocente cinegrafista?

O povo tem que dar uma resposta a esses parlamentares em 5 de outubro. Com poucos ou muitos votos, essas figuras não podem ser consideradas como representantes do povo. Eles não nos representam.

17 de julho de 2014

Sininho não para de tocar? O povo não quer sua ajuda.

Em meio ao noticiário sobre a final da Copa surgiu mais uma vez a presença de Elisa Quadro Sanzi, a já conhecida "Sininho", aquela "defensora pública" que apareceu oferecendo assistência jurídica ao manifestante que atirara um foguete (rojão) que causou a morte do cinegrafista Santiago Andrade, da TV Bandeirantes. Ela foi presa como integrante de um grupo de 19 manifestantes contra a Copa, horas antes da final no Maracanã;

A Justiça mandou soltar 12 deles, mas manteve cinco, dentre estes a conhecida "Sininho". Mesmo com um pedido de habeas corpus em favor dela, o juiz renovou a prisão porque escutas da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) revelaram que o grupo planejava uma manifestação violenta naquela tarde, incluindo a compra de fogos de artifício que seriam usados no protesto;


A Polícia Federal apreendeu nas residências dos cinco que continuam presos até uma bomba, algo que depõe contra o passado deles. Mas o que mais chama a atenção é que entre os presos está uma professora de Filosofia da UERJ;


Quando sabemos que os chamados "Black Blocks" atuam com o objetivo de inibir manifestações contra o Governo, torcemos para que o inquérito seja concluído e esses verdadeiros terroristas, acusados de formação de quadrilha armada, fiquem bastante tempo atrás das grades;


Nossos problemas devem ser sempre resolvidos pelos meios legais e democráticos. Violência nunca foi da nossa cultura. Ao contrário, o brasileiro sempre foi até pacífico demais, mas mudou desde junho do ano passado, e não precisa de qualquer tipo de ajuda de "Sininho".

15 de julho de 2014

Acabou a Copa? Vamos, então, para a outra, em outubro

O Governo Federal ainda tenta faturar algum dividendo político com os fatos positivos da que terminou domingo passado. Ontem mesmo, numa entrevista com a presença de 16 ministros, a presidente Dilma criticou os que fizeram previsões pessimistas. Para inflar ainda mais o ego da candidata à reeleição, a Fifa atribuiu a maior nota até hoje dada a um país sede no que se refere à qualidade do evento. Essa mesma Fifa também elegeu Messi como o melhor jogador da Copa;

Como é comum na cartilha do PT, sobrou até para a "imprensa golpista", como se ela não estivesse mostrando uma realidade que as vitórias da Seleção Brasileira escondia até o fatídico 7 a 1 do jogo contra a Alemanha. Até então, vivíamos a Copa das Copas;


Acontece, no entanto, que a Copa acabou da pior maneira que poderíamos imaginar. Ao acordar depois do "atropelamento" que nos foi imposto pela Alemanha, vimos que sobraram estádios que serão verdadeiros túmulos de dinheiro público, ou seja, um gasto de bilhões de reais, muitos dos quais temos ideia de para onde foram;


O Governo tinha certeza de que a vitória final da Seleção Brasileira calaria a boca da oposição. Mas, o tiro saiu pela culatra. Quanto ao time brasileiro, a CBF trocará toda a Comissão Técnica; ao povo, resta também trocar a "comissão técnica" que proporcionou essa orgia de gastos. Essa atitude é para ser exercida nas eleições de outubro;


A "campanha" começa agora, com o povo protestando e exigindo rigorosa apuração e punição para aqueles que "meteram a mão" no dinheiro do povo.

3 de julho de 2014

Como fica o Supremo sem Joaquim Barbosa?

Joaquim Barbosa vai fazer falta no Supremo

O ministro Joaquim Barbosa se afastou definitivamente do Supremo Tribunal Federal (STF), 11 anos antes de completar a idade-limite de 70 anos. Muita gente não sabia que ele já era servidor público havia mais de 40 anos. Os motivos que o levaram a se afastar do STF são por demais conhecidos e serão alvo de investigação, pois há entre os fatos até indícios de ameaça de morte contra ele;

Mas, o pior de tudo é a falta que Joaquim Barbosa vai fazer, porque é graças a ele que por força da forma como conduziu o julgamento do "Mensalão do PT" hoje estão atrás das grades figurões petistas que estiveram no comando dos governos de Lula e Dilma Rousseff. Sua batalha principalmente contra o ministro "petista" Ricardo Lewandowski, sempre procurando absolver seus "companheiros", fez com que o Brasil a acreditasse que criminosos de colarinho branco também ficam presos;

Para nossa infelicidade, o Supremo está sendo quase todo montado de modo que sempre decida conforme deseje o Governo. Hoje o STF tem oito de seus 11 ministros indicados e nomeados por Lula e Dilma. Com a saída de Joaquim Barbosa, serão nove. Como mais dois se aposentam brevemente, não precisa ser adivinho para imaginar o que acontecerá. A recente soltura de mensaleiros serve para que todos saibam que o Supremo já está dominado;

É lamentável, mas são sombrias as expectativas quanto ao futuro de nosso principal esteio da democracia. Joaquim Barbosa vai fazer falta, disso não tenham a menor dúvida.