Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

4 de maio de 2009

Cotas não passam de demagogia

Nossa Constituição diz, em seu TÍTULO II - Dos Direitos e Garantias Fundamentais - CAPÍTULO I - DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS, no Art. 5º: "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição";


No Art. 6o de nossa Lei maior está também estabelecido: "São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição". Em visto desses dispositivos constitucionais, vai aqui uma indagação: em que se baseiam os poderes Executivo e Legislativo para estabelecerem cotas raciais e sociais para se estabelecerem cotas de vagas em faculdades públicas?. Vê-se que estão sendo feridos dispositivos de nossa Lei Magna;


Até há pouco tempo, tanto brancos como negros, pardos, amarelos ou índios tinham oportunidade para prestarem exame vestibular para os universidades, quantas vezes fossem necessárias até serem aprovados. E assim deveria sempre ser. Há quem diga que a política de cotas não passa de demagogia com a esmola de vagas com fins eleitoreiros. Talvez estejam certos;


Quais seriam, então, os motivos que levam estudantes a pagarem cursos preparatórios tentando uma aprovação nos vestibulares? Certamente porque querem estudar a fim de obterem qualificação em alguma profissão, podendo assim entrar no mercado me trabalho. Os que entrarem na faculdade beneficiados pelo sistemas de cotas, com baixo índice de avaliação no vestibular, com certeza, por despreparo, ficarão alguns anos a mais na faculdade, ocupando uma vaga de alguém melhor credenciado, mas que foi eliminado por algum beneficiário de algum tipo de cota;


Melhor seria que esse tipo de avaliação fosse extinto, reservando-se as vagas nas faculdades para aqueles que realmente demonstrassem capacidade para ingresso no curso superior sem que tenha se beneficiado de qualquer tipo de privilégio, numa demonstração de que, realmente, todos são iguais perante a lei.

Um comentário:

  1. Cotas nada mais são do que escambo pelo Colonialismo que o Brasil "sofreu" outrora... realmente uma vergonha!
    .
    http://www.bloggalemdoqueseve.blogspot.com/
    .

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário