Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

30 de janeiro de 2010

Fichas Sujas: Partidos da "Base Aliada" são recordistas

PP (28)


BENEDITO DE LIRA – AL – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
BENEDITO DIAS – AP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
CELSO RUSSOMANNO – SP – Crime Eleitoral, Peculato e Agressão
CIRO NOGUEIRA – PI – Crime Contra a Ordem Tributária e Prevaricação
CLEONÂNCIO FONSECA – SE – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

DILCEU SPERAFICO – PR – Apropriação Indébita

ENIVALDO RIBEIRO – PB – Crime Contra a Ordem Tributária, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
ÉRICO RIBEIRO – RS – Crime Contra a Ordem Tributária e Apropriação Indébita
IRAPUAN TEIXEIRA – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
JOÃO BATISTA – SP – Falsidade Ideológica, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
JOSÉ JANENE – PR – Estelionato, Improbidade Administrativa, Lavagem de Dinheiro, Corrupção Passiva, Formação de Quadrilha, Apropriação Indébita e Crime Eleitoral
JOSÉ LINHARES – CE – Improbidade Administrativa
JÚLIO LOPES – RJ – Falsidade Ideológica

LIDEU ARAÚJO – SP – Crime Eleitoral
LINO ROSSI – MT – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

MÁRCIO REINALDO MOREIRA – MG – Crime Ambiental
MARCOS ABRAMO – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
MÁRIO NEGROMONTE – BA – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NÉLIO DIAS – RN – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PEDRO HENRY – MT – Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro e Corrupção Passiva, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PROFESSOR IRAPUAN – SP – Crime Eleitoral

RICARDO BARROS – PR – Sonegação Fiscal

SUELY CAMPOS – RR – Crime Eleitoral
VADÃO GOMES – SP – Improbidade Administrativa e Crime Contra a Ordem Tributária
VANDERLEI ASSIS – SP – Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PEDRO CORRÊA – PE – Cassado em associação ao Escândalo do Mensalão, Compra de Votos
REGINALDO GERMANO – BA – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

SEVERINO CAVALCANTI – PE – Escândalo do Mensalinho (Renunciou para evitar a cassação)


PMDB (25)


ALBÉRICO FILHO – MA – Apropriação Indébita

ANDRÉ ZACHAROW – PR – Improbidade Administrativa

ANÍBAL GOMES – CE – Improbidade Administrativa

BENJAMIN MARANHÃO – PB – Crime Eleitoral

CABO JÚLIO (JÚLIO CÉSAR GOMES DOS SANTOS) – MG – Crime Militar, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

DARCÍSIO PERONDI – RS – Improbidade Administrativa

EDSON ANDRINO – SC – Crime de Responsabilidade

ELISEU PADILHA – RS – Corrupção Passiva

GARIBALDI ALVES – RN – Crime Eleitoral

INOCÊNCIO DE OLIVEIRA – PE – Crime de Escravidão

JADER BARBALHO – PA – Improbidade Administrativa, Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Lavagem de Dinheiro

JOÃO CORREIA – AC – Declaração Falsa de Imposto de Renda, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOSÉ PRIANTE – PA – Crime Contra o Sistema Financeiro

LUPÉRCIO RAMOS – AM – Crime de Aborto

MÃO SANTA – PI – Improbidade Administrativa

MARCELINO FRAGA – ES – Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NELSON BORNIER – RJ – Improbidade Administrativa

NEY SUASSUNA – PB – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

OSVALDO REIS – TO – Apropriação Indébita

PAULO AFONSO – SC – Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Improbidade Administrativa

PAULO LIMA – SP – Extorsão e Sonegação Fiscal

ROMERO JUCÁ – RR – Improbidade Administrativa

TETÉ BEZERRA – MT – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

VALDIR RAUPP – RO – Peculato, Uso de Documento Falso, Crime Contra o Sistema Financeiro, Crime Eleitoral e Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira

ZÉ GERARDO – CE – Crime de Responsabilidade


PL (23)


AELTON FREITAS – MG – Crime de Responsabilidade e Estelionato

ALMEIDA DE JESUS – CE – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

AMAURI GASQUES – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

BISPO WANDERVAL – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

BISPO RODRIGUES (CARLOS RODRIGUES) – RJ – Crime Eleitoral
CHICO DA PRINCESA (FRANCISCO OCTÁVIO BECKERT) – PR – Crime Eleitoral

GIACOBO (FERNANDO LUCIO GIACOBO) – PR – Crime Contra a Ordem Tributária e Seqüestro

INALDO LEITÃO – PB – Crime Contra o Patrimônio, Declaração Falsa de Imposto de Renda

JAIME MARTINS – MG – Crime Eleitoral

JOÃO CALDAS – AL – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOÃO RIBEIRO – TO – Peculato e Crime de Escravidão

JORGE PINHEIRO – DF – Crime Ambiental

JÚNIOR BETÃO – AC – Declaração Falsa de Imposto de Renda, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

MAURÍCIO RABELO – TO – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PAULO JOSÉ GOUVEIA – RS – Porte Ilegal de Arma

RAIMUNDO SANTOS – PA – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REINALDO BETÃO – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REINALDO GRIPP – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

REMI TRINTA – MA – Estelionato e Crime Ambiental

SANDRO MABEL – GO – Crime Contra a Ordem Tributária

WANDERVAL SANTOS – SP – Corrupção Passiva

WELLINGTON FAGUNDES – MT – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

VALDEMAR COSTA NETO – SP – Mensalão (renunciou para evitar a cassação)


PTB (21)


ALCESTE ALMEIDA – RR – Peculato e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
ALEX CANZIANI – PR – Peculato
EDIR DE OLIVEIRA – RS – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
EDNA MACEDO – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
ELAINE COSTA – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

EDUARDO SEABRA – AP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

FERNANDO GONÇALVES – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

IRIS SIMÕES – PR – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JACKSON BARRETO – SE – Peculato e Improbidade Administrativa

JEFERSON CAMPOS – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
JOSÉ MILITÃO – MG – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

JOVAIR ARANTES – GO – Improbidade Administrativa

LUIZ ANTÔNIO FLEURY – SP – Improbidade Administrativa
NEUTON LIMA – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

NILTON CAPIXABA – RO – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
OSMÂNIO PEREIRA – MG – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

RICARTE DE FREITAS – MT – Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
ROBERTO JEFFERSON – RJ – Mensalão

ROMEU QUEIROZ – MG – Corrupção Ativa, Corrupção Passiva e Lavagem de Dinheiro
TATICO (JOSÉ FUSCALDI CESÍLIO) – DF – Crime Contra a Ordem Tributária, Declaração Falsa de Imposto de Renda e Sonegação Fiscal

VALMIR AMARAL – DF – Apropriação Indébita


PT (15)


ÂNGELA GUADAGNIN – SP – Dançarina do Plenário da Câmara, comemorando absolvição de corrupção
ANTÔNIO PALOCCI – SP – Quebra de Sigilo Bancário
DELÚBIO SOARES – GO – Ex-Tesoureiro do PT
GUILHERME MENEZES – BA – Improbidade Administrativa
JOÃO MAGNO – MG – Lavagem de Dinheiro

JOÃO PAULO CUNHA – SP – Corrupção Passiva, Lavagem de Dinheiro e Peculato
JOSÉ MENTOR - SP – Corrupção Passiva

JOSÉ DIRCEU – SP – Mensalão
JOSÉ GENOÍNO – SP – Mensalão, Dólares na Cueca
JOSÉ NOBRE GUIMARÃES – CE – Dólares na Cueca (Agora Candidato a Dep. Federal)
JOSIAS GOMES – BA – Mensalão, CPI dos Correios
LUIZ GUSHIKEN – SP – CPI dos Correios

PROFESSOR LUIZINHO – SP – Lavagem de Dinheiro
PAULO PIMENTA – RS – Compra de Votos, Mensalão, CPI Correios
SILVIO PEREIRA – Secretário do PT – Mensalão


PSDB (14)


ANTERO PAES DE BARROS – MT – Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha
ANTÔNIO CARLOS PANNUNZIO – SP – Crime de Responsabilidade
ANTÔNIO JOAQUIM – MA – Improbidade Administrativa
CARLOS ALBERTO LERÉIA – GO – Lesão Corporal

EDUARDO AZEREDO – MG – Improbidade Administrativa
EDUARDO GOMES – TO – Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

GONZAGA PATRIOTA – PE – Apropriação Indébita

ITAMAR SERPA – RJ – Crime Contra o Consumidor, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
JUVÊNCIO DA FONSECA – MS – Improbidade Administrativa

LEONEL PAVAN – SC – Contratação de Serviços Públicos Sem Licitação e Concussão
LÚCIA VÂNIA – GO – Peculato

MARCELO TEIXEIRA – CE – Sonegação Fiscal

PAULO FEIJÓ – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

THELMA DE OLIVEIRA – MT – Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha


DEM (11)


ABELARDO LUPION – PR – Sonegação Fiscal

ALMIR MOURA – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

CLÓVIS FECURY – MA – Crime Contra a Ordem Tributária

CORIALANO SALES – BA – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

DAVI ALCOLUMBRE – AP Corrupção Ativa

JÚLIO CÉSAR – PI – Peculato, Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro e Falsidade Ideológica

LAURA CARNEIRO – RJ – Improbidade Administrativa e Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

PAULO MAGALHÃES – BA – Lesão Corporal

RODOLFO TOURINHO – BA – Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira

ZELINDA NOVAES – BA – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

ROBERTO BRANT – MG – Crime Eleitoral, Mensalão, CPI Correios


PSB (4)


ISAÍAS SILVESTRE – MG – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
JOÃO MENDES DE JESUS – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PAULO BALTAZAR – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

RIBAMAR ALVES – MA – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)


PRB (3)


JOSÉ DIVINO – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
MARCELO CRIVELA – RJ – Crime Contra o Sistema Financeiro e Falsidade Ideológica
VIEIRA REIS – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)


PV (2)


JOVINO CÂNDIDO – SP – Improbidade Administrativa
VITTORIO MEDIOLI – MG – Sonegação Fiscal


PDT (2)


ADEMIR PRATES – MG – Falsidade Ideológica

JOÃO HERRMANN NETO – SP – Apropriação Indébita


PPS (2)


AIRTON ROVEDA – PR – Peculato
FERNANDO ESTIMA – SP – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)


PSC (2)


DOUTOR HELENO – RJ – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PASTOR AMARILDO – TO – Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)


PRONA (1)


ELIMAR MÁXIMO DAMASCENO – SP – Falsidade Ideológica


PPB (1)


PAULO SALIM MALUF – SP – Corrupção, Falcatruas, Improbidade Administrativa, Desvio de Dinheiro Público, Lavagem de dinheiro

29 de janeiro de 2010

Está mesmo na hora de travar MST!

Reproduzo trecho de uma postagem do Blog Alerta Total:

Novas ameaças

João Pedro Stédile, líder do Movimento Social Terrorista, alega que a Polícia Civil de São Paulo agiu por motivações políticas: “A Polícia de São Paulo está exagerando por motivação política. Quem disse que é crime derrubar 242 pés de laranjas, que a TV Globo transformou em 7 mil? Os companheiros derrubaram aqueles pés de laranja para denunciar que a Cutrale está em terra pública que tem escritura em nome da União”. Defensor da tese de que "ocupar terra pública não é crime, é dever", Stédile prometeu uma campanha contra a Cutrale.

Investindo em qual Exército?


Um General da ativa protestava ontem, por e-mail, que o MST já recebeu R$ 160 milhões do Governo. Isso é a metade da verba que o Exército Brasileiro vai receber em 2010. É apenas mais uma prova de que o esquema nazipetralha prefere investir no seu futuro Exército de Liberação Nacional, em detrimento das Forças Armadas do Brasil.

Não há o que comentar. As palavras do líder dos sem-terra já fala por si. Conclue-se que está mesmo na hora de travar essa gente.

28 de janeiro de 2010

Está na hora de travar o MST

Se havia alguma dúvida, agora tudo ficou bastante claro. Era mais do que claro que as invasões de fazenda promovidas pelo MST não tinham nem têm o menor objetivo de protestar contra o Governo por causa do andamento da tão falada Reforma Agrária, por não serem atingidos os números de assentamentos prometidos por Lula. O que se vê são invasões programada e simultâneas, em vários Estados ao mesmo tempo, numa demonstração evidente de que os sem-terra são liderados por gente que nada quer com sementes e enxadas, mas sim fazer mostrar que mantêm sob controle aqueles que realmente necessitam de um pedaço de terra para sobreviver;

Num vídeo divulgado ontem pela Polícia Civil de São Paulo, Miguel Serpa (na foto, quando falava), líder do MST na invasão da fazenda da empresa Cutrale, no interior paulista, fala pouco antes da invasão: "Essa é a quarta ocupação, e nós viemos aqui para, no mínimo, dar prejuízo para eles". Como assim? O objetivo das "ocupações", como chama as invasões a propriedades alheias, não é para reivindicar terra para serem cultivadas e sustentarem os sem-terra? O episódio teve bastante repercussão quando um vídeo mostra um dos "ocupantes" pilotando um trator e promovendo a destruição de 12 mil pés de laranja, segundo eles para poderem "plantar feijão";

Miguel Serpa e mais seis outros "ocupantes" fora presos, mas outros 13 sem-terra estão com mandado de prisão e são considerados foragidos. As investigações chegaram às casas dos invasores e muita coisa que desapareceu da fazenda da Crutale, uma das maiores produtoras de sucos de laranja da América do Sul. Quando a polícia foi cumprir a ordem de reintegração de posse da fazenda descobriu diversos equipamentos e imóveis danificados, e nas casas dos acusados vários materiais roubados da fazenda antes de lá saírem;

O MST é uma organização clandestina - não tem personalidade jurídica e vive às custas de dinheiro público de ONGs ligadas ao PT e mantidas pelo Governo - e há longos anos vive invadindo fazendas produtivas, que nunca lhes serão dadas para assentamento. O objetivo é só chamar a atenção. O pior de tudo é o apoio do Governo. Muitas vezes Lula foi flagrado até usando o boné do MST, numa demonstração explícita de apoio aos atos ilegais dos sem-terra;

Porém o mais isônico - diria até que é deboche - fica a cargo de Gilmar Mauro, um dos coordenadores nacionais do MST, ao afirmar que as prisões são um show eleitoral. Ele chaga ao descaramento de afirmar como justificativa para os objetos roubados da fazenda da Crutale e encontrados nas casas dos "ocupantes" presos: "Muitas vezes as pessoas comuns compram coisas e não guardam as notas fiscais ou até compram sem pedir notas". Gilmar Mauro parece cômico, chegando a negar que os sem-terra tivessem armas em casa. Talvez seja ilusão de ótica;

Com ou sem apoio de Lula e do PT, não pode o MST agir como se estivesse acima do bem e do mal, acima da lei. Está na hora de haver respeito ao Estado de Direito.

24 de janeiro de 2010

Ajuda ao Haiti é competição e vaidade?

"Não podemos perder a oportunidade de mostrar o comando do Brasil nesta lamentável tragédia". A frase é do general Floriano Peixoto, chefe militar da missão da ONU no Haiti, acrescentando ainda que a ação comunitária tinha como objetivo mostrar ao restante do mundo a presença do Brasil ali e quem está no comando de toda a missão militar e humanitária naquele país é um general brasileiro. E acrescentou: "É importante que haja uma percepção mundial da importância do Brasil";

Enquanto o chefe da tropa brasileira junto à missão da ONU, coronel João Batista Bernardes, se mostrava mais modesto em relação à participação brasileira na tragédia haitiana, o general dizia mais: "Quem está no comando é o general Floriano Peixoto", referindo-se a si mesmo, ressaltando: "Não tenho tido muita visibilidade porque estou envolvido no trabalho de articulação";

Fica aqui uma dúvida. O Brasil está ali (onde já se encontravam suas tropas com 1.300 homens) prestando ajuda humanitária ou está competindo com outros países para ver quem ajuda mais? Seria esse o pensamento do Governo? Seria essa uma orientação de Lula para mostrar ao mundo sua liderança e ao eleitorado brasileiro que elegendo sua candidata o Brasil poderá continuar disputando a "medalha de ouro" na ajuda a vítimas de terremotos, tsunamis, enchentes e furacões? Não dá para acreditar nisso;

Por aqui, muita gente fica sem compreender a razão de tanto esforço e ajuda financeira quando os problemas, mesmo sem terremoto, estão por aqui. É interessante o que escreve um leitor da revista "Época". Emilson Paschoal Lopes, de São Gonçalo, RJ, diz: "É, no mínimo, interessante notar que o mesmo Exército brasileiro, que aqui não tem condições de atuar em favelas, nas violentíssimas favelas do Haiti é exemplo. Não ficarei nem um pouco surpreso se perto das Olimpíadas e da Copa do mundo algum de nossos ilustres políticos tiver a brilhante ideia de usar nossas tropas";

Outro leitor da mesma revista, Mário, A. Dente, de São Paulo, SP, também opina: "Há leitores reclamando das iniciativas americanas no Haiti, como a direção do aeroporto e de outras atividades, como serviços médicos, obras, etc. Fico imaginando como seria se esses setores estivessem sob o comando do governo brasileiro: a eficiência do aeroporto sob o mando da Anac e da Infreaero; as obras de reconstrução no ritmo do PAC". E o leitor arremata: "Os terremotos já são desgraças suficientes para os haitianos";

Para um país que tem críticas desse tipo, é vergonhoso que um general levante sua voz para as declarações que deu, demonstrando como agem nossos dirigentes, que não se envergonham em fazer pirotecnia em suas ações, mesmo que sejam válidas, mas com o único e exclusivo objetivo de aparecer, mesmo que tripudiando sobre a tragédia de um povo que está merecendo a solidariedade de todo o mundo, mas com o objetivo - este sim - de apenas ajudar a quem necessita.

22 de janeiro de 2010

Governo financia prazer lubrificado

"O cidadão em situação econôminca difícil pode suprimir até parte da alimentação, mas nunca prescindir dos remédios. No entanto, o governo reduz impostos de produtos supérfluos, como carro, geladeira, móveis para incentivar a indústria, mas não pensa em reduzir o imposto de quase 40% dos remédios". Este é o trecho de carta do leitor de "O Globo", João Roberto Gullino, de Petrópolis, RJ, revoltado com os preços dos medicamentos, acrescentando: "Isto pesa no bolso de cada família, principalmente dos aposentados, que mais dependem deles. Agora descubro que o Ministério da Saúde investiu investiu R$ 40 milhões na compra de lubrificantes para distribuição gratuita entre gays";

A revolta de João Roberto é mais do que justa. A forma como o Governo gasta recursos públicos ao mesmo tempo em que castiga com impostos vários segmentos da sociedade é por demais absurda. A própria legislação do Imposto de Renda Pessoa Física tem desses contrastes. Na Declaração Anual do IR é permitido deduzir-se, sem limite, as despesas médicas. No entanto, nenhuma dedução pode ser feita das despesas com a compra de medicamentos. Ora, é praticamente impossível alguém sair de um consultório médico sem um receita para passar logo após numa farmácia. Para a Receita Federal, compra de remédio não é despesa com saúde;

Para os aposentados, então, a despesa com remédios é sempre superior ao valor da consulta. E tem mais. Aqueles que podem também gastam com planos de saúde, pois se dependerem da saúde pública ou de seus proventos sempre achatados para pagarem consultas particulares, vão acabar morrendo sem ter recursos para comprar remédios. Quem se aposentou no serviço público ganhando um pouquinho mais vai acabar pagando Imposto de Renda, pois seus remédios não podem ser deduzidos em suas declarações anuais;

Por tudo isso, a carta de João Roberto não deve ser ignorada, pois milhões de aposentados que querem viver mais um pouco não estão nem aí para redução de IPI. O que desejam é poder tratar de sua saúde, naturalmente debilitada pela idade avançada, comprando seus medicamentos a preços mais razoáveis, não concordando com a bondade do Governo para os momentos de prazer lubrificado dos gays, às custas do dinheiro do contribuinte.

21 de janeiro de 2010

Próximo Congresso: Prevenir Onda Chavista!

Trechos da coluna de Cesar Maia, "Resistência Parlamentar", na Folha de SP

1. As eleições parlamentares no Brasil ocorrem num quinto plano, como se não tivessem importância. Minimizadas pela cobertura da imprensa, ridicularizadas pelas aparições na TV e não alcançadas pelas pesquisas, os curiosos só vão descobrir o resultado da eleição proporcional com a publicação dos nomes pelos jornais no dia seguinte. Ali, um ou outro garimpa o seu candidato. Num quadro pluripartidário inorgânico como o brasileiro, se tem dito: "tanto faz". Afinal, nenhum partido chega perto dos 20% na Câmara dos Deputados. E o Executivo contrata a sua maioria.


2. Mas a atenção hoje deveria ser outra, com os exemplos que correm pela América Latina, que sinalizam riscos e, assim, a necessidade, em 2010 e daí para a frente, de se dar atenção muito maior às eleições parlamentares. Na Venezuela, no Equador e na Bolívia, os políticos, os partidos, os intelectuais, os analistas e a imprensa concentraram suas atenções no líder populista, na sua popularidade, nos plebiscitos que propõem, nas reeleições. Com isso, os Parlamentos foram desossados.

3. Com isso, esses governos passaram a tratar a lei como um ato administrativo seu e avançaram sobre as instituições, o direito de propriedade e as liberdades individuais, de expressão e de imprensa. A exceção é o Paraguai. Com a vitória inevitável de Lugo, os partidos concentraram-se na formação de um Congresso de resistência. E é exatamente aí onde as extravagâncias chavistas não conseguem avançar. Se os Kirchner se coçavam na busca de uma variante do chavismo, ao perderem, nas eleições de 2009, a maioria na Câmara e Senado, essa aventura passou a enfrentar resistências.

4. Aqui, os dois decretos do governo Lula, um atropelando a Lei de Anistia, outro, um pout-pourri de excentricidades autoritárias, acenderam a luz vermelha sobre as eleições de 2010. A esquerda autoritária, pós-mensalão, perdeu a hegemonia para o sindicalismo no partido e no governo. E abriu para esse as delícias dos fundos e dos conselhos de administração. E agora recobra força, mostra suas unhas afiadas com um "programa de governo", quem sabe para aplicar em 2011.

5. Os distraídos continuarão a concentrar toda a sua atenção na eleição presidencial. No dia seguinte, lerão nos jornais o nome dos parlamentares eleitos. Se antes tanto fazia, agora não. Eleger um Congresso com força suficiente para resistir a aventuras chavistas é tão importante quanto a própria eleição presidencial: daqui para a frente.

19 de janeiro de 2010

Verba pública já vale em campanha eleitoral

Pelo menos é o que se vê em relação ao candidato do PT ao Governo do Rio Grande do Sul. Em 2009, Tarso Genro, que é ministro da Justiça de Lula, se utilizou 85 vezes de avião da FAB em viagens, a maioria delas para Porto Alegre, onde reside, ou para cidades do interior gaúcho. É lógico que ministros utilizem transporte oficial em seus deslocamentos, pois isso faz parte da cultura e costumes no Brasil. O que se questiona é essa série de "coincidências" como o caso de Genro, numa clara caracterização de "unir o útil ao agradável", com tudo pago pelo contribuinte;

Outro ministro que chegou perto do "recorde" de Tarso Genro foi Luiz Eduardo Baretto, do Turismo, com 81 viagens no ano passado. Aí, a "coincidência" é outra, pois tanta viagem assim parece ter relação com seu cargo de ministro do Turismo. Tudo a ver. Em terceiro lugar vem o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, que voou em aviões da FAB nada menos que 73 vezes. Parece coisa normal para a maioria dos brasileiros, mas sabe-se que existem países bem ricos que o Brasil em que parlamentares e ministros "se viram" com os salários que recebem, em alguns deles bem menos que por aqui;

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, usou aviões da FAB 60 vezes em 2009. Até aí tudo bem, pois sabe-se que esse ministro é um dos que trabalham bastante, embora o sistema de saúde pública do Brasil continue sendo altamente precário. O grande mistério fica com o ministro do Portos, Pedro Brito, que viajou 52 vezes pela FAB, quando seria talvez mais lógico que ele se utilizasse de navios; Na divulgação desses dados não aparecem as viagens principalmente da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do ministro da Defesa, Nelson Jobim. No caso da candidata do PT à sucessão presidencial, fica difícil saber-se ao certo o total de suas viagens, pois grande parte delas é feita acompanhando Lula, "inaugurando" início ou reinício de obras, num autêntico palanque da campanha eleitoral;

As viagens de autoridades em aviões da FAB é regulamentada pelo Decreto nº 4,244, de 22 de maio de 2002, baixado por FHC, segundo o qual podem se utilizar de aeronaves da FAB o vice-presidente da República, os presidente do Senado, da Câmara dos Deputados e do Supremo, além de ministros e assemelhados e os comandantes das Forças Armadas. De qualquer forma, tem gente viajando demais por conta do contribuinte.

18 de janeiro de 2010

Senadores fazem farra com verba indenizatória

Vergonha na cara. É isso exatamente o que falta à grande maioria dos senadores e deputados. Neste domingo, reportagem em "O Globo" mostra que senadores estão se utilizando da famigerada verba indenizatória para pagar despesas com agências de publicidade, produtoras de vídeos, gráficas e órgãos de imprensa. Estão procurando melhorar suas imagens, em ano de eleição, porém às custas dos impostos pagos pelos eleitores. Alguns andaram até pagando institutos de pesquisa para avaliar suas condições eleitorais, a maioria deles em busca da reeleição. Para se justificar, tem até senador se dizendo contra a verba, mas reivindicando um aumento de salário. Só rindo;

O grande gastador da verba indenizatória utilizando-a de modo irregular é o senador Adelmir Santana (DEM-DF), que nos últimos cinco meses torrou nada menos que R$ 66 mil e 900 com agências de publicidade e produtoras de vídeo, seguido da Senadora Fátima Cleide (PT-RO), que se utilizou de R$ 31 mil 500 da mesma forma. Já o senador Gim Argello (PTB-DF) gastou R$ 14 mil com um instituto de pesquisa, cabendo ao senador Efraim Morais (DEM-PB) gastar R$ 9 mil com o mesmo instituto. Em publicidade em jornais, rádios e TVs, José Agripino Maia (DEM-RN) utilizou R$ 20 mil;

A verba indenizatória já fez parte do rol de escândalos do Senado Federal, iniciado com o pagamento de horas extras a mais de 3 mil servidores da Casa em pleno recesso. O regulamento da verba indenizatória estabelece que a mesma se destina ao pagamento de "despesas diretas e exclusivamente relacionadas ao exercício da função parlamentar". Desde quando os gastos acima descritos são atividade parlamentares? Alguns senadores ouvidos pela reportagem do jornal chegam à cara de pau de ainda tentarem justificar aquelas despesas;

Como se não bastasse, nos mesmos últimos cinco meses o Senado gastou R$ 205 mil e 600 com frete de jatos para viagens dos senadores. O líder nos gastos é Arthur Virgílio (PSDB-AM), que utilizou R$ 76 mil e 300, seguido de outro representantes local, João Pedro (PT-AM), que também surrupiou dos contribuintes R$ 51 mil e 400 em suas viagens. Pena que tais reportagens surjam na hora em que as atenções estão voltadas para a tragédia do Haiti. Cabe a nós, blogueiros contrários a esse tipo de pouca vergonha, manter tais fatos sempre na memória daqueles que vão às urnas este ano;

Entre os que andaram utilizando a verba de modo irregular está o senador Paulo Paim (PT-SP). candidato à reeleição, que entre 2008 e 2009 deu um pulo de 347% em suas despesas com "divulgação da atividade parlamentar", passando de R$ 14 mil para R$ 63 mil, que deu a mais debochada das justificativas para esses gastos feitos às custas do contribuinte: "Vou continuar usando a verba para divulgar meu trabalho. Não tem nada a ver com campanha. Mas sou a favor do fim da verba indenizatória. Deveríamos receber um salário maior, sem esses penduricalhos";

Esse cara de pau até que está sendo coerente, poi sempre está querendo que o trabalhador ganhe mais um pouco, o que também quer para ele próprio. Vale, então, o apelo: NÃO REELEJA NINGUÉM!

17 de janeiro de 2010

Todo mundo pra casa!

O BRASIL ESPERA QUE FAÇAMOS NOSSA PARTE

VAMOS LIMPAR O CONGRESSO
Guardem e Distribuam ao máximo!
EM QUEM NÃO VOTAR:

1- ABELARDO LUPION Deputado PFL-PR Sonegação Fiscal
2 - ADEMIR PRATES Deputado PDT-MG Falsidade Ideológica
3 - AELTON FREITAS Senador PL-MG Crime de Responsabilidade e Estelionato
4 - AIRTON ROVEDA Deputado PPS-PR Peculato
5 - ALBÉRICO FILHO Deputado PMDB-MA Apropriação Indébita
6 - ALCESTE ALMEIDA Deputado PTB-RR Peculato e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
7 - ALEX CANZIANI Deputado PTB-PR Peculato
8 - ALMEIDA DE JESUS Deputado PL-CE Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
9 - ALMIR MOURA Deputado PFL-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
10 - AMAURI GASQUES Deputado PL-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
11 - ANDRÉ ZACHAROW Deputado PMDB-PR Improbidade Administrativa
12 - ANÍBAL GOMES Deputado PMDB-CE Improbidade Administrativa
13 - ANTERO PAES DE BARROS Senador PSDB-MT Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha
14 - ANTÔNIO CARLOS PANNUNZIO Deputado PSDB-SP Crime de Responsabilidade
15 - ANTÔNIO JOAQUIM Deputado PSDB-MA Improbidade Administrativa
16 - BENEDITO DE LIRA Deputado PP-AL Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
17- BENEDITO DIAS Deputado PP-AP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
18 - BENJAMIN MARANHÃO Deputado PMDB-PB Crime Eleitoral
19 - BISPO WANDERVAL Deputado PL-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
20 - CABO JÚLIO (JÚLIO CÉSAR GOMES DOS SANTOS) Deputado PMDB-MG Crime Militar, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
21 - CARLOS ALBERTO LERÉIA Deputado PSDB-GO Lesão Corporal
22 - CELSO RUSSOMANNO Deputado PP-SP Crime Eleitoral, Peculato e Agressão
23 - CHICO DA PRINCESA (FRANCISCO OCTÁVIO BECKERT) Deputado PL-PR Crime Eleitoral
24 - CIRO NOGUEIRA Deputado PP-PI Crime Contra a Ordem Tributária e Prevaricação
25 - CLEONÂNCIO FONSECA Deputado PP-SE Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
26 - CLÓVIS FECURY Deputado PFL-MA Crime Contra a Ordem Tributária
27 - CORIALANO SALES Deputado PFL-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
28 - DARCÍSIO PERONDI Deputado PMDB-RS Improbidade Administrativa
29 - DAVI ALCOLUMBRE Deputado PFL-AP Corrupção Ativa
30 - DILCEU SPERAFICO Deputado PP-PR Apropriação Indébita
31 - DOUTOR HELENO Deputado PSC-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
32 - EDSON ANDRINO Deputado PMDB-SC Crime de Responsabilidade
33 - EDUARDO AZEREDO Senador PSDB-MG Improbidade Administrativa
34 - EDUARDO GOMES Deputado PSDB-TO Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
35 - EDUARDO SEABRA Deputado PTB-AP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
36 - ELIMAR MÁXIMO DAMASCENO Deputado PRONA-SP Falsidade Ideológica
37 - EDIR DE OLIVEIRA Deputado PTB-RS Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
38 - EDNA MACEDO Deputado PTB-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
39 - ELAINE COSTA Deputada PTB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
40 - ELISEU PADILHA Deputado PMDB-RS Corrupção Passiva
41- ENIVALDO RIBEIRO Deputado PP-PB Crime Contra a Ordem Tributária, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
42 - ÉRICO RIBEIRO Deputado PP-RS Crime Contra a Ordem Tributária e Apropriação Indébita
43 - FERNANDO ESTIMA Deputado PPS-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
44 - FERNANDO GONÇALVES Deputado PTB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
45 - GARIBALDI ALVES Senador PMDB-RN Crime Eleitoral
46 - GIACOBO (FERNANDO LUCIO GIACOBO) Deputado PL-PR Crime Contra a Ordem Tributária e Seqüestro
47 - GONZAGA PATRIOTA Deputado PSDB-PE Apropriação Indébita
48 - GUILHERME MENEZES Deputado PT-BA Improbidade Administrativa
49 - INALDO LEITÃO Deputado PL-PB Crime Contra o Patrimônio, Declaração Falsa de Imposto de Renda
50 - INOCÊNCIO DE OLIVEIRA Deputado PMDB-PE Crime de Escravidão
51 - IRAPUAN TEIXEIRA Deputado PP-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
52 - IRIS SIMÕES Deputado PTB-PR Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
53 - ITAMAR SERPA Deputado PSDB-RJ Crime Contra o Consumidor, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
54 - ISAÍAS SILVESTRE Deputado PSB-MG Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
55 - JACKSON BARRETO Deputado PTB-SE Peculato e Improbidade Administrativa
56 - JADER BARBALHO Deputado PMDB-PA Improbidade Administrativa, Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Lavagem de Dinheiro
57 - JAIME MARTINS Deputado PL-MG Crime Eleitoral
58 - JEFERSON CAMPOS Deputado PTB-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
59 - JOÃO BATISTA Deputado PP-SP Falsidade Ideológica, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
60 - JOÃO CALDAS Deputado PL-AL Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
61 - JOÃO CORREIA Deputado PMDB-AC Declaração Falsa de Imposto de Renda, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
62 - JOÃO HERRMANN NETO Deputado PDT-SP Apropriação Indébita
63 - JOÃO MAGNO Deputado PT-MG Lavagem de Dinheiro
64 - JOÃO MENDES DE JESUS Deputado PSB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
65 -JOÃO PAULO CUNHA Deputado PT-SP Corrupção Passiva, Lavagem de Dinheiro e Peculato
66 - JOÃO RIBEIRO Senador PL-TO Peculato e Crime de Escravidão
67 - JORGE PINHEIRO Deputado PL-DF Crime Ambiental
68 - JOSÉ DIVINO Deputado PRB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
69 - JOSÉ JANENE Deputado PP-PR Estelionato, Improbidade Administrativa, Lavagem de Dinheiro, Corrupção Passiva, Formação de Quadrilha, Apropriação Indébita e Crime Eleitoral
70 - JOSÉ LINHARES Deputado PP-CE Improbidade Administrativa
71 - JOSÉ MENTOR Deputado PT-SP Corrupção Passiva
72 - JOSÉ MILITÃO Deputado PTB-MG Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
73 - JOSÉ PRIANTE Deputado PMDB-PA Crime Contra o Sistema Financeiro
74 - JOVAIR ARANTES Deputado PTB-GO Improbidade Administrativa
75 - JOVINO CÂNDIDO Deputado PV-SP Improbidade Administrativa
76 - JÚLIO CÉSAR Deputado PFL-PI Peculato, Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro e Falsidade Ideológica
77 - JÚLIO LOPES Deputado PP-RJ Falsidade Ideológica
78 - JÚNIOR BETÃO Deputado PL-AC Declaração Falsa de Imposto de Renda, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
79 - JUVÊNCIO DA FONSECA Deputado PSDB-MS Improbidade Administrativa
80 - LAURA CARNEIRO Deputada PFL-RJ Improbidade Administrativa e Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
81 - LEONEL PAVAN Senador PSDB-SC Contratação de Serviços Públicos Sem Licitação e Concussão
82 - LIDEU ARAÚJO Deputado PP-SP Crime Eleitoral
83 - LINO ROSSI Deputado PP-MT Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
84 - LÚCIA VÂNIA Senadora PSDB-GO Peculato
85 - LUIZ ANTÔNIO FLEURY Deputado PTB-SP Improbidade Administrativa
86 - LUPÉRCIO RAMOS Deputado PMDB-AM Crime de Aborto
87 - MÃO SANTA Senador PMDB-PI Improbidade Administrativa
88 - MARCELINO FRAGA Deputado PMDB-ES Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
89 - MARCELO CRIVELA Senador PRB-RJ Crime Contra o Sistema Financeiro e Falsidade Ideológica
90 - MARCELO TEIXEIRA Deputado PSDB-CE Sonegação Fiscal
91 - MÁRCIO REINALDO MOREIRA Deputado PP-MG Crime Ambiental
92 - MARCOS ABRAMO Deputado PP-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
93 - MÁRIO NEGROMONTE Deputado PP-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
94 - MAURÍCIO RABELO Deputado PL-TO Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
95 - NÉLIO DIAS Deputado PP-RN Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
96 - NELSON BORNIER Deputado PMDB-RJ Improbidade Administrativa
97 - NEUTON LIMA Deputado PTB-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
98 - NEY SUASSUNA Senador PMDB-PB Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
99 - NILTON CAPIXABA Deputado PTB-RO Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
100 - OSMÂNIO PEREIRA Deputado PTB-MG Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
101 - OSVALDO REIS Deputado PMDB-TO Apropriação Indébita
102 - PASTOR AMARILDO Deputado PSC-TO Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
103 - PAULO AFONSO Deputado PMDB-SC Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Improbidade Administrativa
104 - PAULO BALTAZAR Deputado PSB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
105 - PAULO FEIJÓ Deputado PSDB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
106 - PAULO JOSÉ GOUVEIA Deputado PL-RS Porte Ilegal de Arma
107 - PAULO LIMA Deputado PMDB-SP Extorsão e Sonegação Fiscal
108 - PAULO MAGALHÃES Deputado PFL-BA Lesão Corporal
109 - PEDRO HENRY Deputado PP-MT Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro e Corrupção Passiva, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
110 - PROFESSOR IRAPUAN Deputado PP-SP Crime Eleitoral
111 - PROFESSOR LUIZINHO Deputado PT-SP Lavagem de Dinheiro
112 - RAIMUNDO SANTOS Deputado PL-PA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
113 - REGINALDO GERMANO Deputado PP-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
114 - REINALDO BETÃO Deputado PL-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
115 - REINALDO GRIPP Deputado PL-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
116 - REMI TRINTA Deputado PL-MA Estelionato e Crime Ambiental
117 - RIBAMAR ALVES Deputado PSB-MA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
118 - RICARDO BARROS Deputado PP-PR Sonegação Fiscal
119 - RICARTE DE FREITAS Deputado PTB-MT Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
120 - RODOLFO TOURINHO Senador PFL-BA Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira
121 - ROMERO JUCÁ Senador PMDB-RR Improbidade Administrativa
122 - ROMEU QUEIROZ Deputado PTB-MG Corrupção Ativa, Corrupção Passiva e Lavagem de Dinheiro
123 - RONALDO DIMAS Deputado PSDB-TO Crime Eleitoral
124 - SANDRO MABEL Deputado PL-GO Crime Contra a Ordem Tributária
125 - SUELY CAMPOS Deputada PP-RR Crime Eleitoral
126 - TATICO (JOSÉ FUSCALDI CESÍLIO) Deputado PTB-DF Crime Contra a Ordem Tributária, Declaração Falsa de Imposto de Renda e Sonegação Fiscal
127 - TETÉ BEZERRA Deputado PMDB-MT Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
128 - THELMA DE OLIVEIRA Deputada PSDB-MT Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha
129 - VADÃO GOMES Deputado PP-SP Improbidade Administrativa e Crime Contra a Ordem Tributária
130 - VALDIR RAUPP Senador PMDB-RO Peculato, Uso de Documento Falso, Crime Contra o Sistema Financeiro, Crime Eleitoral e Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira
131 - VALMIR AMARAL Senador PTB-DF Apropriação Indébita
132 - VANDERLEI ASSIS Deputado PP-SP Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
133 - VIEIRA REIS Deputado PRB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
134 - VITTORIO MEDIOLI Deputado PV-MG Sonegação Fiscal
135 - WANDERVAL SANTOS Deputada PL-SP Corrupção Passiva
136 - WELLINGTON FAGUNDES Deputada PL-MT Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
137 - ZÉ GERARDO Deputado PMDB-CE Crime de Responsabilidade
138 - ZELINDA NOVAES Deputada PFL-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
139 - Ângela Guadagnin Deputada PT-SP Dançarina do Plenário da Câmara, comemorando absolvição de corrupto
140 - Antônio Palocci Ex-Ministro PT-SP Quebra de Sigilo Bancário
141 - Carlos Rodrigues Ex-Deputado PL-RJ Bispo Rodrigues
142 - Delúbio Soares Tesoureiro PT-GO Ex Tesoureiro do PT
143 - José Dirceu Ex-Deputado PT-SP Mensalão
144 - José Genoíno Ex-Deputado PT-SP Mensalão, Dólares na Cueca
145 - José Nobre Guimarães DeputadoEst. PT-CE Dólares na Cueca (Agora Candidato a Dep. Federal)
146 - Josias Gomes Deputado PT-BA Mensalão, CPI dos Correios
147 - Luiz Gushiken Ex-Ministro PT-SP CPI dos Correios
148 - Paulo Salim Maluf Ex PPB-SP Corrupção, Falcatruas, Improbidade Administrativa, Desvio de Dinheiro Público, Lavagem de dinheiro
149 - Paulo Pimenta Deputado PT-RS Compra de Votos, Mensalão, CPI Correios
150 - Pedro Corrêa Ex-Deputado PP-PE Cassado em associação ao Escândalo do Mensalão, Compra de Votos
151 - Roberto Brant Deputado PFL-MG Crime Eleitoral, Mensalão, CPI Correios
152 - Roberto Jefferson Ex-Deputado PTB-RJ Mensalão
153 - Severino Cavalcanti Ex-Deputado PP-PE Escândalo do Mensalinho (Renuncio para evitar a cassação)
154 - Silvio Pereira Secretário PT Mensalão
155 - Valdemar Costa Neto Exc-Deputado PL-SP Mensalão (renunciou para evitar a cassação)



Essa bela "lista" foi transcrita do Blog Cara nova no Congesso

9 de janeiro de 2010

Crise fardada

(Charge de Chico Caruso)


Há ocasiões em que alguémpensa como pensamos e até escreve o que gostaríamos de ter escrito. É o que acontece agora com uma postagem de Jorge Serrão no blog Alerta Total, do qual transcrevo um comentário com o título desta postagem, infelizmente de um anônimo, mas que reflete muito bem o que pode desencadear uma grave crise institucional do Brasil:


A História do Brasil não começou em 1964. Que tal condenarmos os militares que implantaram a República e concedermos indenizações milionária aos herdeiros da Família Real? O Presidente Lula faz malabarismo ao acomodar a todos pelo que chama de governabilidade, contudo tão afeto a metáforas futebolísticas, agora leva bola nas costas de seus Ministros Vanucchi e Tarso Genro com o PNHD3, ao querer rever pela ótica dos derrotados apenas a meia História de 64 a 85. No regulamento Disciplinar Militar a pena de " faltar com a verdade" impede a promoção ao Generalato de seu transgressor, ou seja, é uma falta imprescritível. Para eles a verdade não aceita a meia verdade.

Queremos e não tememos a verdade em sua plenitude. Por que não se cogita também mudar o nome das "Av. Presidente Vargas" existente em dezenas de municípios já que a polícia de Vargas, em sua ditadura, perseguiu e executou, a esmo, comunistas e integralistas ? Por que atualmente não se abrir os arquivos de partidos políticos, que a pesar de serem pessoa jurídica de direito privado, também são de interesse público ? Os arquivos do PC do B interessam aos militares, a verdade e ao Brasil. Teriam eles sidos queimados ? Se assim o foram com que moral acusam aos militares de terem queimados os seus ?

Em 1966 Oswaldão, regressando do exterior onde fez curso de guerrilha, comprou posse de extensa área no pé de Serra das Andorinhas, rica em ouro. Este fato desmente que o PC do B foi para o Araguaia fugindo da repressão do AI-5 de 1968, colocando também por terra o declarado por Elza Monerat, em arquivos do STM, sobre a Guerrilha do Araguaia. A área escolhida pelo PC do B, ao contrário das FARC que subsistem graças ao tráfico de cocaína, seria bancada pela extração de ouro vendida a países comunistas que bancavam a luta armada no Brasil.

Se a verdade vier a prevalecer para os dois lados, para cada militar que sentar no banco dos réus sob a acusação de violar direitos humanos no período 64-85, teremos, no mínimo 10 civis, muitos hoje no Poder, para ocupar o mesmo espaço nos tribunais sob a acusação de crimes de lesa-pátria, sequestro, terrorismo, latrocínio, etc. Não é a toa que os mesmos autores do PNHD3 defendem o terrorista italiano Cesare Battisti, lutaram pela liberdade dos sequestradores de Abílio Diniz e tudo fazem para que o sequestro, tortura e execução do prefeito de Santo André, Celso Daniel, não seja esclarecido. A quem interessa esconder a verdade?



Enquanto a crise provocada por esse plano diabólico começa a atingir até membros do próprio Governo, nosso presidente continua de férias - parece até que ele trabalhou nos últimos sete anos - carregando seu misterioso isopor, que parece estar pesado pela quantidade de latinhas certamente de "isotônicos" para recuperação de suas forças (não as armadas, porque essas estão bastante "quentes").