Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

20 de maio de 2009

Presidente da Câmara renuncia ao cargo e ao mandato


Calma, gente! Não estamos falando de Michel Temer, presidente da Câmara dos Deputados. O renunciante em questão é o presidente da Câmara dos Comuns, no Parlamento britânico, por causa dos gastos irregulares de verbas públicas. Lá, a Câmara dos Comuns corresponde à nossa Câmara dos Deputados, existindo ainda a Câmara dos Lordes, uma espécie de Senado;


Além de renunciar à presidência da Casa, cargo que exercia desde 2000, o deputado Michael Martin anunciou que no dia 21 de junho renunciará também ao seu mandato. O fato, que não ocorria na Gran Bretanha desde 1695, é considerado tão grave, que pode sobrar até para o primeiro-ministro Gordon Brown, que recebe pressões de membros do seu próprio partido para que renuncie também;


Seria querer muito que tal fato ocorresse aqui em território tupiniquim, onde, ao contrário, nossos ilustres representantes, estão "se lixando" para os eleitores, pois já falam em ganhar mais um pouco, elevando seus salários para cerca de R$ 34 mil, utilizando artifícios de unificação de vários benefício financeiros a que têm direito, somando-se a isso a verba de R$ 60 mil mensais para manutenção de seus gabinetes;


Também seria querer demais que o presidente da Câmara, depois de tantos escândalos e denúncias também abandonasse seu cargo e mandato. Também não se poderia esperar que o Chefe de Governo acompanhasse o gesto do Chefe de um poder legislativo, uma vez que, como se recorda, Lula andou declarando que o uso de passagens aéreas por parentes e amigos dos deputados não era nada demais, coisa até ele mesmo fez quando era deputado;


Segundo o Blog do Josias, deputado federal sai mais caro no Brasil do que no 1º mundo, conforme pesquisa da própria Câmara:


  • Parlamentar brasileiro custa à Viúva R$ 1,3 milhão por ano
  • Valor é maior do que o de um colega alemão: R$ 1 milhão
  • Sai quase o dobro de um parlamentar francês: R$ 699 mil
  • Custa quase o triplo de um deputado italiano: R$ 469 mil
  • Em salário e benefício, só perde para EUA: R$ 3,8 milhões

Considerando-se o custo individual do deputado, a coisa ficou assim:

  • EUA: até R$ 3.814 milhões por ano;
  • Brasil: até R$ R$ 1.274 milhão anuais;
  • Alemanha: R$ 1.004 milhão;
  • França: R$ 736 mil;
  • Grã-Bretanha: R$ 699 mil;
  • Chile: R$ 545 mil;
  • Itália: R$ 469 mil.


Fez-se também uma comparação do custo de um deputado considerando-se a população de cada país. Estimou-se quanto sai do bolso de cada contribuinte.


  • Grã-Bretanha: o deputado custa R$ 7,37 para cada mil habitantes;
  • Alemanha: R$ 7,37 por grupo de mil habitantes;
  • França: R$ 6,63 por mil;
  • EUA: R$ 4,88 por mil;
  • Chile: R$ 3,94 por mil;
  • Brasil: R$ 3,29 para cada mil habitantes.

Como sonhar não custa nada, vamos continuar lutando para que haja no ano que vem uma verdadeira limpeza no Congresso Nacional através de uma retumbante renovação em todos os Estados brasileiros, banindo da Câmara e do Senado todos aqueles que não dignificam seus mandatos.

Um comentário:

  1. Seria bom demais se fora verdade. Aliás, cerca de 200 deputados deveriam fazer o mesmo.
    Dá um pulinho no meu blog e me diz que acha.
    Abraço

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário