Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

27 de abril de 2014

Onde estão os "santos" do PT?

Pronto, acabou o problema do PT. O deputado federal André Vargas não é filiado ao partido. Mas é porque ele pediu desligamento da legenda. Sendo assim, não pode ser expulso, como queriam alguns petistas. Ele estava denegrindo o partido. O perigo é ele cumprir a ameaça de "morrer atirando", pois sabe de muita coisa "não republicana" que teria beneficiado gente muito importante;

É interessante lembrar que André Vargas é mais um figurão do PT envolvido em falcatruas, além dos mensaleiros, o partido que lutou cerca de 20 anos para chegar ao poder, com a promessa de que teriam uma nova forma de governar. Diziam que não haveria mais roubo etc;

Chegando ao Poder, pouco tempo depois são flagrados com a prática do 'Mensalão do PT' e Lula justifica com a alegação de que fizeram o que sempre se fez antes. E muita gente tinha certeza de que em seguida seriam beatificados e depois canonizados pelo Vaticano. Mas o pior é ver pessoas que pensávamos ser esclarecidas defendendo aquela gente. Talvez tenham algum interesse em jogo;

E também não deixam de ficar fazendo comparações com FHC. Ora, se foram eleitos para mudar, por que após 12 anos continuam fazendo aquilo que diziam combater? Está aí a Petrobras para comprovar tudo isso.

22 de abril de 2014

Qual Petrobras é nossa? A de Dilma ou a de Lula?

Qual dos dois é o responsável por isso?

A Petrobras não sai da ordem do dia. Tratando-se do assunto Pasadena observamos uma nítida divergência entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Eles só estão de acordo numa coisa: não querem que nada seja investigado por uma CPI, principalmente depois de revelado o envolvimento do deputado André Vargas com o doleiro Alberto Youssef;

A escandalosa compra da refinaria de Pasadena aconteceu no mandato de Lula, quando a estatal foi presidida por José Eduardo Dutra e José Sérgio Gabrielli, este declarando que Dilma Rousseff era presidente do Conselho de Administração da Petrobras e que não pode se omitir da responsabilidade que teve no negócio que fez alguns privilegiados ganharem bilhões de dólares;

Por força do loteamento partidário da Petrobras, quem sai perdendo é a estatal, como empresa; os acionistas, vendo a desvalorização de seus investimentos; e o povo, que é o verdadeiro dono dela;

Agora é aguardada a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo, que vai definir qual o tipo de CPI que se instalará. Seja qual for a decisão, o PT vai "empurrar com a barriga" a apuração dos fatos;

Mas uma coisa é certa. Aécio Neves e Eduardo Campos vão aproveitar e explorar os fatos e exatamente num momento de queda da aprovação e da popularidade de Dilma, com a perspectiva até de ela não ir para o segundo turno;

Vai ser muito interessante a campanha deste ano, com uma Copa do Mundo no meio dela. Teremos grandes emoções.

19 de abril de 2014

Qual vai ser o resultado disso?

Estamos assistindo gente do Governo divergindo abertamente sobre o rumoroso caso da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, com a Petrobras levando um prejuízo de "apenas" US$ 530 milhões. O custo total foi de US$ 1 bilhão e 250 milhões, para produzir 100 mil barris por dia;
 
Ainda no âmbito da Petrobras, um outro escândalo é o da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, que custaria US$ 4 bilhões, cabendo metade disso a estatal da Venezuela, então de Hugo Chávez, que "roeu a corda". Hoje, Abreu e Lima já está custando US$ 20 bilhões e vai produzir 230 mil barris por dia. Pelo seu custo, deveria produzir 18 vezes mais barris do que Pasadena;


Mas o Governo do PT não quer que nada seja investigado para não prejudicar a campanha de Dilma. Junte-se a isso o envolvimento de petistas com um doleiro que desviou "apenas" RS$ 10 bilhões que andaram sendo distribuídos entre candidatos aliados ao Governo para uso em campanha eleitoral;

Ainda bem que as recentes pesquisas de intenção de voto e de avaliação do Governo indicam constante queda de Dilma, com perspectiva de haver uma mudança de quem hoje se hospeda no Palácio do Planalto;

Que assim seja.

7 de abril de 2014

Dilma abusa demais e indica um "ficha-suja" para o Tribunal de Contas da União

Gim Argello: a 'raposa' de Dilma no TCU
Pode uma raposa tomar conta de um galinheiro? Normalmente não. Mas na lógica do PT, sim. Quem não se lembra mais do "ministério" que Lula incluiu no primeiro escalão de Dilma, que foi obrigada a detonar 8 (oito) "fichas-sujas", ação que na época lhe deu a fama de 'faxineira'? Mas Dilma hoje é outra. Recentemente apoiou as eleições de Renan Calheiros, para a presidência do Senado, e de Henrique Alves, para presidir a Câmara. Os dois reconhecidamente "fichas - sujas";

Dilma agora está indo longe demais. Ela está indicando o senador Gim Argello, do PTB, para o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Seria até normal porque o partido lhe dá apoio no Congresso. Mas tem um ‘pequeno’ problema. Ele responde "apenas" a 7 (sete) processos no Supremo. Tem até por malversação de dinheiro público. Quem vai gostar de ter suas contas analisadas por essa figura? Só mesmo sendo muito subserviente e dependente do Governo. Pode isso, amigo?

5 de abril de 2014

Além dos roubos na Petrobras, há também a escravidão dos médicos cubanos

É certo que a Petrobras tem assunto novo todos os dias. Não param de surgir notícias sobre maracutaias e "ganhos extras". O mais recente fica por conta do deputado petista André Vargas, 1° vice-presidente da Câmara dos Deputados, aquele do jatinho do doleiro, um tal de Youssef, que tem ligações com nove empresas fornecedoras da Petrobras num total de cerca de R$ 35 milhões. Não coincidentemente essas empresas são generosas contribuintes para as campanhas eleitorais de Lula e Dilma Rousseff e de outros figurões do PT. Apesar disso, o Governo usa seu 'rolo compressor' no Congresso para impedir a criação de CPI para investigar a Petrobras e ainda impede que ministros e a presidente da estatal dêem explicações aos parlamentares. Tudo dá a entender que o governo do PT e aliados têm algo a esconder, ou seja, uma autêntica confissão de culpa de terem causado uma desvalorização das ações da empresa dando prejuízos incalculáveis aos seus acionistas;

Mas outro escândalo chama a atenção em torno de um assunto que andava meio esquecido sob a avalanche de escândalos da Petrobras. Trata-se do programa Mais Médicos, mais especificamente a contratação ilegal de médicos cubanos, que recebem uma parte dos salários, de aproximadamente R$ 10 mil, e pondo a mão em apenas R$ 3 mil, indo o resto para Cuba sem que se saiba que eles recerão essa parte, como afirmam que acontecerá. Tanto é que o Ministério Público Trabalhista já entrou no assunto e está exigindo que seja respeitada a legislação brasileira. Também a Associação Médica Brasileira (AMB) está procurando convencer os cubanos a se habilitarem a trabalhar legalmente fora do programa do Governo em empregos a serem garantidos pela entidade;

Esta semana, um repórter do jornal 'O Globo' hospedou-se no Hotel Excelsior, em São Paulo, onde estão 550 médicos de Cuba preparando-se para ingressar no Mais Médicos. Eles têm aulas pela manhã e à tarde e ainda ficam até tarde para que possam começar a trabalhar o quanto antes. Há um 'xerife' chamado Rosilder Prometa que dá as ordens e vigia todos os passos dos médicos cubanos. Esse cidadão controla horários de saída e volta dos médicos e até cronometra o tempo de conversas telefônicas deles, com ajuda de outros cubanos e até de seguranças do hotel. Ele teve inclusive acesso à ficha que o repórter preencheu com a conivência dos funcionários do Hotel Excelsior. Ao ver o novo 'hóspede' fazendo muitas perguntas, Prometa fez uma ameaça: “Você está mexendo com coisa perigosa". Isso é um absurdo. O hotel é uma empresa privada e isso configura crime que tem a obrigação de ser devidamente apurado;

Para demonstrar o quanto o Governo da presidente Dilma está enrolado, o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, candidato do PT ao Governo de São Paulo, não deu bola para a reportagem, praticamente a desmentindo. Enquanto isso, alguns parlamentares estão se movimentando para criar uma comissão interna para apurar o tratamento que está sendo dado aos cubanos. Para demonstrar a indignação que deve ser a reação racional quanto a esse trabalho escravo dos cubanos, "o Globo' publicou, com o título "Ditadura", a seguinte opinião: "Sabia-se que os médicos cubanos participantes do programa Mais médicos, do governo federal, estão submetidos a um contrato esdrúxulo, pelo qual ficam com apenas 30% da remuneração paga pelo governo brasileiro. Agora saber-se que o governo da família Castro decidiu mantê-los em condições análogas às que viviam na ilha caribenha: isolados e sob permanente vigilância. Na prática, o Brasil permitiu que Cuba implantasse uma sucursal da ditadura na cidade de São Paulo”.