Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

30 de janeiro de 2016

Triplex de Guarujá e sítio de Atibaia continuam na mídia

Apesar de a defesa do ex-presidente Lula afirmar que ele e sua família compraram apenas uma cota da Bancoop, e não o tríplex, como vem sendo divulgado na mídia, termos de adesão ao condomínio Soláris, na praia de Guarujá assinados por outros compradores mostram que o número de cada apartamento constava nos registros iniciais de venda. Isso significa que quando assinou o documento, a esposa de Lula, Marisa Letícia, sabia que unidade estava comprando. A defesa do ex-presidente tem sustentado que a família não teria adquirido um apartamento, e sim uma cota que equivaleria a uma unidade apenas após o fim das obras. Mas, de acordo com os documentos, quem aderia ao empreendimento já sabia qual apartamento a que teria direito;
Por causa disso, o Ministério Público de São Paulo colheu depoimentos de diversas pessoas que testemunharam as visitas do ex-presidente Lula e de sua família ao tríplex 164-A, para fiscalizar o andamento das obras conduzidas pela construtora OAS. O grupo é suspeito de pagar pelas despesas da reforma, que foi realizada apenas no imóvel de Lula. Outro argumento usado pela defesa de Lula é que, no segundo semestre do ano passado, o casal teria optado pela devolução do dinheiro investido no condomínio. Ainda assim, documentos mostram que o prazo oficial para optar pela desistência da compra era 8 de novembro de 2009, 30 dias após a formalização da transferência do empreendimento da Bancoop para a OAS;
E as novidades não param. Hoje surge a notícia informando que a OAS pagou até mesmo eletrodomésticos da cozinha do tríplex do Guarujá. Segundo investigadores, a empresa adquiriu geladeira; forno de micro-ondas; tampo de pia de resina americana; e forno elétrico, totalizando R$ 74 mil. A cozinha e o quarto teriam custado à empreiteira R$ 380 mil. Há documentos revelando que a OAS também financiou outros itens do apartamento comprados no mercado de luxo: escada caracol; escada que dá acesso à cobertura; porcelanato para as salas de estar, jantar, TV e dormitório; rodapé em porcelanato; dedck para piscina, num total de R$ 93 mil. O elevador instalado que oferece a possibilidade de ser personalizado, com acabamento conforme a escolha do cliente, e custou R$ 62 mil. Tudo isso, mais e R$ 600 mil, para um imóvel que hoje está sob investigação da Operação Lava-Jato e do Ministério Público de São Paulo por suspeita de ter sido usado para pagamento de propina;
E tem mais novidade. A ex-primeira dama Marisa Letícia, chamada por muitos de 'a muda'', pode falar pouco, mas é bastante ativa. Apareceu uma nota fiscal de 2014 no nome dela registrando a compra de uma lancha de alumínio que ela mandou entregar num sítio na cidade paulista de Atibaia, que é frequentado constantemente pelos familiares de Lula, e que os investigadores acham que também pertence ao casal, que nega, mas que tem, 'por coincidência', dois sócio do filho Fábio Luiz (Lulinha), o "Ronaldinho dos negócios", um deles filho de Jacó Bittar, um dos fundadores do PT e grande amigo do ex-presidente. Tudo parece indicar a existência de um enorme 'laranjal'.

29 de janeiro de 2016

Alguém gasta R$ 800 mil num imóvel que não seja seu?

Paira no ar uma grande dúvida. O quê leva uma família a gastar mais de R$ 800 mil na reforma de um apartamento e em seguida desistir de morar nele? O empreiteiro que realizou a obra disse a mesma foi espécie de construção de um novo apartamento. É o que ocorreu com o luxuoso apartamento triplex que o ex-presidente Lula adquiriu no Edifício Soláris, na praia paulista de Guarujá. Diversas testemunhas confirmaram que Lula esteve muitas vezes no local acompanhando os serviços e que sua mulher, Marisa Letícia ia todos os dias como que supervisionando os trabalhos, inclusive dando palpites no projeto. Como se sabe, depois que um jornal divulgou o fato, Lula e sua mulher saíram às pressas do imóvel. Tudo isso envolvia negócios com a Bancoop, então presidida pelo famoso João Vaccari Neto, preso pela Operação Lava-Jato, na condição de tesoureiro do PT como responsável pelo recolhimento de valores provenientes de propinas desviadas da Petrobras;

Com a divulgação pela mídia da informação sobre a convocação do casal para esclarecimentos sobre uma possível ocultação de patrimônio, logo apareceu a tropa de choque do Governo dando explicações pouco convincentes, bem como o Instituto Lula sobre todas essas transações. Aliás, por quê o próprio Lula não se explica, só falando quando é para atacar ou para se declarar como a pessoa mais honesta mundo? Sem que ninguém perguntasse nada, até a presidente Dilma saiu em defesa de seu 'presidente-adjunto', contestando decisão do Poder Judiciário, algo que não é de sua competência. Ninguém é mais proprietário do imóvel, embora tenham os dois o declarado ao Imposto de Renda;

O lado bom nisso tudo é que a partir da determinação do juiz Sérgio Moro e sua equipe de promotores o povo está passando a acreditar na Justiça e que as leis existem para serem acatadas, acabando de vez com aquela ideia de que somente pobres são processados e punidos. De nada adiantará o corporativismo dos 'companheiros' de Lula. Estamos vendo a elite sendo investigada, com muitos dela sendo condenados e presos, passando a crer que A justiça não faz mais distinções, prevalecendo o princípio constituional de que todos são iguais perante a lei.

28 de janeiro de 2016

Viva José Dirceu! Ele é agora o 'viajante do povo brasileiro'

Uma das muitas formas que os marqueteiros do PT mais difundiram para convencer o eleitorado a entregar o poder aos petistas era dizer que iriam acabar com a pobreza. Foi aí que José Dirceu, um 'heroi do povo brasileiro' não teve medo de arriscar sua vida fazendo mais de 100 viagens em jatinhos particulares, que de vez em quando provocam acidentes até com mortes por falta de fiscalização adequada. Não se pode também deixar de dar destaque ao altruísmo do empresário Júlio Camargo disponibilizando suas aeronaves para a nobre missão de José Dirceu. Aí aparece um promotor dizendo que as viagens do ex-ministro da Casa Civil do então presidente Lula que a mordomia aérea eram parte do pagamento de propina. Pelo menos foi o que declarou o advogado de Zé Dirceu. Uma tremenda injustiça e ingratidão a esse benemérito;

E tem mais. Não há dúvida de que a declaração do advogado é uma clara confissão de culpa. Aliás, esse advogado é mesmo de defesa? Os responsáveis pelas aeronaves de Júlio Camargo disseram que as 113 viagens do petista são as que foram anotadas em planilhas de controle, mas não representando a totalidade delas, algumas realizadas por causa da urgência de José Dirceu em receber mais propinas. Um novo título pode ser dado ao petista: 'viajante do povo brasileiro'. Esse dinheiro somado ao recebidos pelo pagamento das milionárias 'consultorias' fazem dele um cidadão que tem muito interesse em sair da cadeia - algo que a Justiça tem sempre lhe nagado - pois quer sair pelo mundo gastando o dinheiro fruto de seu altruísmo em defesa do povo brasileiro.

26 de janeiro de 2016

Um aviso a Lula: Quem não deve não teme

"Quem não deve não teme" é um velho ditado que nunca sai de moda, mas o ex-presidente Lula parece desconhecê-lo pela forma como reagiu contra o promotor Cassio Conserino, do Ministério Público (MP) de São Paulo que diz ter provas para processá-lo e a sua mulher Marisa Letícia por ocultação de bens, no caso o luxuoso apartamento numa tríplice cobertura na praia de Guarujá, em São Paulo. Seria coerente que Lula se mantivesse coerente com os princípios que o PT apregoa de que no seu governo prevalece a transparência acima de qualquer coisa. Em vez de entrar com representação no MP de São Paulo, ele deveria colaborar com as investigações tendo até chance de provar sua inocência, se for o caso;

O que se comprova é que Lula tem muito medo das investigações em torno dela e de vários membros de sua família. Não se justifica, então, que ele se utilize de artifícios e faça ataques a integrantes do Judiciário, desafiando a Justiça diante de Uma plateia de seus seguidores. Seria mais coerente que Lula esclarecesse o país sobre possíveis desvios de conduta, principalmente pela liderança política de que é possuidor. O ex-presidente tem que entender que não está acima do bem e do mal. Basta acionar seus advogados para defendê-lo. Não precisa se auto-proclamar como a pessoa mais honesta do mundo nem demonstrar ódio e raiva a quem discorde de suas ideias;

Que fique bem claro: o promotor Cassio Conserino tem o direito e o dever de fazer o seu trabalho, que é de interesse público. E para Lula, vai aqui uma lembrança: "Quem não deve não teme". Deixamos no ar, entretanto, uma dúvida: se o ex-presidente não tem direito a foro privilegiado, por quê até agora a Justiça o trata como testemunha? Esse é um mistério que precisa ser esclarecido.

25 de janeiro de 2016

O que não falta é novidade vinda do pessoal do PT

O advogado criminalista que defende José Dirceu disse que o petista vai apresentar ao juiz Sergio Moro sua versão sobre as acusações de que recebeu dinheiro sujo de empreiteiros da Lava-Jato. O Ministério Público (MP) suspeita que Dirceu atuava em um dos núcleos do esquema de corrupção na Petrobras para arrecadar propina de empreiteiras por meio de contratos simulados de consultoria para a empresa dele;

Investigações apontam que o petista recebeu R$ 11 milhões e 800 mil em dinheiro sujo, tendo lavado parte dos recursos em serviços fictícios de consultoria e também na compra e reforma de imóveis para familiares. O esquema do ex-braço direito de Lula na Casa Civil, movimentou cerca de R$ 64 milhões em lavagem de dinheiro. O MP calcula que houve 129 atos de corrupção ativa e 31 atos de corrupção passiva entre 2004 e 2011, além de 684 atos de lavagem de dinheiro entre 2005 e 2014.

Dilma garante que também é honesta igual a Lula

"Não  tenho na minha vida, ao longo do tempo no PDT ou no PT, nenhuma acusação de uso indevido de dinheiro público. Não tenho dinheiro no exterior, tenho uma vida absolutamente ilibada e honro meus companheiros, porque sei que meus companheiros sempre combateram mau uso de dinheiro público, da corrupção, e fomos sempre nós que defendemos a democracia", afirmou a presidente Dilma na última sexta-feira. Mas, ninguém deu gargalhada. Afinal, a plateia era toda de simpatizantes presentes a uma reunião da Executiva Nacional do PDT, onde foi recebida com gritos de "Guerreira do povo brasileiro!" e "Não vai ter golpe!";

Empolgada, Dilma fez referência ao impeachment do ex-presidente Getúlio Vargas fazendo analogia daquele episódio que levou Vargas ao suicídio como sendo um prenúncio o que está acontecendo hoje com ela, aproveitando para voltar a atacar a oposição que quer vê-la fora do Governo: "Não há nenhuma base para o impeachment, e eles sabem disso, mas não ligam para isso. Não gostam de ser chamados de golpistas. Mas são". Mais uma vez a plateia delira demonstrando apoio à presidente;

Na véspera, a presidente havia declarado que gostaria de manter diálogo com a oposição, mas no dia seguinte partiu mais uma vez para o ataque. Reagindo, o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) afirmou: "Assim é óbvio que não dá! Golpista é quem aplicou o conto do vigário nos brasileiros para se eleger. É golpista também quem deu cobertura política à atuação dos que praticaram graves atentados contra as instituições republicanas reveladas pela Lava-Jato". Já alguns gozadores de plantão perguntam, no caso da comparação com Getúlio Vargas, se haverá suicídio em 24 de agosto ou se isso acontecerá antes.

23 de janeiro de 2016

Crise na Saúde: RJ desperdiça milhões com material cirúrgico

Apesar de o Estado do Rio de Janeiro enfrentar uma crise financeira sem precedentes na história, afetando de maneira bem acentuada o setor da Saúde, a péssima administração do governador Luiz Fernando Pezão se dá ao luxo de desconhecer a existência de 7.510 próteses importadas, com algumas vasculares e ortoépicas com data de validade vencida, quando hospitais deixam de realizar procedimentos por falta daqueles materiais. A pedido da 8ª Promotoria de Tutela Coletiva e Cidadania da capital, o Ministério Público (MP) realizou uma operação na Central Geral de Abastecimento da Secretaria de Saúde e o órgão, que fica no bairro de Barreto, em Niterói, foi interditado pela Polícia Civil  Para agravar mais ainda o fato, além do material deteriorado foram encontradas caixas de remédio no chão, além de muitos produtos molhados;

Convém esclarecer que uma prótese de quadril custa entre R$ 10 mil e R$ 15 mil. Por falta desse material, muitas vezes o paciente acaba sendo encaminhado para outro hospital, prolongando seu sofrimento. Pior ainda é com relação ao material para cirurgias cardiovasculares. O material encontrado pelo MP tem que ser descartado. Um stent coronariano convencional, por exemplo, custa cerca de R$ 3 mil, enquanto o farmacológico, que libera substâncias que impedem a obstrução dos vasos sanguíneos, custam por volta de R$ 8 mil. O uso desses equipamentos com prazo de validade vencido pode causar a morte do paciente. O prejuízo do Estado, com esse descaso, deve ser superior a R$ 2 milhões. Parece até o Estado do Rio está nadando em dinheiro.

Autoridades prometem ajuda a Mariana e caem na gargalhada

Aconteceu na última quinta-feira uma reunião entre o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, o procurador-geral do Espírito Santo, Rodrigo Rabelo, e o presidente da Samarco, Roberto de Carvalho, para elaboração de um acordo com a mineradora com vistas à execução de um plano de recuperação da área atingida pelo desastre de Mariana. O plano é previsto para ser executado no início do mês que vem. Dessa reunião saiu um esboço prevendo 38 ações (19 na área socioambiental, com dragagem de rejeitos, reflorestamento e recuperação da fauna, e 19 na área socioeconômica, levando-se em conta a situação de milhares de moradores afetados de vários modos), que serão levadas a efeito por uma fundação;

Tudo isso saindo do papel poderá servir para que a população que foi afetada possa retornar à normalidade de suas vidas. Mas um detalhe que chamou a atenção e causou alguma revolta foi a foto que ilustra a matéria publicada na página 6 da edição de ontem de 'O Globo', com as três autoridades às gargalhadas. Estão rindo de quê, excelências? Afinal, a tragédia provocou comprovadamente 19 mortes e ainda tem gente desaparecida. Será que eles acham engraçado o fato de que além de destruir um distrito inteiro de Mariana e poluído Rio Doce e até o mar próximo a Bahia? Isso é um desrespeito ao povo que sofre enquanto eles riem! Mas é quase certo que esses indivíduos estejam rindo por causa dos valores que serão repassados à Samarco, podendo 'pingar' alguma coisa nas contas bancárias deles e também pelos empregos que a tal fundação poderá proporcionar para seus parentes e amigos.

22 de janeiro de 2016

A canonização de Santo Inácio de Loylula, o único honesto

Tem leitor que escreve para a seção de cartas de jornais e dá verdadeiro show ao fazer uma crítica. É o caso de Armando Cunha de Almeida, de Niterói/RJ, que mandou essa na edição de hoje de 'O Globo':

"O Papa vai canonizar novo santo brasileiro: o Santo Inácio de Loyolula. Lula era pobre, mas se fez milionário em oito anos; mudou a vida do seu filho da água para o vinho; com seus discípulos companheiros fez o milagre de arruinar a Petrobras; com sua bênção conseguiu que Dilma fosse eleita presidente duas vezes; com ela, ressuscitou a inflação e pôs a perder todo o progresso alavancado pela estabilidade do Plano Real; e realizou o milagre da multiplicação dos escândalos, que empurrou o Brasil   para uma grande crise".

Já a leitora Lúcia Stela de Moura Gonçalves, do Rio, deu sua opinião sobre a declaração de Lula dizendo ser a pessoas mai honesta do Brasil:

"Sugiro ao sr. Lula comprar um Dicionário da Língua Brasileira e ler o significado de algumas palavras: honestidade, corrupção, enriquecimento, ilícito, roubo, saúde, cidadão, propina, educação etc., usadas erradamente em suas desastrosas declarações, mas tão coerentes com a ´Pátria Educadora', mais uma invenção lulista e deturpação de nossa língua".

21 de janeiro de 2016

Será que não há crise? Caixa dá dinheiro a clubes de futebol

O dólar se aproxima de R$ 4,20. Com o preço do barril de petróleo caindo para menos de US$ 30,00, o preço da gasolina é reduzido pelo mundo afora, mas no Brasil o combustível só aumenta. Para comprar um coco gelado numa praia do Rio de Janeiro são necessários cerca de dois dólares. Com um dólar dá para comprar quatro sacolés. E por aí vai. É assim o dia a dia no Brasil. Enquanto isso, o brasileiro assisti o ex-presidente Lula se proclamando como a pessoa mais honesta do Brasil; a presidente Dilma nada faz para enxugar a máquina administrativa e só cuida de fazer acordos para garantir maioria que impeça seu impeachment e muito menos faz algo para reduzir ministérios e cargos em comissão. E o assunto que a presidente mais focaliza é aumento de impostos e até a volta da CPMF totalmente amaldiçoada por todo mundo;

Então, não dá para entender a tal da 'agenda positiva' de Dilma para ficar em com o povo diante da crise econômica pela qual o Brasil está sofrendo, com pacientes morrendo à espera de atendimento em hospitais públicos, com a Petrobras em vias de falência, com os governos estaduais sem dinheiro para pagar o funcionalismo e a empreiteiros e fornecedores. É, de fato, estarrecedor que num momento como esse a Caixa Econômica Federal (CEF) saia distribuindo dinheiro para patrocinar clubes de futebol e a presidente faça festa para anunciar a criação de uma tal Agência Reguladora Profut, que certamente servirá para arranjar emprego para 'companheiros' que ainda não tenham uma 'boquinha' às custa do dinheiro do contribuinte. Essa é a tal da 'agenda positiva';

E o povo o que faz? Vai para a rua protestar violentamente contra um aumento de R$ 0,30 no preço das passagens de ônibus, nada fazendo para exigir do Governo mais seriedade, pois, afinal, toda essa generosa distribuição de dinheiro sai do seu bolso, porque é proveniente de impostos. Vê-se, portanto, que os políticos continuam debochando do povo. A esperança continua sendo que o povo dê sua resposta nas eleições municipais de outubro, dando o primeiro 'soco' no adversário, levando-o a 'nocaute nas eleições de 2018.

20 de janeiro de 2016

Lula se declara como a pessoa mais honesta do país

Parece brincadeira, mas isso foi dito em alto e bom som: “Não existe uma alma viva mais honesta do que eu no Brasil”. Pode crer. Quem fez essa afirmativa foi o ex-presidente Lula na manhã desta quarta-feira dando início oficialmente às suas atividades previstas para o ano de 2016. O evento foi um bate-papo com diversos blogueiros, e foi transmitido ao vivo no site do Instituto Lula, com sede em São Paulo. Além de fazer a transmissão do evento em vídeo, o perfil oficial do Instituto Lula também divulgou os principais trechos da conversa no Twitter, postando as falas do ex-presidente;
No bate-papo, Lula afirmou que ele, a presidente Dilma e o PT são os responsáveis para que exista, hoje, no Brasil, todas as condições para que nenhum escândalo seja jogado para debaixo do tapete repetindo aquela velha história de que o governo petista é que permite que os órgãos ligados ao Ministério da Justiça que as denúncias sejam apuradas. Pouco antes das 10h da manhã, a hashtag #LulaFala estava nos trending topics do Twitter. Alguns dos usuários da rede social usavam a tag para mandar mensagens de apoio ao ex-presidente. Alguns outros mandavam mensagens com teor provocativo e perguntas irônicas sobre o envolvimento de Lula em casos de corrupção da Operação Lava-Jato.

19 de janeiro de 2016

Até quando o povo vai tolerar tanta roubalheira?

Pode parecer piada, mas não é. Em 2001 o famoso marqueteiro Duda Mendonça criou para o PT a campanha intitulada 'Xô, corrupção!' onde apareciam uns ratos roendo a Bandeira Brasileira e concluía com a frase 'Ou a gente acaba com eles ou eles acabam com o Brasil'. Hoje, ficamos sabendo quem eram 'eles'. Estão aí os condenados e presos no julgamento do 'Mensalão do PT' e os 'petroleiros' condenados e também presos por causa da Operação Lava-Jato. Os petistas queriam que os eleitores entendessem que 'eles' seriam os integrantes do governo ao qual queriam chegar, como conseguiram. Chegando ao poder com a faca e o queijo na mão, esconderam a faca e partiram para cima do queijo, ou seja, o dinheiro público. Estão há 14 anos somente roendo o queijo;

A maioria do povo brasileiro torce pelo afastamento dessa poderosa quadrilha que se apossou do poder. Há a possibilidade do impeachment da presidente Dilma por causa das evidentes quebras da responsabilidade fiscal ou de crimes eleitorais, algo que estranhamente se arrasta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Mas, a hipótese de vermos o vice Michel Temer substituí-la causa arrepios, uma vez que ele está envolvido com a Operação Lava-Jato. Pior ainda seria a linha sucessória nos presenteando com o comando do país nas mãos do deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, ou Renan Calheiros, presidente do Senado, conhecidos 'fichas-sujas' e integrantes do time de 'ratos' a que se referia a campanha idealizada por Duda Mendonça;

Uma nova eleição - não é um 'terceiro turno', como alegam os petistas - também poderia agravar a situação do país, a partir da falta de opções ideais para assumir a Presidência da República. Teríamos que torcer pelo eleição do menos pior. O que não dá mais é ficarmos assistindo os 'ratos' se fartando do 'queijo' que a cada dia está com mais furos.  Enquanto isso, assistimos casos tristes como o do menino de 12 anos que morreu por que a FAB não teve um avião para transportar um coração para ser transplantado e salvar a sua vida, quando sabemos que existem aeronaves do Governo até para servir ao ex-presidente Lula em suas idas e vindas a Brasília para dar ordens a Dilma e seus ministros. Seja, então, o que Deus quiser.

18 de janeiro de 2016

Pezão imita Dilma e aumenta o IPVA

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. anda às voltas com uma das piores crises financeiras dos últimos tempos, especialmente na área da Saúde e no pagamento dos funcionários estaduais, e como é apoiador do Governo Federal, acha que a solução de seus problemas está no aumento de impostos, ou seja, administram mal os recursos e procuram tirar do bolso do povo ainda mais dinheiro, já corroído pela alta inflação conseguida pela equipe econômica da presidente Dilma. O mandatário fluminense agora resolveu castigar os proprietários de veículos na cobrança do IPVA (Imposto sobre a Propriedade e Veículo Automotor);

Como se sabe, independentemente do estado em que se encontre, um carro se desvaloriza de um ano para o outro em pelo menos 20%. Até mesmo o carro 0 km quando sai da agência já não tem o mesmo valor pago minutos antes. Pois a Secretaria de Fazenda do ilustre governador simplesmente compensou essa desvalorização reajustando a tabela do IPVA em pouco mais de 30%. O Rio de Janeiro é um estado que está sendo bastante castigado nos últimos anos, culpa do eleitorado que elegeu nos últimos anos, por exemplo, dirigentes do tipo família Garotinho, Sérgio Cabral e Pezão. É muita falta de sorte (ou burrice dos eleitores);

Da mesma forma como acontece no Governo Federal, não se fala em redução da máquina administrativa, como extinção de secretarias e cargos em comissão. Igual ao Congresso Nacional, as mordomias dos deputados estaduais continuam em vigor e algumas são até majoradas. No Poder Judiciário acontece a mesma coisa. Castigue-se, então, os cidadãos de um modo geral e até os 'velhinhos' aposentados. Os funcionários estaduais também dão a sua 'colaboração' com a mudança do calendário de pagamento de salários para que as despesas do governo possam ser pagas, geralmente com bastante atraso. Mas fica aqui um alerta aos governantes: a resposta a tudo isso pode começar a aparecer já nas eleições municipais de outubro. Podem esperar.

16 de janeiro de 2016

Dilma destina quase 1 bilhão de reais para o Fundo Partidário

As eleições deste ano servirão como teste para as eleições gerais de 2018. Um dos maiores problemas dos partidos está na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu as doações de pessoas jurídicas aos partidos políticos ou a candidatos para campanhas eleitorais. Existe uma aberração no Brasil (mais uma) que é o tal do Fundo Partidário, ou seja, um financiamento de campanha com dinheiro público. Os políticos ligados ao Governo apelaram e a presidente Dilma Rousseff resolveu dar uma ajuda aos seus companheiros. Ao encaminhar a proposta de Orçamento da União para este ano, ela destinou uma dotação de mais de R$ 311 milhões para o Fundo Partidário, mas com o apelo dos seus apoiadores ela autorizou o relator da Comissão Mista de Orçamento a alterar o valor para R$ 819 milhões, ou seja, uma 'pequena' majoração de 163%. Esse dinheiro servirá para contratar marqueteiros e produzir programas para os horários de TV e rádio;

Mas a presidente não quer deixar sua base aliada sem recursos para a campanha deste ano. Ela destinou nada menos que R$ 9 bilhões para emendas parlamentares, que agora são impositivas, para que os parlamentares possam fazer média com seus candidatos a prefeito e vereador (ou para eles mesmos, se concorrerem a prefeito). Na realidade, por trás disso tudo está a compra de apoio para tentar evitar o impeachment dela. Mas, o pior está na fato de que um eleitor que não seja obrigado a votar ou um cidadão que nem eleitor seja pagam do seu bolso essa orgia de gastos com dinheiro público, uma vez que todos pagam impostos;

Essa é mais uma demonstração de que aqueles que estão poder só enxergam a passibilidade de ali permanecerem. O Governo Federal desconhece o sentido da palavra prioridade. Mesmo sem dinheiro para Saúde, Educação, Transportes e Segurança, destina quase 1 bilhão de reais para o famigerado Fundo Partidário. Cuidam de destinar recursos se manterem os cargos e, se possível, poderem participar de esquemas que lhes garantam algum retorno em forma de propina. O que veremos mais uma vez é propagando enganosa, como aconteceu na campanha de 2014, quando a presidente Dilma prometeu que não aumentaria impostos e ainda insiste no retorno da CPMF - algo que será muito difícil de o Congresso apoiar -, metendo mais uma vez a mão no bolso dos contribuintes, que precisam reagir já nas eleições de outubro deste ano, não elegendo nem reelegendo candidatos ligados a esse verdadeiros sugadores de recursos públicos.

14 de janeiro de 2016

Ministro quer que mulheres tenham Zika para economizar vacina

Parece que há uma competição para se saber qual o membro do governo da presidente Dilma fala mais besteira. É difícil ganhar da chefe do Executivo, líder inconteste desse 'campeonato'. O ministro da Saúde, Marcelo Castro, no entanto, jogou pesado. Ele declarou nesta quarta-feira: "Vamos torcer para que as mulheres peguem Zika antes da idade fértil, para ficarem imunes, o que faria com que a vacina não fosse necessária". A gafe foi cometida em meio a discussões, ao longo da semana, sobre a possibilidade e o tempo necessário para uma vacina contra a doença. "Não vamos dar vacina para 200 milhões de brasileiros. Vamos dar para as pessoas em período fértil. E vamos torcer para que antes de entrar no período fértil que elas peguem a Zika, para ficarem imunizadas pelo próprio mosquito. Aí não precisa da vacina", disse o ministro;
Num raro momento de lucidez, o ministro Marcelo Castro disse ainda que tem "esperança" de que será possível cumprir a meta de visitar 100% dos imóveis do país até o fim de janeiro, que seria feita por agentes de endemias e do Exército, para inspecionar e eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti. "Hoje, mais de dois terços dos criadouros estão dentro das residências. Precisamos mobilizar a sociedade porque, sem ela, não vamos ter êxito", ressaltou o ministro, informando que outra ação prevista é instalar telas em caixas de água e canos no Nordeste. "O armazenamento dessas águas estava sendo um excelente criadouro do mosquito", finalizou

13 de janeiro de 2016

Cerveró e Fernando Baiano 'atiram' e tonteiam Lula, Dilma & Cia.

Dois delatores estão deixando muitos políticos sem dormir. O famoso Nestor Cerveró e o também conhecido Fernando Baiano apontaram sua metralhadoras em várias direções com sérias denúncias atingindo a presidente Dilma, os ex-presidentes Lula, Fernando Henrique e Fernando Collor, e mais o vice-presidente da República Michel Temer, o presidente do Senado Renan Calheiros e o presidente da Câmara Eduardo Cunha. É óbvio que todos desmentem afirmando que não é verdade nada do que os delatores estão falando. Nestor Cerveró afirma que sua nomeação para titular da BR Distribuidora foi feita pelo próprio Lula como retribuição a um empréstimo feito pelo PT no Banco Schahin para pagar despesas da campanha de Lula. Por 'coincidência', o Banco Schahin foi contratado pela Petrobras. Fernando Baiano confirma tudo isso, acrescentando que tudo foi negociado com José Carlos Bumlai, o amigo íntimo de Lula;

Num outro disparo da 'metralhadora' de Cerveró, este afirma que ouviu de Fernando Collor, na Casa da Dinda, que a presidente Dilma havia colocado o comando da BR Distribuidora à sua disposição. Como não poderia deixar de acontecer, Collor afirma que nunca esteve com Cerveró. Quanto a Renan Calheiros, ele informou que esteve por três vezes com o presidente do Senado conversando sobre a propina de dinheiro desviado da Petrobras. Pela forma como desmente, Renan Calheiros é capaz de dizer que se encontrar Cerveró na rua não sabe de quem se trata (só se ele estiver de óculos escuros);

Em meio a esse turbilhão de acusações, os blogueiros à serviço do Governo, remunerados ou fanáticos, se preocupam em afirmar que FHC também teria recebido propina. Ele usa a mesma tática de Lula de dizer que não sabia de nada, como fez por ocasião da descoberta do 'Mensalão do PT'. Mas nada disso diminui e fato de que o assalto que os governos do PT fizeram à Petrobras causaram tanto estrago, que uma ação da estatal está valendo menos que um coco gelado nas praias do Rio de Janeiro.

12 de janeiro de 2016

Notícia ruim todos os dias é o que não falta para o povo

Coisa fácil é prever o que o Governo vai fazer (ou deixar de fazer) quando está com problemas principalmente em suas finanças. Elevar os juros é sempre o primeiro passo. Como sempre, fala-se novamente na volta da CPMF. Reduzir as despesas da administração? Nem pensar. Diminuir o número de ministérios e de cargos em comissão é algo que não passa na cabeça da presidente Dilma e seus auxiliares mais próximos. Ninguém é capaz de convencer o Governo a concluir obras que foram iniciadas e que pararam por falta de dinheiro. Tudo isso acontece enquanto o povo assiste os programas de entrevistas nas TVs nos quais o tema dominante é sempre qual o rumo que o Brasil está tomando para sair da crise em que se encontra. Houve quem comparasse o país com uma locomotiva dirigida por uma 'maquinista' que perdeu o controle do trem que desce desgovernado de ladeira abaixo caminhando, para um desastre de grandes proporções. E seus auxiliares também não sabem o que fazer;

No meio desse turbilhão de notícias ruins eis que surge um alento. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) renunciou aos seus proventos de senador passando a receber sua aposentadoria da Universidade de Brasília. Ele também é o 'recordista' de gastos de sua cota parlamentar. No ano passado ele pediu reembolso de R$ 11.400,00. Em contrapartida, a senadora Grazziotin (PCdoB-AM). Pena que o exemplo do senador não seja amplamente divulgado para servir de exemplo e que os congressistas ficassem envergonhados e o imitassem. Mas aí é querer demais. Afinal, são políticos brasileiros e esse sentimento é coisa rara entre eles.

11 de janeiro de 2016

Os governos do PT culpam os outros por seus erros de gestão

Todos já devem conhecer o costume que os petistas utilizam para justificar seus erros de gestão. Nos dois mandatos de Lula, tudo que acontecia de errado era por conta da 'herança maldita' deixada por FHC. Se não fosse culpa de Fernando Henrique, ia recuando até chegar em Pedro Álvares Cabral. Agora, no segundo mandato de Dilma Rousseff, até Lula é responsabilizado pelos erros cometidos por ela. Na sua proposta de reforma da Previdência, ela se refere aos atuais aposentados como sendo um grupo privilegiado sustentados pelos funcionários ativos. Isso é uma grande mentira! Os aposentados 'privilegiados' contribuem mensalmente com 11% de seus benefícios como se em exercício estivessem, apesar de haverem contribuído durante pelos menos 35 anos para o Rioprevidência, exatamente para se aposentar;

Essa ideia de continuar cobrando os 11% aos aposentados surgiu no governo de FHC, Lula comandou o PT no Congresso para rejeitar a proposta, o que aconteceu. No entanto, chegando ao poder o líder petista fez o contrário. Liderou a aprovação da 'herança maldita' de FHC e hoje os aposentados são mensalmente descontados em 11%. No caso dos servidores públicos do Rio de Janeiro, quem se aposentou não recebeu FGTS. Já houve quem ironizasse dizendo que o desconto depois de aposentado seria para garantir um lugar no além. Deve ser isso. Há muitos anos que se ouve falar em má gestão e rombos no instituto e o que hoje ocorre era mais do que previsto. Não há e nem nunca houve transparência nas finanças do instituto. 

8 de janeiro de 2016

Pode isso? Os 'companheiros' estão contra o Governo

Os blogueiros chapa-branca, os fiscais de blogueiros 'golpistas' e os puxa-sacos fanáticos e/ou 'juramentados' vão pirar dessa vez. A presidente Dilma Rousseff anunciou que vai propor a reforma da Previdência do jeito como o ex-presidente Lula, o PT e as centrais sindicais, o MST e movimentos sociais não concordam. Há ameaças até de convocação de manifestações de rua contra o Governo, pois não concordam que se mexa nos atuais direitos dos trabalhadores, sejam quais forem;

Para tontear mais ainda os companheiros, foi divulgada uma notícia informando que dois homens fortes do Governos estão sendo investigados por envolvimento em recebimento de dinheiro de propina que teria sido utilizado na campanha da reeleição de Dilma, Jaques Wagner (Casa Civil) e Edinho Silva (Comunicação Social). O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, está preocupado em que a Polícia Federal (PF) investigue o possível vazamento dessa informação. Quanto ao fato em si, não está nem aí. Convém matar o mensageiro que trouxe a má notícia.

7 de janeiro de 2016

Petistas não querem que as TVs falem sobre as crises

Às vezes nos sentimos obrigados a admitir as insinuações de que o Governo e o PT mantêm pessoas nas redes sociais não só para defendê-los como para fazer propaganda indireta da administração federal. Hoje mesmo vimos uns fanáticos compartilhando uma postagem da deputada Jandira Feghali com um vídeo com cenas de noticiários de algumas TVs destacando as crises que estão ocorrendo, isso em tom de crítica. Queriam que se falasse de que, caras pálidas? Não há crise nenhuma? Não inflação? As contas de luz tiveram seus valores diminuídos? O preço do combustível caiu e o custo dos fretes também?;

A corrupção acabou, principalmente a que vem sendo praticada e aperfeiçoada pelo PT, que sempre alega fazer o que já era feito no tempo de FHC? Não tem mais nenhum membro da cúpula do PT indiciado pela Operação Lava-Jato, nem político ligado aos partidos da base aliada para ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF)? Se está tudo uma maravilha e o governo nem pensa mais no retorno da CPMF, as TVs têm que falar só de coisas belas nos noticiários;

Algo que chama a atenção nessas demonstrações de fanatismo é o tempo que têm para ficar on-line nas redes sociais, alguns deles que dizem ter intensa atividade na vida diária. Há quem diga ser professor em várias faculdades e ainda fazem questão de divulgar sua extensa lista de diplomas e graduações. Não são aposentados com disponibilidade de tempo. Parecem formar uma rede que tem um comando central e que quase simultaneamente fazem esse tipo de compartilhamento;

Tudo isso faz parte de um objetivo do PT que é a permanência no poder. Para se ter uma ideia do que são capazes, o ex-presidente Lula está gostando da ideia da presidente Dilma de se desfiliar do PT e retornar ao PDT para ele se torne oposição e surja como solução para salvar o país. Como seu nome e até de alguns familiares andam envolvidos em investigações, algum petista poderá ser exposto para a mídia, como é d caso do ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, fazendo um espécie de 'mea culpa' dos erros cometidos pela presidente Dilma no primeiro ano de seu segundo mandato. Mas a maré não anda sendo favorável ao PT, Jaques Wagner acaba de ter seu nome citado por um delator da Operação Lava-Jato. Portanto, muita coisa ainda vai acontecer até o carnaval passar.

6 de janeiro de 2016

Pezão municipaliza hospitais, mas aumenta verba de propaganda

Continuamos a ver diariamente notícias que nos deixam sem entender o que está realmente acontecendo, ou então confirmando que os administradores públicos a cada dia debocham mais um pouco do povo. O Brasil inteiro sabe da crise que atinge o setor da Saúde no Estado do Rio de Janeiro, muito especialmente na capital do estado. Por incrível que possa parecer, o governador Pezão acaba de entregar ao Município do Rio de Janeiro dois hospitais da rede estadual para serem administrados pelo prefeito Eduardo Paes. São eles o Albert Schweitzer, em Realengo, e o Rocha Faria, em Campo Grande, bairros da Zona Oeste da capital. Em 2015, os dois custaram aos cofres do Estado pouco mais de R$ 500 milhões. Pezão ainda pensa em repassar para a prefeitura carioca as UPAs localizadas na região, mas ainda não conseguiu atingir seu intento. Dá para se imaginar como ficará a população que já sofre com adiamento de consultas e até de cirurgias. Há acasos de morte em frente aos postos de saúde por falta de atendimento. Vai morrer mais gente;

Parece, no entanto, que o governador Pezão está mais interessado é em aparecer, É que mesmo o estado vivendo uma se suas piores crises financeiras, ele alterou para quase quatro vezes mais a previsão no Orçamento de 2016 da verba destinada a propaganda. No ano passado, a previsão era R$ 14 milhões. Para este ano, Pezão quer gastar nada menos que R$ 53 milhões. Dá para se imaginar que o governador está pouco se importando com a saúde pública, pois é certo que ele certamente vai estourar a previsão orçamentária, chegando a quase R$ 60 milhões com publicidade. A chamada publicidade institucional deveria ser proibida. O dinheiro do povo não deveria ser utilizado para o presidente da República, governadores e prefeitos mostrarem que fizeram o que tinham que fazer. A maior propaganda é a obra ou serviço usufruídos pelo povo, que se encarregaria de divulgar as ações do governo. Fora disso, tudo não passa de descaso e deboche.

5 de janeiro de 2016

Eduardo Paes, não venha nos falar em legados da Olimpíada

A crise no sistema de saúde pública do Estado do Rio e em especial da cidade do Rio de Janeiro tem causado revolta não só em quem tenha sido diretamente vítima de mau atendimento ou de alguma parente ou amigo. O cidadão que utilize ou não a rede hospitalar pública está irritado com o descaso do poder público. Mas o que tem causado mais aborrecimento são as entrevistas do prefeito Eduardo Paes enaltecendo as obras para os Jogos Olímpicos 2016, com cerca de 95% já concluídas. Então, chegam a pedir o cancelamento da Olimpíada. Isso é totalmente impossível. Em mais de 100 anos isso nunca aconteceu. Há bilhões de dólares investidos no evento por diversos países, envolvendo gastos que vão desde direitos de transmissão por TV a pacotes de viagem Dá para se imaginar o números de ações judiciais que um cancelamento provocaria. E que o prefeito Eduardo Paes não venha falar em legados. O povo não esqueceu dos 'legados' deixados pelos Jogo Panamericanos, Copa das Confederações e Copa do Mundo;

Quem tem que dar maiores explicações ao povo é o ex-presidente Lula que usou toda a sua influência para que tais eventos fossem explorados eleitoreiramente. O poderio econômico do Brasil seria um bom argumento para o eleitorado manter o PT no poder. Muito pouca coisa dos equipamentos utilizados do Pan foram aproveitados para a Olimpíada. Na Copa do Mundo, Felipão e sua Seleção estragaram a festa, agora sabemos que muitos 'companheiros' ficaram ricos com a construção de arenas até no meio do mato e em pântanos. Pelos critérios da Fifa, as Copas devem em princípio ter seis sedes recebendo jogos de grupos diferentes como medida de economia (até para eles roubarem alguma coisa), podendo em alguns casos chegar a oito locais. Pois bem. Lula tanto fez que a Copa no Brasil teve 12 sedes. Agora, não se sabe o que fazer com alguns 'elefantes brancos', vários deles já se deteriorando. Ai está mais uma prova de que o Brasil e a verdadeira 'Casa da Mãe Joana'.

3 de janeiro de 2016

Mais sugestões para fugir da crise, além das 14 do PT

Um grupo de petistas, entre eles o 'economista' Sibá Machado, encaminhou à presidente Dilma um pacote com 14 sugestões de medidas econômicas a serem executadas pelo Governo em busca da recuperação principalmente da imagem do partido junto ao eleitorado, que está bastante deteriorada depois dos escândalos mostrados pela Operação Lava-Jato. Duas das sugestões chamariam a atenção se não fossem tão óbvias por representarem o pensamento curto dos governistas: aumentar e criar impostos, além de tentar reativar a famigerada CPMF, e pedir dinheiro emprestado à China. Qualquer pessoa razoavelmente inteligente sabe que com aumento da carga tributária, a maior do mundo, a indústria e o comércio vão sofrer as consequências com perda de lucratividade, provocando grande onda de desemprego. Muitas empresas certamente vão fechar ou se transferir para outros países, até para o Paraguai. Ou, então, os chineses compram todas e passam a dominar o mercado;

Houve quem fizesse uma interessante sugestão par aumentar a lista com as 14 sugestões. A primeira deles seria a instituição de um imposto sobre mentiras e promessas não cumpridas em campanha eleitoral. Outra sugestão pegaria Lula. Seria um imposto sobre palestras de ex-presidentes pagas por empreiteiras com contratos com o Governo e muito mais as que tenham desviado dinheiro da Petrobras. Há também uma sugestão para se taxar incompetência administrativa, algo que deixaria a presidente Dilma e o governador Pezão com saldo negativo em suas contas bancárias. Outro imposto deixaria os cofres do PT e do PMDB vazios. Seria a taxação sobre o fisiologismo e do aparelhamento político de cargos por 'companheiros' sem nenhuma qualidade para exercer um cargo público. Outra grande fonte de renda para os cofres públicos seria um imposto quem fizer 'pedaladas fiscais', e, finalmente, para políticos que em meio a tudo isso fingem não estar vendo nada, pensando na próxima eleição.

2 de janeiro de 2016

Os grandes desejos do Brasil e dos brasileiros para 2016

Quais seriam os principais desejos do Brasil e dos brasileiros em geral para 2016? Tem gente que pessoalmente quer uma enorme quantidade de coisas não conseguidas em 2015 ou em anos anteriores, cada um pensado em si ou nos seus parentes e amigos. Mas há que se pensar em desejos que beneficiem os cidadãos e o país com um todo. Por pior que ela esteja no momento, desejamos que a presidente Dilma consiga se livrar dos políticos que a apoiam. Esse apoio só existe se receberem alguma vantagem em troca, de preferência com cargos que rendam dinheiro para si, parentes e amigos. Outro desejo da maioria do povo é, sem dúvida, que a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público (MP) continuem agindo, mesmo com seus superiores querendo sempre 'livrar a cara' de governistas;

Com certeza, a grande maioria da população deseja que o juiz Sérgio Moro continue à frente da Operação Lava-Jato levando adiante os processos que tem em mãos, principalmente os relativos a políticos que se beneficiaram de propinas de dinheiro desviado da Petrobras, e que também possa levar adiante outros processos que certamente vão surgir. É também desejo dos brasileiros para 2016 ver o Poder Judiciário eliminando suas mordomias, deixe de legislar em causa própria, e que pensem mais no país;

Mas o maior deseja dos brasileiros certamente é que políticos honestos 'invadam' os poderes e comecem a trabalhar em favor do povo que os elegeu. Há um forte desejo de se ver governadores e prefeitos fazendo menos politicagem e que aprendam a administrar de modo mais eficiente o dinheiro público, proporcionando à população Saúde e Educação adequados. Por fim, que os administradores públicos deixem de usar a teoria de que a solução de todos os problemas está sempre no aumento ou na criação de novos impostos, e até no retorno de um que é totalmente rejeitado pela população. a famigerada CPMF;

Este ano, em outubro, teremos eleições municipais. Certamente o povo em sua maioria conhece quem quer ser ou continuar sendo prefeito ou vereador. O bom é que não aceitem as 'mercadorias' que é vendida pelos marqueteiros. A partir da boa escolha deste ano, é certo que em 2018 também o povo possa ver quem merece exercer um cargo público. Comecemos a banir da vida pública que tem que se recolher à privada (com duplo sentido mesmo).

1 de janeiro de 2016

Quem promete e não cumpre não deve ser reeleito

  • Se houve alguma coisa que revoltou a população em 2015, a principal ficou por conta da presidente Dilma, que fez tudo ao contrário do que prometera na campanha eleitoral pela reeleição em 2014. Esse tipo de comportamento não é exclusividade dela. A quase totalidade dos políticos faz isso. Chega de sermos enganados;
  • Então, meu amigo, em outubro você pode começar a mandar para casa o vereador e o prefeito que lhe enganaram, não votando neles e até fazendo campanha contra a reeleição dessa gente. Se algum candidato fizer alguma promessa de algo novo que você ache do interesse da comunidade, tente conseguir dele uma declaração por escrito, vá a um cartório e faça o registro para processá-lo em caso de não cumprimento da promessa. Faça também uma gravação da declaração dele, que pode ser utilizada na campanha seguinte.