Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

3 de junho de 2012

Julgamento do Mensalão e Fernando Haddad tonteiam Lula e o PT

Os alvos do PT e de Lula estão definidos
  • A existência de um documento preparado por dirigentes petistas destinada a servir de guia para as ações dos seus integrantes na CPMI do Cachoeira foi publicada na revista 'Veja' desta semana. Trata-se de uma lista de pessoas a serem atacadas durante os trabalhos da comissão. Entre os alvos estão Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), e Roberto Gurgel, procurador-geral da República. Além desses dois, outros alvos do guia de ação são os parlamentares da oposição, a imprensa, além de membros do Poder Judiciário que, de alguma forma, contribuíram ou ainda podem contribuir para que o Mensalão do PT seja julgado. a matéria da 'Veja' destaca que o documento focaliza de modo especial o ministro Gilmar Mendes, por haver revelado que o ex-presidente Lula teria  tentado chantageá-lo para adiar o julgamento do Mensalão;
  • Esse tipo de ação demonstra que o PT está apreensivo com o julgamento dos 38 indiciados pela existência do Mensalão, denunciada em 2005 pelo então deputado Roberto Jefferson (PTB). Conforme o resultado que chegue o STF, os respingos nos quadros petistas poderia trazer resultados que afetariam as candidaturas do partido em 2014, talvez mesmo a partir das eleições municipais deste ano, principalmente para a Prefeitura de São Paulo, onde Fernando Haddad, imposto por Lula ao PT, em detrimento da senadora Marta Suplicy, que já havia lançado seu nome como candiata do partido. Sem o fantasmo do julgamento do Mensalão do PT, Lula entrou de cabeça na campnha de Haddad, que vem patinando em 3% nas pesquisas de intenção de voto, enquanto que José Serra, candidato tucano, não sai da faixa de 30%, índice dez vezes maior do que a percentual do candidato de Lula, faltando menos de quatro meses para as eleições;
  • Isso tudo está fazendo Lula ssair do sério, tomando atitudes erradas e fazendo declarações até certo ponto agressivas numa tentativa de Mudar o quadro na disputa pela prefeitura paulistana. A tentativa de convencer um ministro do Supremo e trabalhar pelo adiamento do julgamento do Mensalão do PT e a chantagem feita a Gilmar Mendes são provas do destempero de Lula. Numa entrevista da TV chegou a demonstrar arrogância ao afirmar que não vai deixar um tucano voltar à Presidência da República, e, no caso de São Paulo, chegou a afirmar que o candidato dio PSDB, José Serra, estaria ultrapassado paraa assumir a prefeitura da capital paulista. Tudo isso demonstra que Lula parece estar prevendo uma longa batalha para vencer nas próximas duas eleições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário