Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

25 de abril de 2009

A farra dos três poderes

Crise? Onde? Para os três poderes da República Federativa do Brasil, crise é mesmo uma "marolinha", como disse há meses o presidente Lula. Um levantamento aponta um crescimento bastante elevado nos gastos com passagens aéreas no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2008. Como era de se esperar, Câmara e Senado juntos tiveram um aumento de 56,8% nos gastos com viagens aéreas; o Poder Executivo teve aumento de 42,2; e o Judiciário, um aumento de 37,1%. O próprio Tribunal de Contas da União (TCU), que fiscaliza isso tudo, também aumentou seus gastos aéreos este ano em 82,9%;

Para onde essa gente tanto viaja? Tudo bem, pois nada sai do bolso dos passageiros dos três Poderes, mas sim dos contribuintes, que pagam impostos sobre tudo que compram, por serviços que contratam e ainda pelos descontos para o Imposto de Renda. Há viagens que são certamente necessárias, mas é certo que muitas delas talvez fossem dispensáveis, se maior controle existisse nos gastos públicos;

No Poder Executivo chama a atenção o aumento verificado nos gastos com passagens aéreas feitos no trimestre pelo Ministério do Meio Ambiente. No primeiro trimestre de 2008, foram gastos pouco mais de 5 milhões; este ano, no mesmo período, as viagens custaram mais de 562 milhões, ou seja, um aumento de 840,6%. Espera-se que até o final do ano esse deslocamentos nos proporcionem, por exemplo, o melhor respirável do mundo;

Talvez a justificativa seja tanto a Copa do Mundo de 2014 como a candidatura do Rio de Janeiro às Olimpíadas de 2016, mas a realidade é que o Ministério dos Esportes, ainda comparando-se 2008 com 2009, aumentou em 368,6% seus gastos com passagens aéreas. Se não for isso, será muito gasto apenas para o ministro Orlando Silva (aquele da tapioca com cartão corporativo) viajar para assistir jogos pelo Brasil a fora;

Será muito bom que esse excesso de viagens por parte de integrantes dos três Poderes sejam bem justificados, porque se houver casos como o de passagens de deputado falecido repassada agência de viagem e posteriormente revendida, há a ainda algo a ser esclarecido quanto às viagens já divulgadas de 261 deputados e seus parentes, pois elas são informadas apenas pela TAM, sabendo-se que alguns dos nossos ilustres representantes e seus parentes também andaram viajando para Roma, Lisboa, Zurique e Dubai em empresas que ainda nada informaram;

Convém ressaltar - e nunca esquecer também - que toda essa farra dos três Poderes é feita às custas do contribuinte, que também é eleitor e precisa tomar uma posição para acabar de uma vez por todas com esse abusos.

2 comentários:

  1. cara, hoje a política do brasil não tem mais jeito...

    ResponderExcluir
  2. ses absurdos que acontecem aqui no Brasil precisam acabar mesmo, a população precisa ser mais ativa e tentar fazer alguma forma de pressão sobre nossos políticos, pois todos veem esse tipo de notíca nos telejornais ou na imprensa escrita mas ninguem se manifesta, ninguem mostra sua indignação contra esses fatos, contra a corrupção, ninguem vai as ruas dizer que não concorda, cobrar mudanças, como diz uma frazer meio besta: Se ninguem fizer nada, nada será feito. E esse descaso com o dinheiro público vai continuar...

    Um abraço!

    http://daniel.a.s.zip.net

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário