Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

8 de dezembro de 2011

Governos petistas são os que mais 'privatizam' órgãos públicos

Todos se lembram da utilização das privatizações realizadas no governo de FHC como arma para abater os candidatos do PSDB que concorreram contra Lula e Dilma. Um dos principais argumentos dos então candidatos do PT era que as privatizações voltariam a acontecer caso os tucanos retornassem ao poder e a principal ameaça que apregoavam era que uma das maiores estatais do mundo seria entregue nas mãos do capital estrangeiro, a Petrobras. As mensagens da propaganda eleitoral obrigatória no rádio e na TV divulgada pelos petistas eram feitas com conotação de autêntico terror. De pouco adiantaram os desmentidos dos candidatos do PSDB, pois principalmente as camadas mais humildes da população foram convencidas de que a ameaça era verdadeira. Os petistas e demais partidos aliados apregoavam que as futuras privatizações tirariam do comando do Governo órgãos e estatais estratégicas à segurança e ao desenvolvimento do Brasil;

Pois bem. Num verdadeiro estelionato eleitoral, que se observa é que sob o comando petista algumas privatizações - algumas delas disfarçadas - estão sendo levadas a efeito pelo governo petista. A privatização de três grandes aeroportos internacionais do País - Guarulhos e Viracopos, em São Paulo, e o de Brasília - já foram anunciadas. Se o governo fosse tucano, certamente que o PT poria os 'caras-pintadas' nas ruas para protestar. Além da privatização, há a notícia informando que o Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou esta semana o modelo de concessão (que não deixa de ser privatização) dos três aeroportos, segundo o qual o Governo fará investimentos de cerca de R$ 16 bilhões entre os 20 e 30 anos da concessão. Até a Copa de 2014, os investimentos serão de R$ 2 bilhões e 800 mil;

Mas a maior privatização patrocinada pelo Governo não é essa. Com a divulgação dos 'malfeitos' de ministros - já tem mais dois na 'fila' -, observa-se que desde o governo de Lula está acontecendo outra 'privatização'. Os ministros flagrados em 'malfeitos' e que caíram deixaram nos rastro a comprovação de que os órgãos que dirigiam e as ONGs vinculadas aos seus partidos eram os maiores beneficiários dos desvios de dinheiro público, ou seja, os recursos oriundos dos impostos pagos pelos contribuintes estavam - e muitos ainda estão - sendo usufruídos por pessoas físicas ou jurídicas privadas. Esse tipo de 'privatização' aplicada desde o governo Lula precisa ser estancado o quando antes. Ou Dilma Rousseff faz autêntica reforma ministerial e nomeia um ministério para chamar de seu, ou, então, ela vai arcar com as consequências de sua omissão, colocando em alto risco sua candidatura é reeleição em 2014 ou a eleição de Lula, se o papel dela estiver sendo o de 'esquentar cadeira' para seu criador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário