Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

31 de março de 2017

O assunto polêmico do momento é a soltura de Adriana Ancelmo

Um dos assuntos que mais se discute hoje em especial nas redes sociais é a prisão domiciliar de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral. Trata-se de um benefício amparado por lei, e o juiz Marcelo Bretas agiu corretamente, embora ele devesse aproveitar a ocasião para liderar uma campanha junto aos demais magistrados para que façam a mesma coisa com detentas sem o mesmo poder aquisitivo de Adriana. Mas o fato traz motivos para ser questionado, porque configura privilégio e discriminação. Convém lembrar que filhos dela sempre foram acompanhados pela governanta, que cuidava de tudo. Só agora ela percebeu que eles sentem falta dela? Nas constantes viagens dela para o exterior, quando as crianças eram bem mais novas, eles nem se lembravam da mãe? Enquanto gastava milhões de reais de dinheiro público comprando joias e roupas de altíssimos valores, ela certamente achava que nunca iria para trás das grades, acreditando na impunidade que sempre existiu no Brasil, mas que a Operação Lava-Jato está mudando as ações sobre o assunto e pondo na cadeia muitos figurões políticos;

O que se reclama com veemência e que não receba o mesmo tratamento uma mãe que tenha roubado um pão ou uma banana para alimentar um filho com fome. Ela não pode sequer seu filho, que acaba sendo encaminhado para um abrigo e ser cadastrado para adoção. Outro argumento dos que protestam é que somente no Brasil uma detenta seja solta para ficar com filho menor de 12 anos, mesmo tendo roubado dinheiro público, prejudicando milhares de famílias. Depois da revogação da soltura pedida pelo Ministério Público (MP), uma desembargadora com laços de amizade com Sérgio Cabral concede uma liminar diretamente de Paris, determinando que a ex-primeira-dama fique em casa sem contato com o mundo exterior. É muita ingenuidade ou crença numa idiotice coletiva que acredite no cumprimento de tal norma. Por fim, uma indagação: se um dos filhos tem 11 anos, quando ele completar 12 Adriana Ancelmo volta para o xadrez?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário