Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

1 de abril de 2017

Não dá para esconder, mas o Rio de Janeiro está vivendo uma guerra civil

Está bastante difícil a vida para os cariocas. Nos últimos dias, parece que aumentaram os casos de violência tanto contra a população como até mesmo contra os bandidos. Os assaltos à mão armada, muitas vezes como o frio assassinato gratuito da vítima, ou o simples roubo de um celular velho são muitas vezes acompanhados da ação de policiais executando os bandidos. Já passou a hora de as autoridades tomarem rigorosas medidas para colocar um freio nesta situação. Está por demais evidente que a população está vivendo dias de terror, com medo de sair às ruas. O cidadão está ficando atrás das grades ao invés dos bandidos, o que se comprova com tantas instalações de segurança, como cercas e muros com dispositivos de choque elétrico. Já a bandidagem está solta e quando algum marginal é preso filigranas jurídicas são aplicadas e em poucos dias voltam às ruas para continuidade de seu “trabalho”;

No que se refere aos policiais, não é tolerável que continuem sendo assassinados muna média de um por dia, como vem acontecendo. Ele sai de casa e não sabe se volta vivo, ou num caixão. Não podem nem residir perto de comunidades dominadas por traficantes, porque se for identificado passará a fazer parte das estatísticas de policiais mortos. É inadmissível que uma estudante/atleta seja baleada em plena aula de Educação Física com quatro tiros, alguns nas costas, durante um confronto entre bandidos e policiais, estes certamente com armas menos potentes que as dos marginais. Da mesma forma, não podem policiais despreparados sair executando bandidos friamente, aplicando aquele célebre ditado dizendo que “bandido bom é bandido morto”, inventando autos de resistência para justificar o que também não passa de assassinato. As cenas de um policial executando um bandido mostrada na TV não podem ser toleradas. Ainda mais quando o policial protagonista tem um histórico de 37 participações em tais eventos. Não está nada correto e está passando a hora de acabar esse autêntica guerra civil que está sendo vivida pelos cariocas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário