Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

22 de agosto de 2011

Continua em alta a 'farra' com dinheiro público

O deputado federal José Vieira (PR-MA) repassou R$ 560 mil da verba de custeio de atividade parlamentar a uma empresa-fantasma. Isso é o que consta de reportagem publicada no site da 'Folha de São Paulo'. A matéria relata que durante dois anos, José Vieira, que tem avião próprio, simulou despesas com afretamento de aeronaves para seus deslocamentos no Maranhão. Diz ainda a reportagem que os pagamentos foram feitos à Discovery Transporte e Logística, uma suposta empresa de táxi aéreo, que só existe no papel. Impressionante é que a Discovery não possui avião, nem sede, nem funcionários. O endereço que consta como sede da empresa na Receita Federal é uma residência em um conjunto habitacional simples, em São José do Ribamar, na região metropolitana de São Luís;

A "empresa" de táxi aéreo foi registrada em nome de um piloto que prestava serviços ao deputado em Bacabal, cidade maranhense da qual ele já foi prefeito. Espantoso é que mesmo depois da morte do piloto, no início do ano, os pagamentos à empresa continuaram. Ao ser informado de que a Discovery não tem avião, nem sede, o chefe de gabinete do deputado, Ivo Icó, mostrou surpresa. "Como é que não tem avião, se o deputado voa nela? É lógico que existe. O deputado vai voar numa empresa fantasma?". Ele anotou as perguntas do jornal e prometeu que o deputado entraria em contato, o que não aconteceu;

O Maranhão continua na crista da onda de notícias não muito 'republicanas'. Agora vem outro site de notícias com outra informação envolvendo outro José Ribamar, que não é a cidade de José Vieira, mas sim o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que usou um helicóptero da Polícia Militar daquele Estado para passear em sua ilha particular duas vezes neste ano. A aeronave foi adquirida no ano passado para combater o crime e socorrer emergências médicas. Foi paga com recursos do governo estadual e do Ministério da Justiça e custou R$ 16,5 milhões. A informação também está no site da 'Folha de São Paulo', acrescentando que numa das viagens até a ilha de Curupu, onde tem uma casa, o José Sarney foi acompanhado de um empresário que tem contratos milionários no Maranhão, que é governado por sua filha Roseana, também do PMDB;

Para complicar mais o fato, a matéria da 'Folha' relata que no fim do passeio, o desembarque das bagagens de Sarney atrasou o atendimento de um homem com traumatismo craniano e clavícula quebrada que fora socorrido pela PM e chegara em outro helicóptero antes de Sarney. Um cinegrafista amador registrou imagens que mostram Sarney e seus amigos desembarcando no heliponto da Polícia Militar em São Luís em dois domingos, 26 de junho e 10 de julho. Em nota de sua assessoria, o senador disse que tem "direito a transporte de representação em todo o território nacional" e afirmou ter viajado no helicóptero a convite da "governadora do Estado";

É bom lembrar que políticos que usam bens públicos em "obra ou serviço particular" podem ser punidos com a perda da função e suspensão de direitos políticos, conforme a Lei de Improbidade Administrativa. Uma lei estadual do Maranhão, de 1993, proíbe "a utilização de veículos oficiais em caráter pessoal", mas não deixa claro se a restrição pode ser aplicada aos helicópteros da polícia. A reportagem também informa que os primeiros a desembarcar foram o empresário Henry Duailibe Filho e sua mulher, Cláudia. Primo do marido de Roseana, Jorge Murad, Duailibe é dono de uma construtora e de concessionárias de automóveis que têm contratos de pelo menos R$ 70 milhões com o Estado;

Vê-se claramente que a farra com dinheiro público continua em alta. Coincidência ou não, os dois casos acima dizem respeito a integrantes tanto da base aliada (PMDB) ou da base 'quase aliada' (PR). Os casos nada republicanos que se repetem agora quase que diariamente estão pelo menos servindo para mobilizar boa parte da sociedade, que está se utilizando para isso das redes sociais na internet. Uma manifestação contra a corrupção praticadas pelos políticos está sendo marcada para acontecer no dia 20 de setembro, na Cinelândia, Rio de Janeiro, e as adesões estão espantando positivamente os organizadores. Esse foi o caminho utilizado para derrubar históricas ditaduras no mundo. Por aqui, a intenção é derrubar ditaduras exercidas por políticos corruptos. Está na hora de dar um basta nessa rede de corrupção!

Um comentário:

  1. O município de Colombo, região metropolitana de Curitiba, recebe, durante o próximo sábado, das 8h30 às 17h, um curso de formação política do movimento “O Sul é Meu País”. O encontro acontece na rua Orlando Ceccon, no bairro São João. O movimento prega a criação de uma federação independente contanto apenas com os estados sulistas: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

    Segundo o presidente da entidade, Celso Duecher, o movimento não é apenas separatista. “O que queremos é criar uma federação na qual os estados do Sul sejam independentes, não com o poder centralizado em Brasília. Um passo final seria a separação, mas o mais importante é fazer um debate político para que ajude no desenvolvimento da região, é isso que queremos”, destacou em entrevista à Banda B, na tarde desta segunda-feira (22).


    http://www.patria-sulista.org. Já para se inscrever no evento, basta entrar em contato no email gesul@live.com

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário