Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

26 de agosto de 2010

UPPs são válidas, mas Cabral crê em Papai Noel

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, candidato do PMDB à reeleição disse nesta quinta-feira, durante sabatina Folha/UOL que "é residual" a migração de criminosos para outras comunidades na capital fluminense, na região metropolitana e no interior após a instalação de Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs). Ele afirmou existe "marketing de quinta categoria" sobre o assunto nas eleições estaduais. É sabido que a Baixada Fluminense, por exemplo, está com vários bairros de Duque de Caxias, São João de Meriti e Nilópolis invadidos por traficantes, mas Sergio Cabral tem a coragem de afirmar: "A grande maioria do tráfico larga a arma e fica". Ele chegou a afirmar que, se renovar seu mandato, vai pacificar até o fim dele as quase mil comunidades carentes detectadas em todo o Estado;

Os traficantes largam as armas e ficam nas favelas? Para um governador experiente, ex-deputado estadual e ex-senador, com alto índice de aprovação de sua administração é líder em todas as pesquisas que o apontam como possível vitorioso já no primeiro turno, Sérgio Cabral querendo passar à população a ideia de que ela deve acreditar em Papai Noel, Saci Pererê, mula-sem-cabeça, duendes etc. Em diversos pontos da própria Capital e de municípios da Baixada os moradores observam um crescimento de bandidos próximos às suas residências, fato anteriormente inexistente, tudo depois que as UPPs começaram a ser implantadas nas favelas, estas sim beneficiadas com a pacificação local;

Na realidade, a implantação de mais UPPs deve ser implementada, pois os resultados das atuais têm ser reconhecidos. Elas estão comprovando seus resultados. As favelas estão realmente sendo pacificadas. Porém, o tráfico de drogas não está sendo reduzido em seu total, pois os líderes desse "comércio" nem os viciados podem conviver com uma drástica redução da "mercadoria" que uns vendem e outros, compram. Não bastam somente as UPPs. Há necessidade de que o Governo Federal tome atitude enérgica de combate à entrada das drogas no Brasil, em especial ao longo de suas extensas fronteiras com países "produtores", mesmo que eles sejam governados por "companheiros" bolivarianos.

Um comentário:

  1. Passei toda a minha infância escutando que era impossível acabar com o tráfico nas favelas, em função da topografia do Rio, repleta de morros... Que a Polícia não conseguia subir os morros, mesmo sabendo onde os bandidos estavam, etc.. Pois bem, o impossível aconteceu, e sem violência! As UPP’s são a maior conquista da história da segurança pública do Estado!

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário