Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

2 de agosto de 2010

Tem muito 'aloprado' em ação!

Em ano de eleições como 2010, incluindo eleições para Presidente da República, diversas práticas se repetem e outras são até aperfeiçoadas. De uns tempos para cá, vem acontecendo a repetição do surgimento de dossiês obtidos por meios ilegais buscando prejudicar as candidaturas de alguns e, por conseguinte, beneficiar os candidatos ligados aos que providenciam tais documentos que poderiam ser ou não verdadeiros. Já faz parte da literatura e folclore eleitoral o famoso dossiê às vésperas das eleições de 2006contra o então candidato ao Governo de São Paulo, José Serra, do mesmo partido de Geraldo Alckmin, adversário direto de Lula em sua tentativa (vitoriosa) de reeleição;

Ficou famosa a justificativa de Lula em relação aos membros do PT que queriam beneficiar o candidato de seu partido ao Governo paulista, Aloisio Marcadante, Para o presidente da República tudo não passou de uma ação isolada de petistas "aloprados". Outros dossiês também foram lançados na mídia por mais "aloprados" do PT, até mesmo por parte da então ministra da Casa Civil e candidata de Lula à sua sucessão, Dilma Rousseff, que saiu com outra justificativa para o fato ilegal: não era um dossiê mas sim um banco de dados;

Agora, outra vez vêm ao conhecimento público mais dois dossiês elaborados por outros grupos de "aloprados" petistas. Um, procurando atingir um alto dirigente do PSDB, partido do mais forte adversário da candidata do PT, e outro, num autêntico "fogo amigo", atingindo a filha do ministro da Fazenda, Guido Mantega, numa manobra visando interesses entre os próprios petistas na luta pelo comando do Previ, fundo de pensão do Banco do Brasil, o maior do País e que gere cerca de R$ 140 bilhões por ano. Talvez a razão desse dossiê esteja muito bem explicada no Blog O Mascate;

De qualquer forma, parece que há uma infinidade de "aloprados" nas hostes governistas, capazes de qualquer recurso que possa servir para beneficiá-los, tanto do aspecto eleitoral e na busca de se manterem no Poder, como para se conseguir alguma vantagem não bem esclarecida para quem esteja na condição de gerir tantos bilhões de reais ou estar ao lado desses, Deus sabe la´por qual razão. Pelo bem do País é que não é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário