Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

24 de junho de 2009

Lula critica a imprensa outra vez

Lula voltou a criticar a imprensa e defendeu José Sarney mais uma vez. Ele afirmou que "o denuncismo pode levar a sociedade a desacreditar de tudo". Em seguida, mais uma bela declaração: "Não se pode criar um processo que paralise o Legislativo, por conta do que acontece há 40, 50 anos";

Outra declaração "espetacular" foi em defesa de Sarney: "Minha solidariedade é porque Sarney já foi presidente, tem responsabilidade, tem passado que lhe garante muitas coisas";

Aquilo que Lula chama de "predileção pela desgraça" não pode ser esquecido. Eis aí o que a imprensa "maldita", segundo Lula, andou divulgando nos últimos dias:
  • Agaciel Maia, ex-diretor-geral do Senado, nomeado por José Sarney (outro defendido com veemência pelo presidente Lula), no seu primeiro mandato de Presidente da Casa e mantido pelos demais sucessores - e por Sarney em mais dois mandatos -, omite em seu patrimônio a propriedade de uma mansão avaliada em R$ 5 milhões, além de firmar vários contratos e assinar a maioria dos famosos "atos secretos";
  • Pagamento de horas extras a 3.383 servidores do Senado, em janeiro, num total de mais de R$ 6 milhões, em pleno recesso da Casa;
  • Além de cobrar propina para favorecer empresas interessadas em contratos com o Senado, o ex-diretor de Recursos Humanos, João Carlos Zoghbi, usava uma ex-babá de mais de 80 anos de idade como laranja, recebendo mais de R$ 2 milhões do Banco Cruzeiro do Sul;
  • Os diretores do Senado burlavam a lei antinepotismo contratando parentes através de empresas terceirizadas, dos quais somente sete foram até agora demitidos;
  • A existência de 181 diretores para os mais variados tipos de atividade, com fartas gratificações, com o anúncio de extinção de 50 deles, sem redução de salários, o que quase não aconteceu até agora;
  • A conta do celular do Senado utilizado pelo senador Tião Viana (PT-AC) de quase R$ 15 mil, que foi emprestado por ele à sua filha para uma viagem de férias no México; a conta foi paga depois da divulgação e o senador petista não foi punido;
  • Senadores e deputados andaram levando parentes e assessores em viagens nacionais e internacionais, sem justificativa, por conta das cotas de passagens áreas, cuja utilização foi regulamentada depois da divulgação pela imprensa;
  • Pagamento de R$ 3.800 durante cerca de um ano ao senador José Sarney - diferente dos seres humanos, segundo Lula -, a título de auxílio-moradia, tendo Sarney casa própria em Brasília;
  • Por fim, os tais "atos secretos" usados para nomeação de parentes e amigos e ainda criar cargos, aumentar salários e pagar despesas não comuns;
O interessante é que para Lula, basta que quem andou cometendo erros peça desculpas à sociedade, que os erros sejam corrigidos e que tudo fica resolvido. Não há o que se estranhar nas declarações do presidente da República, tendo em vista que outros fatos escandalosos já foram por ele minimizados, ou então, deles não tomou conhecimento, aplicando a sua consagrada teoria do "não sei de nada".

5 comentários:

  1. Eu gosto do Lula, acredito que ele esteja fazendo um bom mandato, mas as suas declarações são no mínimo confusas. Eu acredito que nenhum política presta e isso tem que ser combatido, mas ainda não vi nenhuma luz para essa situação. O bom seria uma reformulação geral.

    ResponderExcluir
  2. Marcelo Malta

    Os fins não justificam os meios. Na verdade Lula não está fazendo nada de novo. Apenas dá continuidade a ações iniciadas em governos anteriores.

    A reformulação geral só depende de nós. Vamos trocar os governantes pelo voto. Nada de votar em candidatos apoiados por Lula

    ResponderExcluir
  3. Concordo com Laguardia.Como nossa única arma para acabar com esta podridão é o voto, não apoiar nem votar em candidatos do Lula, porque seria dar continuidade e este infeliz estado de coisas.

    ResponderExcluir
  4. As declarações de Lula tentam amenizar o bombardeio de denúncias ao senado no momento em que as lentes estão todas voltadas para Sarney. É inútil agora que o fogo já se alastrou morro acima.

    ResponderExcluir
  5. Lula precisa de Sarney para impedir a CPI da Petrobras.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário