Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

16 de setembro de 2011

Senador Sarney é quem decide indicação de deputados?

Gastão parece agradecer o 'patrocínio' de Sarney
Quer dizer, então, que o Ministério do Turismo 'pertence' ao PMDB? E tem que ser ocupado por um deputado federal do partido? E, mais ainda, tem que ser um parlamentar do Maranhão? Não deveria ser alguém que entendendo do assunto fosse escolhido pela presidente Dilma Rousseff? E tem mais uma indagação. Se é para ser um deputado federal do PMDB e do Maranhão, o indicado tem que ser aprovado pelo presidente do Senado, José Sarney, pois o ministro afastado, Pedro Novais, também era da 'bancada' de Sarney? Se a cota é do PMDB e o cargo era para ser preenchido por um deputado da bancada, é um integrante de outra Casa Legislativa quem decide? Nessa, os deputados federais peemedebistas ficaram de cócoras para o 'homem diferente' de Lula;
Sarney é quem 'nomeia'?
Mas não é só a bancada do PMDB na Câmara dos Deputados que saem mal nessa história. A presidente Dilma demonstra mais uma vez que 'não está com essa bola toda'. Em outros tempos, ministros eram pessoas de confiança do presidente da República. Podiam ser técnico nos assuntos de suas pastas, como também podiam ser políticos, desde que tivessem alguma afinidade com o ministério, além de indicar como principal auxiliar alguém que dominasse a matéria;

Agora, por causa da tal 'governabilidade' inventada por Lula, os ministérios foram transformados em feudos. No caso de Dilma é situação é pior ainda, pois teve que aceitar ministros indicados pelo seu criador, muitos deles não possuindo currículo mas sim 'folha corrida', daí os escândalos que agora surgem, com a presidente sendo forçada pela imprensa a fazer 'faxina', deixando Lula com a imagem de ter deixado para ela uma tremenda 'herança maldita';

Nunca antes na história deste país (com licença do 'autor' da frase) um presidente da República teve que trocar tantos ministros, a maioria por corrupção e malversação do dinheiro público, como agora, isso com menos de 9 meses de governo. Para complicar mais, a 'imprensa golpista' não está dando trégua, havendo até 'bolão' apostando em qual será o próximo ministro a ser afastado, com ou sem 'faxina', com cerca de meia dúzia 'disputando' a prioridade na bolsa de apostas. O fatiamento do Governo está evidenciado na existência de cerca de 40 ministérios para acomodar os interesse da 'base aliada'. Aguardemos, pois, o que vai ser noticiado neste fim de semana. Tem ministro que não está dormindo direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário