Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

21 de setembro de 2011

Lula diz: 'Quem desvia dinheiro tem que ter casco duro'



"Político tem que ter casco duro. Se o político tremer cada vez que alguém disser uma coisa errada sobre ele e não enfrentar a briga para dizer que está certo, acaba saindo mesmo", disse o ex-presidente Lula, durante cerimônia da Universidade Federal da Bahia, onde recebeu o título de doutor honoris causa. Lula afirmou que político não pode 'tremer' quando for acusado de fazer "coisa errada". A declaração dele se referia aos ex-ministros Alfredo Nascimento, dos Transportes; Wagner Rossi, da Agricultura; e Pedro Novais, do Turismo. Para Lula, eles pediram exoneração porque não resistiram à pressão de suspeitas de envolvimento em casos de corrupção. Lula não mencionou o petista Antonio Palocci, que saiu da Casa Civil em junho.

Não dá para acreditar que isso foi dito por um ex-presidente da República. Ainda mais se sabendo que os ministros que pediram exoneração foram flagrados cometendo 'malfeitos' como disse a presidente Dilma Rousseff, quando, depois de anunciar uma 'faxina' contra a corrupção ao exonerar o então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, indicado pelo PR, e mais cerca de 40 outros envolvidos em falcatruas praticadas no Dnit, também do mesmo partido, freou a 'faxina' quando os outros ministros, pertencentes ao PT e ao PMDB, maior aliado do Governo foram pegos com a 'mão na botija' desviando verbas públicas;

Não há como aceitar-se a declaração de Lula, um verdadeiro aval para os 'malfeitos' praticados por ministros por ele indicados e aceitos e nomeados pela presidente Dilma. Na nossa interpretação, Lula comprova que deixou realmente uma 'herança maldita' para sua sucessora. Agora, nas declarações feitas por ela na Assembleia da ONU, ficou na maioria uma curiosidade sobre como ela vai agir, pois sabe-se que outros 'malfeitos' estão para ser divulgados. Todo fim de semana, as revistas 'Época', 'Veja' e 'Isto é' estão trazendo novidades;

Antes das revistas, já surgiram casos com o novo ministro do Turismo, quando a imprensa divulgou que um genro de Gastão Rossi, o assessor técnico André Bello de Sá Rosas Costa, foi nomeado em cargo comissionado da Câmara dos Deputados, na Comissão de Desenvolvimento Urbano, numa manobra chamada de 'nepotismo cruzado', burlando a legislação que proíbe a nomeação de parentes de parlamentares nas casas do Congresso. André Bello foi exonerado depois da denúncia;

Se tivessem seguido o conselho de Lula, o genro do ministro deveria resistir e não permitir a sua exoneração. Parece que e ministro tem o casco duro a que lula se referiu. E é bom que se diga que Gastão Rossi é ministro da cota de José Sarney, razão pela qual deveria seguir os critérios do 'Poderoso Chefão', sempre muito chegado a um fisiologismo, mesmo que acima da lei, mas isso não é problema, pois também de acordo com Lula ele é uma 'pessoa diferente' e deve ser tratado de modo também diferente. Mas isso é outra coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário