Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

1 de julho de 2011

Para que tanta blindagem aos 'aloprados'?

Ideli está bem 'blindada'
É de se estranhar que o Governo faça tanta questão para que se crie a Comissão da Verdade para fatos que aconteceram há mais de 40 anos, mas não permita que a ministra Ideli Salvatti compareça ao Congresso Nacional para explicar fatos em que ela poderia estar envolvida e que ocorreram há apenas quatro anos. Como já ocorrera com o ex-ministro Antonio Palocci, a 'tropa de choque' governista está sendo mobilizada pelo Palácio do Planalto para impedir que a nova articuladora política de Dilma Rousseff seja sabatinada sobre a denúncia que um petista (Expedito Veloso) fez numa revista semanal afirmando que Ideli teria participado da elaboração do famoso dossiê dos 'aloprados', em 2006, que seria utilisado contra o então candidato José Serra (PSDB) ao Governo de São Paulo, objetivando beneficiar o candidato do PT, Aloisio Mercadante. Na ocasião alguns petistas foram flagrados com um bolsa contendo R$ 1 milhão e 700 mil para comprar o tal dossiê;

Sempre que alguma denúncia aparece contra algum graduado do PT, surge logo a desculpa de que a oposição está querendo atrapalhar a governabilidade criando factoides para desestabilizar o Governo. Isso aconteceu nos últimos oito anos. Se não devem, não deviam temer dar esclarecimentos à opinião pública, com chances para desmentir possíveis acusações, evitando, assim, que as dúvidas continuem, como acontece com vários casos de que se tem notícia. É necessários que Seyr, Ideli e Expedito venham a público e deixem bem claro que nada têm a ver com as acusações que lhes são dirigidas. Toda essa blinsdagem que é feita é muito estranha. Estão escondendo alguma coisa? Melhor seria deixar tudo às claras;

Mas é assim que vai ser sempre. A única coisa que está indo adiante é o processo sobre o Mensalão do PT, no Supremo Tribunal Federal (STF), mas há o risco de filigranas jurídicas encaminhar tudo para a prescrição, além do fato de nossa corte suprema ser composta de ampla maioria de ministros que foram indicados pelos presidente petistas Lula e Dilma. Onde couber apenas interpretação, fica difícil acreditar-se na neutralidade dos integrantes do STF a ponto de votarem contra os interesses daqueles que os indicaram para o 'emprego' vitalício de ministro. É esperar para ver. Sendo assim, tudo indica que a 'tropa de choque' vence mais essa batalha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário