Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

14 de julho de 2011

Um aula para a Oposição

Por incrível que possa parecer, o ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, escreveu um artigo dando uma verdadeira aula à Oposição apontando os caminhos que deve trilhar para ter algum êxito e possa pensar em alguma possibilidade de vitória em 2014. César Maia mostra que os oposicionistas agem errado quando atacam o ex-presidente Lula, indicando que o foco das críticas deve ser dirigido à presidenta Dilma Rousseff e não ao seu antecessor, que ainda é idolatrado por considerável maioria da população. A seguir, o artigo do ex-prefeito carioca:

"HERANÇA MALDITA": UM ERRO POLÍTICO PRIMÁRIO DO PSDB COMO OPOSIÇÃO!
          
1. O PSDB tem insistido em apresentar os problemas da atual administração Dilma como "herança maldita" de Lula. É um erro crasso. Lula foi presidente, Dilma é. A oposição é à Dilma e não a Lula. Até porque o populismo de Lula mitificou sua liderança, dando a ela um caráter "religioso". Se é uma farsa e pode ser desmontada, não será em curto prazo. Tenham paciência e acompanhem o governo Dilma ir batendo em seus icebergs. E deixem a população, naturalmente, pelo ruído das ruas, fazer a conexão.
          
2. O PSDB carrega o carma de Lula ter dado continuidade a algumas de suas políticas e ter ficado com o mérito. O PSDB carrega o carma de ter sido derrotado por Lula. E traumatizou essa relação. E quer buscar a forra.
          
3. Se o alvo é Lula, o resultado será a população concordar com ele e não com a oposição, e ainda tirar Dilma, que é a presidente, de foco, aliviando a tendência dela à perda progressiva de popularidade. Que o PSDB esqueça Lula, deixe-o fazer palestras e mostrar sua angústia por estar fora do poder.
          
4. E que se faça oposição à Dilma, mostrando sua incapacidade politica para a gestão. E que se lembre - no caso do Ministério dos Transportes - que era ela a todo poderosa "mãe do PAC", que aprovou tudo. E que não deixe parecer que é problema de Lula. Se ela sabia de tudo como ministra coordenadora e controladora, e Lula indicou o ministro, foi uma traição não ter informado a ele antes e depois, e pedido uma alternativa.
          
5. As coisas vão mal e, depois de quase sete meses de governo, a responsabilidade de Dilma é inescapável.

Parece que Cesar Maia está correto em sua análise, pois há uma quantidade considerável de fatos ou de falta de ações que poderão muito bem ser jogadas na mídia, que serviriam de esclarecimento à opinião pública de que um futuro governo saído da Oposição é que estaria recebendo, isto sim, uma 'herança maldita' deixada pela atual presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário