Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

31 de julho de 2011

A 'faxina' de Dilma pode ser pra valer, mas poucos acreditam

Pesquisa feita por um blogueiro entre seus leitores constatou que 83,36% dos 1.373 consultados não acreditam que a tal 'faxina' da presidente Dilma Rousseff seja para valer. Um total de 14,01% acredita que a presidente está mesmo fazendo uma limpeza em seu governo, enquanto 2,63% não souberam opinar. Pode-se depreender dessa amostragem, descontando-se a possível tendência do blog de ser anti governista, trata-se realmente de uma possibilidade de que a opinião pública não acredite mesmo nessa febre moralizante que vem sendo alvo de permanente discussão tanto na mídia como até em conversas de botequim. Tudo indica que Dilma Rousseff só agiu depois de comprovar que as notícias divulgadas pele imprensa sobre escândalos no Ministério dos Transportes eram reais, tendo que dar uma satisfação à sociedade;

Parece que ainda naquele ministério, em particular no Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), a 'faxina' continua. Até um novo dirigente nomeado pelo ministro  Paulo Sérgio Passos para substituir um dos 'varridos' daquele órgão também foi para a 'lixeira', pois mais uma vez a imprensa denunciou a existência de maracutaia familiar, pois o coordenador-geral de Operações Rodoviárias que havia sido efetivado, Marcelino Augusto Rosa, foi denunciado por formar com sua mulher, Sônia Lado Duarte, o chamado "casal Dinit", uma vez que ela é simplesmente procuradora de empresas que têm contratos naquele órgão que totalizam milhões de reais. A denúncia informava que a maioria dos contratos de sinalização existente no Dnit recebeu diversos aditivos contratuais e que pelo menos seis tiveram seus valores duplicados, quando a legislação vigente só permite acréscimos de até 25%;

Está difícil remontar a direção do Dnit. Esta é a 22ª demissão, comum detalhe: Marcelino Rosa já respondia a processo administrativo aberto pela Controladoria Geral da União (CGU, por "irregularidades em diversas licitações com indícios de direcionamento para determinadas empresa". Mesmo assim, o ministro o nomeou para o cargo, no lugar de Luiz Claudio Varejão, que havia sido indicado pelo Partido da República (PR). Quem anda provocando essa 'faxina' é mesmo a imprensa. Já há uma em relação à Agência Nacional do Petróleo (ANP), que neste fim de semana traz mais novidades. O ex-todo poderoso José Dirceu não está gostando nada disso e já quis fazer analogia com os grampos de um tabloide britânico com as denúncias recentes, insinuando outra vez a necessidade de um controle da imprensa;

O ministro Paulo Passos declarou enfaticamente: "Acho que estou fazendo a coisa certa no Ministério dos Transportes. Se acho que estou fazendo a coisa certa, vou continuar fazendo". Ele destaca não se preocupar com a reação do seu partido, o PR, que vem reclamando das demissões no Dnit. A questão é saber se Dilma Rousseff vai ficar somente na área dos Transportes ou se vai agir em outros 'guetos' partidários, principalmente do PMDB, historicamente o partido mais fisiologista do País. Por isso muita gente duvida que a 'faxina' de Dilma seja para valer, pois o partido de Sarney, Temer, Renan e outras 'celebridades' garanta a tal governabilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário