Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

5 de novembro de 2015

Mais um membro do Governo resolve fazer gracinha com o povo

  • O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, resolveu entrar no time de 'humoristas' do governo de Dilma Rousseff. Esta semana ele voltou a defender a volta da CPMF e, em tom de brincadeira, sugeriu que se faça uma pesquisa sobre o 'imposto do cheque'. Ele disse o seguinte: "Os jornais poderiam fazer uma enquete perguntando: 'Por que você não gosta da CPMF? Você não gosta porque ela é transparente? Porque ela é fácil de recolher? Porque todo mundo paga? Ou só porque é mais um imposto?' Ia ser interessante ver o que as pessoas iriam dizer, o contribuinte, as pessoas na rua, a dona de casa. Talvez eles nem saibam direito do que se trata";
  • Como se recorda, a CPMF deixou de ser cobrada desde 2007, e agora o Governo quer a volta do tributo por mais quatro anos, quando arrecadaria cerca de R$ 32 bilhões por ano. Isso vai ser praticamente impossível de o Congresso Nacional aprovar por causa da reação popular, e até parlamentares governistas já se declararam contrários. Ao invés de fazer gracinhas com o povo, cabe a Dilma e seus ministros batalharem pela aprovação do repatriamento de dinheiro limpo do exterior - não vale dinheiro de mensaleiros, traficantes, contraventores etc. - cujos impostos e multas, segundo dizem especialistas, serão superiores aos 32 bilhões de reais previstos. O que não vale é sacrificar o povo, que no final de tudo paga a conta. Não dá para ficar fazendo gracinha, Joaquim Levy!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário