Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

10 de setembro de 2016

Teori Zavaski, ministro 'petista' do STF, dá um "chega pra lá" em Lula

O ministro Teori Zavaski, do Supremo Tribunal Federal (STF), um dos que foram indicados e nomeados pelos dois recentes ex-presidentes, deixou de lado a imagem de "petista" que durante algum tempo transparecia vesti-lo junto à toga de magistrado e deu um "chega pra lá" em Lula, ao negar um pedido de liminar objetivando tirar das mão do juiz Sérgio Moro as investigações da Operação Lava-Jato. É normal que qualquer réu, além de negar seu crime por mais evidências que existam comprovando seu delito, da mesma forma que fazer tentativas para postergar o quanto seja possível sua condenação final. Os recursos jurídicos são previstos em lei, mas o magistrado do STF entende quenão pode haver exageros em procurar desmoralizar o Judiciário. A versão da defesa alegando que os juízes e promotores estão perseguindo seu cliente por razões políticas;

Se continuar nessa toada, Lula vai acabar pedindo ao Supremo que substitua Teori Zavaski por Ricardo Lewandowski tendo em vista a participação deste no fatiamento da sentença do impeachment favorecendo a ex-presidente Dilma. Em sua resposta ao pedido de liminar requerido pela defesa de Lula, o ministro Zavaski foi enfático ao afirmar que o ex-presidente fez diversas tentativas de embaraçr as apurações, fica bastante claro que ele está praticando um crime contra a administração da Justiça. Caso o ministro tenha mesmo deixado de ser "petista" pode muito bem decretar a prisão preventiva de Lula, aplicando a analogia com o que ocorreu com o ex-senador Delcídio Amaral, com o que as investigações poderão prosseguir livremente enquanto o presidente de honra do PT estiver atrás das grades. Seja como for, vamos aguardar a "conversa" de Lula com o juiz Moro, principalmente porque até lá outras deleções premiadas estão programadas, não sendo surpresa se Lula sair algemado do gabinete do comandante da Operação Lava-Jato direto para a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário