Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

23 de setembro de 2016

Petistas fazem Mantega de vítima, mas não falam das falcatruas dele

O PT esperneou com a prisão de Guido Mantega, ex-ministro dos então presidentes Lula e Dilma Rousseff, como sempre faz quando alguém de sua turma é flagrado e denunciado pela prática de algum malfeito. Não aceitam nem decisão judicial quando se trata de algum deles. Mas do que ninguém, Mantega sabia que estava sendo investigado e que a Policia Federal (PF) bateria à sua porta. e, como é de praxe, os petistas se fazem de vítimas, e às vezes até choram se houver uma plateia de militantes para fotografar e espalhar imagens do "sofrimento". Se declaram inocentes, mas não tiveram nenhuma vergonha de assaltar os cofres públicos para financiar campanhas e em alguns casos enriquecer. Ao ser preso na sala de espera de um hospital, Guido Mantega declarou que estava acompanhando sua esposa que estava passando por uma cirurgia;

Seis horas após a prisão o juiz Sérgio Moro determinou a soltura do ex-ministro petista para que pudesse acompanhar a cirurgia de sua mulher, ato humanitário do magistrado que deixou os chorões sem argumento. Depois de Mantega solto, um familiar dele (sua filha Marina) revelou que não estava acontecendo nenhuma cirurgia mas sim um processo de endoscopia da mulher dele, algo que não tem a mesma gravidade, apesar de ela ser portadora de um processo de câncer. Daí a razão de ter o ex-ministro acompanhado todas as ações da Polícia Federal nas buscas e apreensões realizadas em sua residência e no seu escritório;

Desmentir as acusações do ex-bilionário Eike Batista que provocaram a ação da PF, nem pensar. Porém, convém observar que Guido Mantega era uma pessoa de grande poder, de muita influència. Ele esteve no Banco Nacional do Desenvimento Econômico e Social (BNDES), no Conselho de Administração da Petrobras e foi ministro da Fazenda. Um autêntico homem forte e de alta confiança. Foi quando estava no BNDES que liberou bilhões de reais em empréstimos o famoso e falido "Grupo X" para Eike Batista abrir empresas fictícias de onde saiam as propinas. Premido pelas dívidas que hoje tem, o empresário fez uma confissão espontânea, pois com a crise no setor petrolífero as jogadas não tiveram retorno. Hoje, totalmente quebrado, Eike Batista deve bilhões de reais ao povo brasileiro, o verdadeiro dono do BNDES e que é vítima de todo esse descalabro na economia provocado pela péssima administração petista em boa hora banida do Palácio do Planalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário