Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

11 de setembro de 2016

Manifestação nas ruas é democracia e a polícia precisa saber disso

Em 2013, o povo brasileiro foi às ruas para protestar e parece que gostaram. Naquele momento, as manifestações aconteceram para protestar contra um aumento das tarifas de transporte público. Foi então aceso um pavio para o povo protestar contra a qualidade dos demais serviços públicos. Eram eventos apartidários e alguns partidos políticos  que quiseram se aproveitar do momento para divulgar suas ideologias foram reprimidos com bastante rigor, sendo na verdade expulsos das ruas  A partir dessas reclamações cobrando do Poder Público mais responsabilidade naquilo que é de suas atribuições. Como consequência, vieram as manifestações de cunho totalmente político. A principal delas foi a que pedia o impeachment de Dilma Rousseff, cujo desfecho foi finalmente alcançado. Foram as maiores manifestações feitas no Brasil de que se tem conhecimento, com milhões de pessoas gritando pacificamente "Fora, Dilma!" em vários estados do país. Não resta dúvida que o grito das ruas influenciou na decisão que acabou com cerca de 13 anos de governos petistas cujos resultados desastrosos todos nós sabemos quais foram e com os quais estamos sofrendo ainda hoje;

Atualmente, as ruas andam sendo palco de várias manifestações como consequência do impeachment da ex-presidente Dilma. Seus seguidores saem às ruas gritando "Fora, Temer!" e também gritando que a cassação do mandato dela foi um golpe. É certo que num país que seja realmente democrático as manifestações são a maior demonstração de que a Democracia está mesmo em vigor. E essa é a realidade do Brasil. O lado ruim é que sempre aparecem os aproveitadores na figura dos "Blacks Blocs" com suas ações de violência e depredações de patrimônios públicos e privados a algumas vezes praticando assaltos em lojas e agências de venda de veículos. As manifestações têm sido em sua maioria feitas pacificamente, mas lamentavelmente os atos violentos têm sido reprimidos pela polícia com força exagerada. As ruas são, portanto, a "tribuna" do povo, até porque os políticos que deveriam ser os porta-vozes do povo não está tendo seu aval para isso. A desordem não deve nem pode prevalecer, mas a policia tem que aprender o reprimir com energia o vandalismo e a violência, porém conforme deve ser feito;

No mais, vamos continuar vendo o povo fazendo manifestações, até porque estamos a poucos dias das eleições municipais que servirão de termômetro para o pleito de 2018. O recado do eleitor servirá de parâmetro para a futura campanha eleitoral, porque há um ar bastante pesado entre grupos políticos rivais querendo atrair a simpatia do eleitorado. Há que se destacar que na maioria das manifestações pró-Dilma os líderes têm afastado os vândalos. O maior inconveniente, entretanto, são mas manifestações realizadas em dias úteis porque causam sérios problemas a quem não está interessado e nem podem participar das mesmas porque estão voltando do trabalho e precisam chegar em casa para descansar e acordar cedo no dia seguinte ou de quem estuda e fica impossibilitado de chegar à escola. Pensem nisso e aproveitem os fins de semana. Quanto ao mais, vamos todas para ruas, porque Michel Temer tem que ser alertado a corrigir tanto quanto possível todos os erros da desastrada administração petista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário