Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

30 de novembro de 2011

Mais um ministro de Dilma vai se explicar no Senado

Negromonte se explica no Senado
O ministro das Cidades, Mário Negromonte, participará na quinta-feira da semana que vem de audiência na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado para explicar denúncias de irregularidades. A informação foi dada pela assessoria do presidente da comissão, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF). O requerimento de convite ao ministro já havia sido aprovado em agosto, quando surgiram primeiras as denúncias de pagamentos a colegas de partido do ministro, o PP, em troca de apoio político. A data da audiência, no entanto, ainda não havia sido marcada. Acontece que com a divulgação de novas denúncias, a oposição pressionou para que a audiência fosse marcada;

O deputado Rollemberg conversou com o ministro e agendou a audiência. Reportagem do jornal 'O Estado de São Paulo', no fim de novembro, informou que Mário Negromonte teria dado aval para que a diretora de mobilidade da pasta, Luiza Vianna, 'forjasse' um documento que 'adulterou' um parecer técnico, para autorizar a implantação de um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá (MT), no lugar de uma linha rápida de ônibus. A obra serviria para facilitar o transporte na cidade, que é uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Com a mudança, que teria sido supostamente autorizada pelo chefe de gabinete do ministro, Cássio Peixoto, o projeto teve um acréscimo de 700 milhões de reais. Na ocasião, o Ministério das Cidades, em nota, negou a suposta fraude, e afirmou que a análise sobre a obra 'seguiu os trâmites legais de todos os outros processos'. O Ministério Público Federal no Distrito Federal instaurou investigação cível para apurar denúncias de irregularidades envolvendo o Ministério;

Não se sabe é se as explicações do ministro na comissão do Senado terão algum valor para a presidente Dilma Rousseff tomar alguma decisão quanto à permanência ou não de Negromonte em sua equipe ou se ele esperaria a tão falada (e também muito esperada) reforma ministerial prevista para janeiro. Para Dilma o volume de 'malfeitos' que venha a ser constatado na audiência de quinta-feira da semana que vem não deve servir de parâmetro para uma possível exoneração do ministro. A prova disso ficou bastante clara com as explicações, desmentidos e contradições do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, com muita coisa ficando bastante clara como evidentes 'malfeitos', mas Dilma não tomou nenhuma decisão para afastá-lo de sua equipe, prevalecendo as declarações de Lupi segundo as quais a presidente não o afastaria de sua equipe. Sendo dessa forma, não dá para se esperar qualquer alteração no ministério, por mais que fique comprovado que auxiliares diretos de Mário Negromonte andaram pegando 'algum por fora';

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário