Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

12 de setembro de 2009

Quem vai apanhar, Guido? Serra, Heloísa ou Marina?

Numa demonstração explícita de bajulação, o ministro Guido Mantega, da Fazenda, fez uma ameaça a quem o eleitorado brasileiro se atreva de eleger Presidente da República sem que seja a candidata de Lula. O ministro foi claro ao declarar que aquele que mudar as atuais diretrizes do Governo não chegará ao final do seu mandato. Isso quer dizer que o recado de um dos mais destacados membros do Poder Executivo é o que quer dizer também o que Lula pensa e pretende fazer se algum candidato oposicionista for eleito no ano que vem;

Muito mais do que tem feito nos últimos seis anos e meio, Lula está abertamente em campanha eleitoral. Depois de algumas tentativas veladas de promover uma reforma constitucional permitindo-lhe concorrer ao um terceiro mandato, a exemplo dos seus "companheiros" da esquerda sul americana, mas que foram rejeitadas pela opinião pública, Lula passou a apostar em sua ministra, mesmo contra a vontade de petistas históricos, uma vez que sua candidata é originária do PDT de Brizola. Então, depois de nomeá-la "mãe do PAC", o presidente vive nos palanques com ela a tiracolo buscando continuidade do PT e seus aliados no Poder;

Daí, vem um ministro de Lula avisando previamente que se um opositor for eleito, o atual grupo que ocupa o Poder vai partir para campanha do tipo "Fora FHC", como fizeram ao longo do governo de Fernando Henrique, que estava instalado no Palácio do Planalto pelo voto da maioria dos brasileiros. Não é outra coisa que se possa deduzir, pois Mantega falou que um opositor que venha a ser eleito e não continuar com a mesma diretriz de Lula corre o risco de não concluir seu mandato;

Por essa e outras é que o PPS, através do seu presidente Roberto Freire, vai ingressar na Justiça contra o que o partido considera como campanha eleitoral antecipada, pois Lula, em Pernambuco, fez clara campanha em favor de sua candidata quando afirmou: "Precisamos é fazer o povo compreender que você não pode arriscar a votar em alguém que não dê continuidade às coisas que estão sendo feitas neste país". Essa declaração é que animou o ministro Guido Mantega a fazer sua ameaça.

É bom, então, que José Serra, Heloísa Helena e Marina Silva se cuidem, pois a nova "tropa de choque", agora comandada certamente por Guido Mantega, vai pegar no chicote (até mesmo Ciro Gomes deve ter cuidado). Todo cuidado é pouco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário