Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

30 de abril de 2017

Depois do PT e do PMDB, delações premiadas provocam dor de cabeça no PSDB

Definitivamente cai por terra aquela tese que o PT divulgava dizendo que a Operação Laja-Jato era seletiva com o único objetivo de impedir Lula de ser candidato à Presidência da República em 2018, acusando o juiz Sérgio Moro de imparcialidade. Gradativamente, isso foi se alterando na medida em que as investigações e as delações premiadas de ex-executivos foram acontecendo. Inicialmente, começaram a surgir denúncias graves contra políticos principalmente do PMDB. Agora, o leque se abriu e políticos do PSDB começaram a ficar preocupados. É que procuradores da Lava-Jato e os advogados da empresa Andrade Gutierrez estão começando os procedimentos para uma delação de dirigentes da empreiteira. O pior é que os tucanos que serão acusados são três cotados para concorrer ao cargo de presidente da República: Aécio Neves, que estaria envolvido com propinas na licitação da construção de uma hidroelétrica e no pagamento da construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais; e José Serra e Geraldo Alckmin, com denúncias de propina na construção do Rodoanel e da Linha Amarela do metrô na capital paulistana. Em razão disso, os tucanos já estão à procura de nomes alternativos, entre os quais está o prefeito de São Paulo, João Doria, cujo nome já começa a aparecer em pesquisas de intenção de voto. Mas o PT também tem com o que se preocupar, porque ex-executivos da Gutierrez têm o que contar sobre a contratação do instituto de pesquisas Vox Populi na campanha de Dilma Rousseff. Então, passado o feriadão, é certo que teremos mais surpresas no noticiário politico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário