Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

15 de outubro de 2016

Quando saberemos da 4ª ação de corrupção indiciando Lula?

  • Apesar de muitos assuntos políticos e econômicos fazerem parte das discussões no dia a dia, não deixa de repercutir a terceira vez que num pequeno período o ex-presidente Lula é considerado réu em casos de corrupção ativa e passiva, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça. Foram três ações penais em menos de três meses. Em relação à Odebrecht, Lula agiu junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na liberação de verbas com juros especiais para obras em Angola, recebendo propina em troca da ajuda. Só nesse caso foram nada menos que 44 intervenções. Ele também foi delatado pela empresa OAS de ter recebido propina em 2016. Finalmente, mais um indiciamento juntamente com um sobrinho, para quem conseguiu contrato para realização de serviços para os quais a empresa dele não tinha experiência nem condições técnicas. E tudo isso sendo praticado por quem se declarou há poucos dias como sendo a pessoa mais honesta do Brasil. E tudo indica que Lula ainda vai protagonizar mais algumas investigações;
  • Mesmo com três casos seguidos, que dariam ao ex-presidente o "direito de escolher música no Fantástico", não se ouve falar em punição depois de tantas evidências de prática de malfeitos pelo brasileiro "quase santo". Agora surge mais um caso, desta vez envolvendo o tal Instituto Lula, que acaba de perder sua imunidade fiscal por desvio de finalidade, ao ponto de pagar contas pessoais e de familiares. e ainda multado por ter recebido dinheiro público indevidamente, e tendo devolver, com correção monetária, o que a entidade recebeu sem que tivesse direito. Agora, vem a grande dúvida: de onde virá essa grana? Estará na conta bancária de quem? É bem provável que esteja em alguma conta secreta no exterior. O melhor é que tudo fique esclarecido através do Programa de Regularização Fiscal (PRF), ironicamente, baixada por ninguém menos que a ex-presidente Dilma Rousseff. Que tudo aconteça antes que apareça na imprensa a manchete "Lula vira réu pela 4ª vez em ação de corrupção".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário