Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

23 de outubro de 2016

Medo de Sérgio Moro faz muita gente desistir das eleições de 2018

  • A Operação Lava-Jato está provocando um fenômeno até agora inédito na História do Brasil, que é a desistência de muitas pessoas de concorrer nas eleições de 2018. Já observaram que o juiz federal Sérgio Moro está espalhando uma espécie de febre na maioria dos magistrados do país, que estão sendo bastante rigorosos com aqueles que praticam malfeitos utilizando dinheiro público e também usufruindo exageradas mordomias. Isso agora é algo que torna perigosa a vida daqueles que tentam alcançar um cargo político para se beneficiarem dele, ao invés de cuidarem dos interesses do povo que os elegeria. Por quê isso está acontecendo? É que estão vendo muita gente de elevado prestígio político e social indo passar umas "férias" atrás das grades;
  • Estão desistindo dois anos antes das eleições, abrindo mão de cargos que mesmo sem as mordomias têm salários de são de elevado valor e lhes dão alto prestígio social. Pode parecer estranho, mas o fato está sendo observado. Não é sem razão que o juiz Sérgio Moro é odiado pelos petistas e seus aliados. Muitos deles já foram para a cadeia e outros estão próximos de tomarem o mesmo destino, Lula entre eles. Os petistas estão de tal maneira desorientados com as punições, que chegaram ao ponto de substituir a ojeriza por Moro e passaram a elogiá-lo pela prisão do ex-deputado Eduardo Cunha, por acharem que o ex-presidente da Câmara dos Deputados vai fazer delação que poderá levar o presidente Michel Temer a um processo de impeachment. Esquecem que delatar qualquer pessoa pode, mas ela só terá valor se a Justiça aceitá-la por ajudar a esclarecer algum crime;
  • Ainda bem que o povo vê com bons olhos o trabalho do juiz Sérgio Moro, e com certeza vai pressionar contra qualquer manobra que objetive atrapalhar os trabalhos da Operação Lava-Jato. Ele hoje é uma pessoa das mais prestigiadas no Brasil. De nada vai adiantar, por exemplo, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), tentar a tramitação e aprovação do projeto que chama de abuso de autoridade, segundo o qual um juiz não pode prender um parlamentar que tenha sido condenado por algum crime como pode acontecer o próprio Renan, por exemplo, em face dos inúmeros processos a que responde. Além dos desistentes que têm fortes razões para ter medo de um mandato, há um lado ruim nisso tudo que é a fuga dos bons que não querem se envolver com a política, pois teme se misturar com gente ruim. Ainda faltam dois anos e os "fichas sujas" poderão sair cena. Vamos aguardar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário