Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

1 de dezembro de 2015

Não é pra rir: Prisão de Delcídio deixa Dilma perplexa e surpresa

  • Só pode ser mais uma forma de tentar alegrar o ambiente, que está bastante sombrio para o lado dela, mas a presidente Dilma soltou mais essa 'gracinha' ao se referir á prisão de seu líder no Senado, Delcídio Amaral, ao afirmar: "Fiquei muito perplexa, extremamente perplexa. Não esperava que isso acontecesse, ninguém esperava". No fundo, no fundo, ela está certa. Não só ela, mas a maioria dos brasileiros ficou também perplexa ao ver um figurão do PT atrás das grades. E mais. Até ministros considerados como 'petistas' assumiram posição de repúdio às declarações do ex-líder e opinaram pela manutenção ainda senador na cadeia;
  • Já com o objetivo de esfriar sua cabeça, Dilma se mandou sexta-feira para Paris, onde participaria da 21ª Conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas (COP-21), iniciada ontem. Ela se hospedou na suíte de um luxuoso hotel parisiense, com diária custando cerca de R$ 65 mil e comendo em restaurantes do mesmo nível. Foram dois dias de puro turismo, tudo pago possivelmente com aquele famoso cartão mantido com dinheiro de impostos.  Convém lembrar que a presidente não viaja sozinha. Então, a despesa extra foi de bom tamanho;
  • Entre uma refeição e outra ou entre cálices de bons vinhos franceses, a presidente foi sendo informada sobre o caldeirão político que ferve em Brasília, principalmente pelo mágoa de Delcídio Amaral com Lula e com o PT, por causa do que chama de "covardia atroz" o abandono a que foi relegado a partir da nota oficial divulgada pelo presidente do partido, Rui Falcão, que ontem, em nova nota postada no site petista afirmou que o senador "traiu a confiança do PT, do governo Dilma e frustrou seu eleitorado". Por fim, a Procuradoria-Geral da República (PGR) anunciou que poderá pedir o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara, com este avisando que, em troca, poderá dar andamento ao pedido de Impeachment de Dilma;
  • Se pudesse, a presidente ficaria em Paris curtindo as mordomias que o poder lhe proporciona enquanto for titular do cargo. Mas a realidade é bem diferente e Dilma tem que voltar o mais rápido que puder, porque sua casa está pegando fogo e falta de 'bombeiros' para apagar o incêndio. Ao contrário, o que mais tem é gente com combustíveis é fósforos, todos querendo ver o circo pegar fogo, mas sem se chamuscarem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário