Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

3 de dezembro de 2015

Impeachment: PT desafiou Eduardo Cunha e ele então se vingou

  • "Não paira sobre mim nenhuma suspeita de desvio de dinheiro público. Não possuo conta na exterior, nem ocultei do conhecimento público e existência de bens pessoais. Nunca coagi ou tentei coagir instituições ou pessoas, na busca de satisfazer meus interesses", disse a presidente Dilma como defesa Tudo é iniciativa do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de ter aberto processo de impeachment contra ela. Isso não é defesa, é ataque. O pedido de afastamento dela não cuida de nenhuma das afirmativas feitas. O pedido de impeachment diz respeito a crime de improbidade administrativa e  eleitorais por uso de dinheiro desviado da Petrobras para pagar despesas da campanha eleitoral para sua reeleição;
  • Não há qualquer dúvida sobre os motivos que levaram Eduardo Cunha a acionar o dispositivo do impeachment. Foi pura retaliação. O pedido foi formulado por três juristas de peso. No entanto, o deputado não é a pessoa adequada para comandar um processo de tamanha repercussão política. Ele está mais sujo do que 'pau de galinheiro', como se dizia antigamente, tendo sérias explicações a dar na Operação Lava-Jato e no Conselho de Ética da Câmara. Como é (ainda) o presidente daquela Casa Legislativa, o ato é uma prerrogativa sua. Porém, até ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) entendem que faltam-lhe condições morais para continuar no cargo;
  • Ao mesmo tempo em que fica falando em defesa do mandato de Dilma, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, é o grande responsável pela situação em que ela vive hoje. Partiu dele a ordem para que os três membros do partido no Conselho de Ética votassem contra Eduardo Cunha. Então, veio a vingança. O que não dá para se aturar são os discursos falando em golpe. Tudo está sendo feito de acordo com a Constituição. Por favor, entendam que não tem moral para chamar ninguém de golpista quem votou pelo impeachment de Fernando Collor e também ficou por oito anos gritando "Fora FHC!'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário