Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

8 de julho de 2013

Uma notícia que está mais para o célebre 'batom na cueca'

  • Quase todos os dias somos surpreendidos com notícias sobre políticos brasileiros praticando ‘malfeitos’ (expressão consagrada pela presidente Dilma para nominar as falcatruas praticadas por oito ministros seus indicados por Lula). Uma das mais recentes foi divulgada hoje na seção ‘Gente Boa’ na edição de hoje do jornal ‘O Globo’: “Batom cor de boca – O Senado Federal comprou R$ 2.061,75 em produtos de maquiagem. Segundo a nota de compra emitida no último dia 2, a casa encomendou 25 sprays de cabelo (extra forte), três lápis pretos para os olhos, seis bases líquidas, 15 pós compactos e seis batons ‘cor de boca’. Em outra compra, vai gastar R$ 4.432 em sete secadores de cabelo. O levantamento é da ONG Contas Abertas”;
  • Se não bastasse ser o Senado uma Casa Legislativa presidida por Renan Calheiros (PMDB-AL), um político ficha-suja, que ignorou um apelo popular com quase 2 milhões de assinaturas para que deixe a presidência do Senado por causa de ‘malfeitos’ praticados no passado. Tendo sido eleito com o apoio de 56 senadores, nesse total incluídos quase todos os integrantes da base de apoio ao governo de Dilma Rousseff (e com o apoio dela). Fica agora uma indagação: para quem é esse material todo? Seria para alguém ligado ao senador Renan Calheiros, até porque ele se prevalecia do cargo para ‘comprar batom’ para uma amante, por intermédio de empreiteiro. Ou seria para embelezar as senhoras senadoras para saírem bonitas nas transmissões da TV Senado ou em reportagens televisadas? Afinal, qual a razão de se gastar R$ 6.513,75 de dinheiro público com esse material exclusivamente feminino? Renan tem que explicar;
  • Nos últimos dias o embelezamento facial nos poderes Executivo e Legislativo está na moda, a começar com os gastos da presidente Dilma com maquiagem, pois nem com a inflação em alta se justifica um aumento de R$ 400,00 para R$ 3.125,00 para embelezar a presidente (se é que isso é possível). Será que acham que o povo já se recolheu? E os vôos em aviões da FAB em viagens pessoais, já foram esquecidos? Será que ninguém vai protestar contra a frota de sete helicópteros do governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral (PMDB), que os utiliza para viagens curtas ou para seu lazer em Angra dos Reis, sem observar que o governador de São Paulo, Geraldo Alkimin (PSDB) pôs à venda um dos dois que o ‘pobre’ estado brasileiro possui? Alguma coisa está errada e é melhor essa gente prestar atenção. O povo certamente não deixará isso passar em branco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário