Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

11 de julho de 2013

Contratar médicos não é tudo. O povo quer ver o Governo governando

Esse é o interessante texto de Arnaldo Rozencwaig, do Rio de Janeiro, publicado hoje na seção de cartas dos leitores de 'O Globo': "A presidente Dilma vai contratar, digamos, seis mil médicos para salvar a nossa saúde. Sei que nossa líder é um tanto refratária a palpites, mas aí vão alguns: contratar seis mil engenheiros para zerar nosso déficit habitacional, seis mil motoristas para desafogar nosso transporte, seis mil professores para todo mundo ser doutor e seis mil economistas para levantar o PIB e derrubar a inflação. Se faltar dinheiro para tanto, demita seis mil corruptos". Deixando de lado a ironia do leitor, temos que admitir que ele tem inteira razão no que sugere à presidente Dilma. Os problemas nos setores citados na carta são mais que evidentes. Nota-se que o Governo não está sabendo que medidas tomar  as que tem tomado são precipitadas e logo em seguida abandonadas ou substituídas por outra –, com o agravante de que a preocupação maior não é a solução dos problemas mas sim procurar meios para melhorar a imagem da presidente, tudo por conta do precipitado início da campanha eleitoral em que ela busca a reeleição e por causa das constantes quedas nas pesquisas de avaliação de seu governo;
Essa história de contratar médicos estrangeiros e também mandar formandos de Medicina fazer estágio final no interior, para suprir a falta de médicos em regiões carentes está fazendo com que surja um tipo de argumentação. Será que os doentes da periferia merecem tratamento médico feito por profissionais de formação duvidosa, como são os cubanos, ou por médicos ainda inexperientes, permanecendo os doentes dos grandes centros sendo atendidos por uma elite de profissionais? Vê-se que tudo não passa de jogada de marketing em busca de uma melhor imagem para a presidente com vistas às eleições de 2014. Dilma deveria se inspirar numa célebre frase do deputado federal e ex-jogador Romário, que ao ser questionado sobre atitude sua que poderia afetar sua imagem respondeu que 'o que precisa de boa imagem é aparelho de TV'. O melhor que Dilma faz, com ou sem orientação do ex-presidente Lula, é fazer a máquina do Governo funcionar de modo correto;
Quanto à ideia do estágio dos futuros médicos no interior, valem algumas sugestões que fazem nas redes sociais. Para uns, os políticos depois de eleitos deveriam fazer estágio obrigatório em regiões carentes, subindo morros, por exemplo, para conhecer e apresentar soluções para os problemas locais. Outros entendem que eles deveriam ser obrigados a por seus filhos em escolas públicas, andar de ônibus, trem e metrô, e, ao contrário do que Lula faz, fazer tratamento em hospitais do SUS. Existe também aí alguma ironia, mas com tanta mordomia fica quase impossível que eles atendam a tais sugestões, mas é tempo de eles prestarem atenção no que o povo diz. As manifestações nas ruas podem parecer que pararam, mas nas redes sociais milhões de brasileiros continuam mobilizados cobrando das autoridades o cumprimento de suas obrigações, pois é melhor que não desafiem o povo, que se sair às ruas formarão uma multidão que vai deixá-las assustadas e cujo final não dá para se prever.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário