Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

3 de julho de 2013

Só Dilma não vê? Ninguém nas ruas pediu plebiscito ou reforma política

  • Com sua proposta de realização de um plebiscito para uma reforma política, a presidente Dilma deu um tiro no próprio pé nas suas pretensões de reeleição em 2014. Ela conseguiu dividir a sua famosa ‘base aliada’ e até a bancada do seu próprio partido, o PT. Embora alguns itens sugeridos por ela sejam interessantes e do interesse do povo, não se justifica a pressa para que as alterações no sistema eleitoral, se aprovadas, entrem em vigor já nas próximas eleições. Há ainda o detalhe de que o povo, que Dilma diz estar atendendo, não foi às ruas para pedir nenhuma reforma política nem no sistema eleitoral em vigor. O grito das ruas, que Dilma afirma estar ouvindo, traz muitas outras coisas a serem mudadas;
  • Se a presidente não prestou atenção, convém ser alertada de que o povo que ver os mensaleiros na cadeia, com restituição do dinheiro público desviado para as contas e o bolso de deles. O povo está avisando que quer a construção de hospitais – nesse caso, sem show de RF$ 650 mil de ‘inauguração’, como aconteceu no Ceará – e, mais ainda, melhor educação para o povo, que sendo esclarecido aprenderá a escolher melhor seus representantes no Congresso Nacional, nos estados e nos municípios. Para nada disso é necessária a realização de plebiscito. É só a Câmara e o Senado funcionarem que se deve e votar, de imediato, leis que alterem os sistemas que regem os partidos políticos e as eleições, até do modo que a presidente sugere;
  • Quanto às reformas que Dilma propõe, o povo não está vendo nada que estabeleça mais rigor na Lei da Ficha Limpa, na fidelidade partidária, extinção do voto obrigatório, limitação das reeleições para cargos eletivos. Está mais do que evidente que os petistas querem uma campanha do plebiscito em que o ex-presidente Lula seja a figura central na TV e no rádio com o único objetivo de ‘levantar a pipa’ de Dilma, que corre sério risco de sair do Palácio do Planalto em 1º de janeiro de 2015, com o povão beneficiário do Bolsa Família recebendo o recado de Lula, ou de que o PT lance nas ruas um clamor de ‘Volta Lula!’, no afã de se manterem mais tempo no poder. Hoje, o povo está pensando diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário