Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

15 de julho de 2013

O povo continua mobilizado na internet e pode sair às ruas outras vezes

Não restam dúvidas sobre a forma como alguns governantes enxergam o que está acontecendo no País depois das manifestações que tomaram as ruas do Brasil em junho. Muitos deles acham que 'foi um rio que passou na minha vida' (deles), e que todos voltaram para casa e que podem continuar praticando seus malfeitos costumeiros. Outros, como a presidente Dilma, que sofreu o maior desgaste configurado através da violenta queda de índices de aprovação de seu governo, com percentuais abaixo da metade de poucos meses antes das manifestações, daí ficar fazendo aparições e lançando programas que como outros não serão levados adiante, tudo com objetivo de levantar seu cacife eleitoral em busca da reeleição no ano que vem;
Quanto ao Congresso, com suas Casas Legislativas presididas por dois parlamentares 'fichas-sujas', parece estar sendo empurrado para 'pegar no tranco', com isso passando a votar e aprovar matérias há muito tempo engavetadas, até porque Dilma Rousseff quando se viu despencando tentou jogar a 'batata quente' nas mãos de deputados e senadores com aquela proposta de constituinte e plebiscito, devidamente engavetadas por serem, entre outras coisas, inconstitucionais, intempestivas e sem sentido;
Acontece que o povo voltou para casa depois da Copa das Confederações, como se a única motivação para as passeatas tivessem sido as obras superfaturadas na construção e/ou reforma dos seis estádios nas cidades que foram sedes da competição. Puro engano. O povo continua mobilizado mesmo em casa, no trabalho e até no lazer. Milhões de brasileiros que querem mudanças principalmente no comportamento dos políticos. A qualquer sinal de novos deslizes, as redes sociais serão utilizadas na convocação para novas manifestações. Isso certamente a presidente Dilma, o ex-presidente Lula, o PT e seus aliados não querem que aconteça. As manifestações trazem fortes dores de cabeça ao pessoal do Palácio do Planalto, pois é lá que estão os 'patrocinadores' de muita coisa que o povo reclama;
Deve ser grande a angústia entre os governistas em relação ao que pode acontecer no ano que vem durante a Copa de 2014. Se houve o que houve na Copa das Confederações, tendo como mote os gastos com seis estádios, no ano que vem a carga é dobrada. Serão agora 12 sedes com mais estádios superfaturados, ou seja, um aumento de 100% nos motivos principais de reclamação nas ruas, que certamente acontecerão, e com bastante razão. Afinal, vai se comprovar que mais dinheiro público foi utilizado em obras que deixarão alguns mais ricos do que já são. E tem algo pior para Dilma e sua turma;
Três meses depois daquelas manifestações que por certo acontecerão haverá eleição e se a queda dos índices de aprovação do governo Dilma, acompanhados de baixos percentuais de intenção de voto em relação ao seu nome, isso com candidaturas adversárias já definidas, é de se admitir que hoje estão os governistas 'correndo da sala para a cozinha', como se dizia antigamente, isso desde já, porque estão vendo que as 'boquinhas' poderão estar se dirigindo para outras mãos. Ainda tem tempo para reverter, mas o povo espera ações em seu benefício, pois afinal pagam um dos maiores impostos do mundo e querem vê-los voltando em forma de benefícios, algo que hoje acontece muito pouco.

Um comentário:

  1. Deixar o PT pra fazer alguma reforma poli'tica,,,e' igual voce deixar o Al Capone fazer alguma reforma no judicia'rio,,,,Agora leiam isso,,,antigamente os bandidos se repeitavam mais,,,"Amorim visitara La Paz e se preparava para decolar quando seu avião foi cercado e revistado, inclusive com cães farejadores, a mando do cocaleiro, desconfiado que o ex-chanceler do governo Lula levava um senador de oposição asilado na embaixada do Brasil. A informação é de diplomatas e funcionários que não podem ser identificados, em razão de represálias. A humilhação ao Brasil foi ainda maior, considerando que o ministro era transportado por um avião da FAB. "

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário