Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

29 de julho de 2013

Dilma confessa que Lula é mesmo 'presidente-adjunto' e ela é um 'poste'

Dilma Rousseff não pecou pela incoerência, segundo a oposição, ao afirmar que "o ex-presidente Lula "não vai voltar porque ele não saiu", em entrevista publicada na edição deste domingo da 'Folha de São Paulo'. Segundo a 'Folha', o presidente do PPS, Roberto Freire, diz com, com a declaração, a petista apenas reconhece sua nulidade. "O pior de tudo é se ver diante de uma presidente que se autodefine como marionete", disse Roberto Freire. Já para o presidente do DEM, José Agripino Maia, o recado da presidente foi  muito claro: "Os erros que estão levando às manifestações nas ruas não são só dela, são dos dois governos do PT". Por sua vez, o ex-vice-governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), também dá razão a Dilma: "Lula nunca saiu, e Dilma nunca entrou", afirmando que com essa fala Dilma se declara como sendo um pequeno joguete, enquanto seu governo seria 'uma continuidade de todas as estripulias do antecessor Lula';

Pelo visto, Dilma Rousseff está numa autêntica 'saia justa', pois na realidade está numa autêntica encruzilhada, pois uma retirada dela da busca pela reeleição por causa dos seus baixos índices de aprovação de seu governo será facilmente explorada como confissão de um tremendo erro de Lula ao indicá-la como a grande gerente do seu governo, como ele passou os dois últimos anos de se segundo propagando ao eleitorado para tentar elegê-la, o que afinal conseguiu. No entanto, se Dilma recuperar até o início do ano que vem a boa imagem que tinha, será a vez de se questionar a razão de não concorrer à reeleição para dar continuidade à sua boa administração (se for o caso). 
Isso poderia ser interpretado como uma grande mentira diante de tantas declarações de que na existe um 'Volata Lula' em andamento, como agora se propala;

Em meio a tudo isso, cabe a Dilma e a seus ministros sair em campo e cuidar de devolver ao povo em obras e serviços os elevados impostos que paga diariamente. E tem mais, pelas palavras do papa Francisco é muito provável que a qualquer momento os jovens saiam às ruas para mais uma vez cobrar tudo isso ao Governo e aos políticos em geral. Tudo indica que isso possa ocorrer a qualquer momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário