Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

5 de março de 2009

Senado Federal ou "Casa de Tolerância"?

Quando determinados assuntos ficam dominando o noticiário, uma boa forma de testar a opinião pública é ler a seção "Carta dos Leitores" dos jornais. Um assunto que está tomando conta dos órgão de comunicação é a eleição de Fernando Collor para a presidência de importante comissão do Senado, numa clara barganha política para eleger José Sarney como presidente da que casa legislativa. Hoje, mostro alguns trechos postados num jornal do Rio de Janeiro;
O leitor disse: "A reação do PT à eleição de Collor para a presidência da Comissão de Infraestrutura do Sendo é totalmente ridícula. Renan Calheiros, mentor dessa eleição e, de novo, dando as cartas no Senado, não foi cassado graças ao apoio recebido do mesmo PT. Quem ajudou a chocar o ovo da serpente que conviva com ela";
Já um outro escreve afirmando o seguinte: "A maior prova de que o crime, no Brasil, compensa é abrir o jornal e ver sorridentes Renan Calheiros, Fernando Collor e Agaciel, entre outros".
Tem um leitor que sugere o seguinte: "Esta crise só poderá ser resolvida com duas providências: esperar que o povo brasileiro responda nas urnas ou submeter o PMDB ao pardão do BBB, indagando se é possível ele (PMDB) permanecer como partido político no Congresso";
Outro é mais veemente: "Até quando nossos senadores vão debochar da população desse infeliz país? Estão dando margem para um louco assumir, ou mesmo uma ditadura se instalar;
E vem outro mais veemente ainda: "Os peemedebistas colocaram a raposa para tormar conta do galinheiro? Até ontem, Renan Calheiros (PMDB-AL) estava com a cabeça na guilhotina, desmoralizado e desacreditado, Bastou apontar seu edo sujo a alguns de seus pares e tudo ficou com dantes?;
Paralelamente, ocorreu a retaliação do PMDB em cima do senador Jarbas Vasconcelos, que "homenageou" o seu partido em entrevista, colocando-o no alto do pódio da corrupção. Resultado: o líder Renan Calheiros tirou o senador Pernambucano da mais importante comissão do Senado, a de Constituição e Justiça, recebendo de um letor a segunte declaração: "Jarbas acertou em cheio, do princípio ao fim, m seu discurso no Senado. Tanto que o tarmbado Renan Calheiros tratou de destituí-lo imediatamente da CCJ";
O mesmo leitor concluiu declarando: "Com mais razão ainda está um dos nossos senadores ao afirmar que o nosso outrora Senado Federal age como uma casa de tolerância";
Vê-se, portanto, que o momento é altamente propício para o eleitor pensar seriamente sobre quem vai mandar para representá-lo no Senado por oito anos a partir de 2011. Só deve ir para o Senado quem for exercer a função de Senador e não outra.

Um comentário:

  1. O centro da questão foi tocada por você no comentário derradeiro: pensar em quem se vota para todos os cargos.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário