Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

15 de outubro de 2013

A mudança do quadro de políticos brasileiros está nas mãos dos eleitores

Com a campanha eleitoral já em pleno andamento ─ pelo a presidente Dilma, após afirmar que para tentar sua reeleição seria capaz de 'fazer o diabo' ─, vemos que a chefe do Executivo está viajando por todo o Brasil inaugurando até abertura de bica de água, poço artesiano e 'inaugurando' início de obras. Não dá para entender que o eleitor esteja tão alienado que não se ligue para o constatação de que muita coisa precisa mudar o quanto antes no comportamento dos políticos brasileiros. O que foi reclamado pelo povo nas manifestações de junho continua sendo motivo para não se exigir que haja mais respeito principalmente no que se refere à utilização do dinheiro arrecadado através de um dos mais altos impostos do mundo. Todos os dias a imprensa divulga casos para alguns surpreendentes, como os de magistrados vendendo sentenças envolvendo ganhos exagerados de indenizações de altíssimos valores. E o pior é que quando algum deles é descoberto passa a cumprir uma esdrúxula pena de aposentadoria integral;

Sem se falar no famosíssimo 'Mensalão do PT', mais um caso surge com a descoberta de mais de mil vereadores eleitos na ano passado continuaram recebendo a Bolsa Família que já recebiam em condições duvidosas. Sabemos também que policiais são indiciados por receberem dinheiro de traficantes para que não os incomodem nas suas atividades. Em São Paulo, aparece oficial da Polícia envolvido com bandidos que programam acabar com a vida do governador paulista. No Rio, agentes da Vigilância Sanitária são flagrados recebendo cerca de R$ 50 milhões por ano para que não fiscalizem estabelecimentos do ramo de alimentação, pouco se importando com a qualidade da comida que a população paga para consumir, correndo riscos que deveriam ser garantidos por aqueles agentes. Uma pesquisa revela que a tarifa de telefone celular de chamadas para telefones da mesma operadora é a mais cara do mundo, R$ 1,56, diferentemente da cobrada em Hong Kong, que custa R$ 0,01;

Uma ilustração tem sido postada no Facebook com a frase “Você não é vítima do político ladrão, é cúmplice”. É verdade. Quem vota de qualquer jeito, em troca de algum favor, por menor que seja, ou por influência de uma boa propaganda ou bela aparência de um candidato, esquecendo-se em pouco tempo em quem votou, só pode contribuir para que o quadro de maracutaias continue ativo e até em expansão, não podendo mesmo reclamar de estar sendo roubado nos impostos que paga e quase anda recebendo em troca dos impostos pagos. Não temos muitas opções de novos nomes na política nacional, mas é mesmo hora de o eleitor ter mais cuidado ao digitar os números dos candidatos em 5 de outubro de 2014. Muita gente precisa 'sair da vida pública e recolher-se à privada', como já disse alguém com rara felicidade na construção do trocadilho. Então, vamos votar melhor dessa vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário