Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

6 de junho de 2013

Lula dá a entender no exterior que quem manda é ele e dá ordens à presidente Dilma

  • Definitivamente, o ex-presidente Lula não se preocupou em mostrar para o mundo que quem manda no Governo é ele. Em discurso a empresários peruanos e a alguns patrocinadores de suas viagens ao exterior, ele revelou que pressionou sua sucessora, Dilma Rousseff, a cuidar do funcionamento de uma ponte que cruza o rio Acre, inaugurada em 2006, entre o Peru e o Brasil, dizendo, em alto e bom som: Já liguei para a presidenta Dilma hoje  de manhã. Já liguei. E disse para ela da ponte; disse para ela da falta de fiscal. Ela disse: ‘Pode deixar que eu vou chamar o pessoal para resolver isso’”. Segundo a notícia publicada no site da 'Folha de São Paulo', Lula foi aplaudido pela plateia de 400  empresários locais e pela comitiva de brasileiros que ele liderou, formada por executivos de empreiteiras, como OAS, Odebrecht e Andrade Gutierrez, grandes doadoras de vultosa importâncias para as campanhas de Lula e Dilma, e de outras empresas, como Embraer e Eletrobras;
  • Já comentamos aqui o comportamento de Lula, agindo como se fosse uma espécie de 'presidente-adjunto' da República, chegando ao ponto de 'convocar' reuniões como ministros, tanto em São Paulo, no  Instituto Lula, como em Brasília, em locais diversos. Acrescente-se também o fato de que a presidente Dilma volta e meia vai ao encontro de Lula, aproveitando-se de sua visitas oficiais a São Paulo. Por causa de fatos como esse, há comentaristas políticos admitindo que Lula pode estar querendo ser candidato am 2014 por causa da falta de jogo de cintura político da presidente e da já observada queda da popularidade dela, a cada dia se agravando com as perspectivas de volta da inflação. Desde o início do mandato de Dilma que Lula confessa não ter 'desencarnado' do cargo que exerceu por oito anos;
  • A cada mancada de Dilma e com as constantes reclamações de parlamentares aliados, com muita gente desmascarando sua imagem de 'gerentona', as especulações quanto a uma possível troca de candidato do PT à Presidência da República, mais os candidatos oposicionistas saem em campo e até se reúnem traçando estratégias para provocarem um segundo turno, unindo-se naquela ocasião para tentar tirar o PT do Poder. Se Dilma não mudar seu rumo, grandes novidades virão por aí.

Um comentário:

  1. quem até hoje não tem certeza de quem manda é o sapo barbudo?? ok, ok, são poucos, muito poucos.
    Vofes vão ver lá a fotof da dilmaf, masf vão votaf em mimffff. Ele disse isso na eleição, "ponto".

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário