Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

2 de março de 2011

Comissão de 'notáveis' prepara reforma política

Os políticos brasileiros continuam não levando a sério os eleitores. Parecem não entender que os tempos estão sendo outros. Os movimentos de revolta que acontecem pelo mundo, com o povo cobrando uma conta muito alta dos dirigentes de seus países. Aqui no Brasil, pode ser que o povo comece a reagir contra certas atitudes, principalmente as praticadas por deputados e senadores, cujo "ibope" anda em baixa junto à população. Há um clamor público para que se faça uma reforma política o quanto antes, promovendo radicais mudanças no sistema eleitoral, acabando com certas aberrações que acontecem na escolha daqueles que supostamente irão representar o povo no Congresso Nacional;

Recentemente, o Senado Federal criou uma comissão para começar estudos com vistas à reforma política. Para complicar, a Câmara também criou outra comissão com o mesmo objetivo. Isso quer dizer quando o Senado aprovar um projeto terá que enviá-lo à Câmara, que o devolverá ao Senado, pois certamente o original será alterado. O mesmo vai acontecer no sentido inverso. Então, já dá para se imaginar quando essa reforma será aprovada. Deputados e senadores rirão da cara do povo, como sempre acontece;

Mas uma verdadeira demonstração de que uma reforma política não passa de um jogo de cena acaba de ser dada pela Câmara dos Deputados. A comissão que vai estudar uma possível alteração na legislação eleitoral, principalmente, é composta de 41 membros. O que espanta são alguns nomes que certamente não estão pensando em alterar nada do que hoje existe, pois são grandes beneficiários da legislação vigente. Entre os ilustres deputados encontram-se nomes como o de Paulo Maluf (PP-SP), que hoje é procurado pela Interpol acusado de desvio de dinheiro, além de ter sido enquadrado da Lei da Ficha Limpa. Outro nome é o de Valdemar Costa Neto (PR-SP), indiciado pelo Superior Tribunal Federal (STF) por sua participação no Mensalão do PT, ao lado de Eduardo Azeredo (PSDB-MG), réu do Mensalão mineiro;

A comissão de "notáveis" da Câmara tem também a participação do deputado José Guimarães (PT-CE). À primeira vista parece ser um desconhecido, mas ele é famoso, pois além de envolvido no Mensalão do PT era dele um assessor que foi pego em São Paulo com 100 mil dólares na cueca, além mais R$ b440 mil numa mala. Por fim, entre os membros da comissão da Câmara destaca-se o seu presidente, nada menos que o deputado Almeida Lima (PMDB-AL), que tem em seu histórico fazer parte da tropa de choque de Renan Calheiros (PMDB-AL), com atuação bastante efetiva no processo que levou o então presidente do Senado a renunciar ao cargo para não ser cassado. Almeida Lima tinha como tática sempre solicitar vistas do processo, retardando o quanto podia a votação de quase cera cassação de Renan;

Aí está. Se alguém espera algo de bom desses "notáveis", pode confiar que a reforma política vai acontecer, mas só Deus sabe quando. Finalmente, uma pergunta: Até quando o povo vai ficar reconduzindo essa gente para o cenário político nacional?  Quiseram bater em Pelé quando ele, há algumas décadas, disse que o brasileiro não sabe votar. A prova de que o "Rei" estava certo está aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário