Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

31 de outubro de 2010

Já é hora do fim do voto obrigatório.

Chegou finalmente o dia da decisão. O povo já está votando para Presidente da República em segundo turno. Todavia, uma aberração está acontecendo. É que dos 135 milhões de eleitores brasileiros, um elevado percentual deles está votando por obrigação e não por estarem no exercício de um "direito constitucional". Mas que "direito" é esse, que é obrigatório? Isso não acontece nos países realmente democráticos. Neles, o voto é voluntário. Vota quem quer. Esse "direito obrigatório" tem que acabar. Isso fica mais evidente com a constatação de que Pelé estava certo quando afirmou que "o brasileiro não sabe votar".  O Rei do Futebol quase foi crucificado por causa disso;

Quanto aos países onde o voto é opcional, o que se observa é que quem quer participar do processo eleitoral a primeira coisa que faz é filiar-se a um partido político com o qual se identifique, cujo programa tenha afinidade com sua ideologia. Então, ele passa a participar da vida partidária, e, por extensão, vota nos candidatos do seu partido. No Brasil, essa coisa de espírito partidário demoraria muitos anos para acontecer, pois muitos deles são apenas siglas de aluguel, tanto de vagas para concorrer nas eleições como para negociar tempo para os partidos maiores utilizarem no horário eleitoral gratuito (?) obrigatório;

Sabemos que será muito difícil nossos parlamentares alterarem uma legislação que lhes interessa que fique como está  Entretanto, cabe a nós iniciarmos uma campanha para que a sociedade de mobilize em busca dessa alteração, nos mesmos moldes do que ocorreu com a Lei da Ficha Limpa. Já é tempo do povo brasileiro não ser mais tratado como gado, fazendo com que o Brasil deixe de ser um imenso curral eleitoral, onde o cidadão vai para a cabine eleitoral da mesma forma que bois e vacas vão obrigadas para o matadouro, ou seja, sm direito de escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário