Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

20 de abril de 2010

Brasília, Capital da Maracutaia Política

Brasília, Capital do Brasil, chega neste 21 de abril aos seus 50 anos. Mesmo cinquentenária, Brasília é tida com uma das cidades mais modernas do mundo. É até considerada como Patrimônio da Humanidade. A coragem de Juscelino Kubitscheck de incluir em seu programa de governo a mudança da capital do Rio de Janeiro para o Planalto Central, como constava na Constituição Federal de 1946, que vigorava na época, deixou muita gente incrédula e a oposição tentou até às vésperas impedir a mudança, aí já pelo simples prazer de ser contra. E é com lembrar que a sugestão partiu de um eleitor num comício durante a campanha, tendo JK aceitado a ideia que lhe havia passado pela cabeça. Também o funcionalismo federal da época não queria nem pensar em sair do Rio de Janeiro para passar a trabalhar "no meio do mato", como afirmava muita gente;

Ao longo desses 50 anos, Brasília passou também a ter outra fama, além de sua beleza e funcionalidade, fruto das ideias futuristas de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, tornando-a até uma atração turística, a nova capital centralizou quase todo o comando do país -.a Praça dos Três Poderes é uma confirmação disso -, mas, em triste compensação, tornou-se numa verdadeira escola superior de maracutaias políticas. Parece naquela imensidão nossos políticos em especial têm "inspiração" para tramarem as mais variadas jogadas, começando no próprio Palácio do Planalto, mesmo estando ele sendo comandado por um partido que passou cerca de duas décadas se auto-intitulando com um partido integrado por homens puros, quase santos;

Mas ainda resta esperança para que Brasília seja na verdade um dos melhores lugares do mundo, um autêntico centro de decisões em benefício do povo e não para apenas beneficiar políticos e pessoas a eles ligadas, parentes ou não. Ocorre que isso está nas mãos do próprio povo, possuidor de uma das maiores armas, que é o voto, algo que em muitos países não existe (principalmente naqueles cujos dirigentes são constantemente paparicados por Lula). O dia 3 de outubro pode ser o início de uma mudança na história de Brasília, se o eleitor se conscientizar de que está na hora de não reeleger a grande maioria daqueles que hoje compõem em especial o Congresso Nacional. Aí, em 2060, nas comemorações do seu centenário, a visão da hoje Capital da Esperança seja uma prarzerosa realidade.

Um comentário:

  1. Bom, eu moro em Brasília e vejo toda a "maracutaia" "de perto". Usei aspas porque obviamente, existe muito mais sujeira do que nós conhecemos. Bom, as pessoas se manifestam, organizam protestos... O brasileiro está ficando cansado, só não sei se isso vai mudar as coisas. É a velha história, muito poder na mão de poucos.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário