Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

7 de agosto de 2009

"Senado, a Casa da Mãe Joana"

  • A cada dia o seriado "Senado, a Casa da Mãe Joana" tem um capítulo inédito. No primeiro, tivemos o ataque de Fernando Collor para cima de Pedro Simon, tendo este confessado ter tido medo do "caçador de Maracujás", lembrando-se do pai do ex-presidente da República, o também senador Arnon de Melo, que descarregou sua arma atirando num outro senador, Silvestre Péricles, errando tudo a cerca de 5 metros de distância, e matando outro senador que estava na tribuna e que nada tinha com o caso entre os dois. Coisas da política de Alagoas;
  • No dia seguinte, foi a vez de José Sarney, presidente da Casa (talvez com permissão da Mãe Joana), fazer um discurso de quase uma hora tentando se defender de uma série de casos comprovados, mentindo descaradamente, fazendo de trouxas os senadores que o aplaudiram depois de sua fala. Teve ainda o displante de acusar a imprensa de persegui-lo, querendo dar a entender que os casos do auxílio-moradia indevido, a mansão não declarada, os casos de nepotismo e outras falcatruas seriam mentiras divulgadas pela mídia;
  • O capítulo seguinte, ontem, teve como "astro" principal o desbocado Renan Calheiros, chegando ao ponto de chamar o senador Tasso Jereissatti de "coronel de merda". Quando este cobrou o trêmulo presidente da sessão, o próprio Sarney, que registrasse a quebra de decoro por parte do senador alagoano, comandante-em-chefe da "tropa de choque" de Lula, o grande defensor de Sarney, Renan, sabendo que tinha dado mancada, pediu que sua fala fosse retirada da ata;
  • Antigamente, quando um parlamentar queria retirar algum termo do discurso pedia a retirada das "notas taquigráficas". Hoje, está tudo gravado, tem as fitas das TVs, gravações feitas até por telefones celulares. Com isso, parece que o jogo tem chance de sofrer uma viradas, apesar da grande maioria de que dispõem os sarneyzistas. Eu mesmo estou com vontade de processar Renan por ter invadido minha casa através da TV Senado berrando palavrões;
  • Mas o que realmente choca é que nada é decidido pelos ilustres e bem pagos senadores, que praticamente nada fizeram no primeiro semestre deste ano, mas que não faltaram à boca do cofre para receber subsídios e demais mordomias a que incrivelmente têm direito. O que se espera é que no próximo ano o povo não faça como é de costume e se esqueça de tudo o que está acontecendo, votando neles e reelegendo-os;
  • Em 2010, há chance de terem trocados dois terços dos que se sentam nas poltronas do Senado. É uma rara oportunidade de serem feitas nada menos que 54 substituições, talvez melhorando consideravelmente a qualidade do hoje existe naquela inoperante Casa Legislativa.

Um comentário:

  1. É uma pena,mas os congressistas(sic) representam a população.Esse nosso congresso está envolto numa realidade cada vez mais inacreditável no que há de mais podre e mais torpe na política do país.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário