Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

17 de agosto de 2009

Lula entra na briga Dilma x Lina e é criticado

  • O presidente Lula cobrou da ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira a apresentação de provas do encontro que teria tido com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Parece não ser da alçada de um Chefe de Estado meter-se nesse tipo de discussão. Lula chegou a declarar: "Não precisaria gastar dinheiro, pagar passagem ou ir ao Congresso". Disse ainda que é só mandar a agenda dela com o registro do encontro;
  • O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) criticou nesta segunda-feira a fala de Lula, afirmando: "Pode ter sido um encontro extra-agenda. Há momentos em que a urgência exige que o encontro seja assim. Eu não sei se a ex-secretária Lina Vieira apresentará aqui, amanhã , uma agenda. Mas isso não é relevante para a análise do episódio", disse o senador tucano. Acrescente-se o fato de que Lula teve recentemente um encontro extra-agenda com Collor, no final de um dia, cujo registro ficou somente por conta da imprensa;
  • Nesta terça, a ex-secretária deve prestar esclarecimentos à Comissão de Constituição e Justiça do Senado sobre o episódio. Ela afirma ter tido uma reunião particular com Dilma, que teria pedido celeridade na auditoria feita em empresas ligadas à família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A ministra da Casa Civil nega que o encontro tenha ocorrido;
  • O presidente Lula foi questionado sobre as versões diferentes após assinatura de acordos com o presidente do México, Felipe Calderón, em Brasília. Desafiou Lina a apresentar sua agenda e disse que considera uma "pobreza" que esse assunto tenha tomado a agenda política do país. Houve inconveniência na pergunta, pois não seria hora adequada, mas maior inconveniência ficou por conta de Lula;
  • "Eu entendo que o presidente tenha assuntos mais importantes a tratar. Mas isso não nos exime de apurar fatos importantes como este", disse Álvaro Dias, criticando o que considera um "império da mentira" sustentado pelo Governo Federal. O tucano citou outros episódios envolvendo a ministra Dilma que teriam sido "blindados" por mentiras, na opinião do senador oposicionista;
  • "Houve a mentira em relação à venda da Varig. A ministra Dilma estava envolvida no episódio. No episódio do dossiê, o caso existiu, o responsável é que nunca existiu. O episódio do diploma da ministra que foi divulgado, agora esse episódio com Lina Vieira", acrescentou Álvaro Dias;
  • Como se recorda, a ministra foi apontada como intermediária na venda da VarigLog e da Varig ao fundo norte-americano Matlin Patterson. Dilma nega. A ministra também foi acusada de ter criado um dossiê com gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O currículo de Dilma Rousseff no site do ministério continha imprecisões, como um curso de mestrado que ela não fez;
  • Realmente o senador tucano está com a razão. Não cabe ao Presidente da República ficar fazendo desafios a ex-dirigente de órgão público de escalão inferior na hierarquia do Governo. A não ser que haja algo que ele não quer que venha a ser confirmado e que deixe mal a sua principais auxiliar direta e que também é sua candidata á sucessão presidencial em 2010.

2 comentários:

  1. Luís Inácio toma a frente em defesa de Dilma, seu rabicho sucessório. Parece aquele pai que sai em defesa do filho, mesmo quando ele comete um tremendo erro.

    ResponderExcluir
  2. Não dá para ele ver que está cheirando muito mal,esse apoio?Não sei não,mas ele está perdendo pontos com isso.Quem viver,verá.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário