Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

22 de janeiro de 2011

Castigo para os aproveitadores da desgraça alheia

Está sendo emocionante ver o quanto o brasileiro é solidário na hora de catástrofes como a ocorrida há pouco mais de dez dias na Região Serrana do Rio de Janeiro.Trata-se de um sentimento bastante nobre, pois tem gente que está até fazendo sacrifícios para ajudar de algum modo aos que foram atingidos pelas chuvas e desmoronamentos naquelas cidades. Há também pessoas de elevado poder aquisitivo que não só fizeram vultuosas doações como ainda se deslocaram para lá e, como voluntários, passam despercebidos, dando sua colaboração para minorar o sofrimento que atingiu pessoas de todos os níveis sociais. A enxurrada não discriminou ninguém. Tanto foram devastadas casa simples, quase favelas, como também mansões;

Existem também outros tipos de "voluntários". Certamente têm interesses políticos-eleitorais na colaboração desses indivíduos inescrupulosos. Fazendo muitos pensarem que são pessoas dispostas a ajudar ao próximo, estão, sim, pensando mas é no próximo pleito eleitoral. Há políticos que estão fazendo verdadeira pirotecnia ao conclamar as pessoas a fazerem doações para as vítimas da Região Serrana do RJ. Numa cidade da Baixada Fluminense, um vereador (omitimos o nome dele propositalmente), já pensando na sua reeleição em 2012, enfeitou seu carro de som com adesivos gigantes com seu nome e com um slogan enaltecendo suas qualidades de benemérito da comunidade, além de uma gravação apontando os locais para serem entregues as doações, com o locutor enfatizando no final do texto com a frase "apoio do vereador fulano";

Espera-se que a Justiça Eleitoral tenha fotografado o referido carro de som e grava o texto na voz do locutor a fim de que o ilustre "representante do povo" seja enquadrado nos dispositivos da Lei Eleitoral que pune quem faz propaganda antecipada - ainda está na memória de muitos as multas aplicadas em Lula e Dilma por tal motivo - e que o mesmo tenha dificuldades para o registro de sua candidatura no ano que vem, pois é bastante condenável que ele esteja se aproveitando de um momento de tanta dor e tristeza para tentar faturar uma imagem de "benemérito do povo". Como ele, há também outros políticos e até celebridades que fazem questão de alardear a entrega de suas doações;

Mas o melhor de tudo será se acontecer que, além de uma possível punição da Justiça Eleitoral, o eleitor seja o maior carrasco desses aproveitadores, aplicando-lhes o maior castigo possível, que é ignorá-los na urna em 2012.

Um comentário:

  1. Meu amigo Airton:

    Esse tipo de gente fatura até na desgraça alheia. Mas faz isso porque o povo não aprende e se torna cada vez mais cego ou acomodado.

    Bela postagem!

    Um grande abraço...

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário