Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

6 de fevereiro de 2016

Filho de Lula ameaça 'tacar fogo' no Brasil

“Se colocarem meu pai na cadeia vou mandar tacar fogo no Brasil, vou fazer o diabo nesse país”. Essa ameaça foi feita por Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula usando as redes sociais para ameaçar e deixar de plantão o MST e demais grupos ‘patrocinados’ pelo PT. Isso se deu após a ultima operação realizada pela Policia Federal. Lulinha e os petistas alegam os que os integrantes da Operação Lava-Jato visam somente destruir a carreira política de Lula. É claro que a captura de Lula e sua anulação política é o grande objetivo da Lava-Jato e de considerável parte da população, vítima da péssima administração de Lula e Dilma. Essa realidade desencadeou planos de contra-ofensiva que grupos políticos do entorno de Lula, do PT e do governo Dilma, que duvidavam que a prisão de Lula fosse, mesmo, um objetivo. E é. Pesquisas demonstram que ver Lula atrás das grades é desejo de muita gente;

O PT de São Paulo, a CUT, o MST e outros 'movimentos sociais' estão preparando um ato em frente ao Fórum da Barra Funda onde Lula e dona Marisa Letícia vão prestar depoimento no próximo de 17. Na tentativa de demonstrar apoio ao ex-presidente a pressionar a Justiça, ele quando chegar ao fórum passará no meio dos manifestantes, que já têm até um grito de guerra ameaçador: "Lula é meu amigo. Mexeu com ele, mexeu comigo". Diversas outras manifestações de apoio a Lula estão sendo programadas para dias antes do depoimento em São Paulo. Um, será em Brasília, para onde está sendo organizada uma caminhada, e outra, no Rio de Janeiro, nas comemorações do 36º aniversário de fundação do PT;

O depoimento foi solicitado pelo promotor Cássio Conserino, que entende que Lula e sua mulher tentaram esconder a real propriedade ao tríplex de Guarujá, caracterizando ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro. O juiz-presidente do Fórum da Barra Funda já teria solicitado reforço policial na hora da chegada e Lula para prestar seu depoimento temendo que grupos contrários ao ex-presidente também façam manifestações pedindo sua prisão, algo que certamente poderá descambar para confrontos não só de palavras de ordem, principalmente por causa da ameaça de Lulinha, que nada mais é que um incitamento a desordem pública. Depois disso, esse rapaz deveria ser chamado pelos órgãos competentes para dar explicações e 'baixar a bola'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário